Guerra dos Sexos, Auriol Dongmo foi a grande figura

Guerra dos sexos

Auriol Dongmo

A sportinguista Auriol Dongmo foi a grande figura da “Guerra dos Sexos” que ontem decorreu em Leiria, no Centro Nacional de Lançamentos, ao bater o recorde de Portugal do lançamento em duas ocasiões, colocando-o em 19,27 metros, melhor marca mundial do ano!

Auriol Dongmo com Recorde de Portugal e melhor marca mundial de 2020

A sportinguista abriu o concurso com a marca de 18,42 metros, um pouco aquém do recorde obtido há dias (18,82), mas ao segundo ensaio melhorou para 18,90 metros! Mas o melhor ainda estava para vir. Na ronda seguinte, já nos duelos, enquanto Eliana Bandeira (Benfica) fazia dois nulos, Auriol também fez um nulo e garantiu a final com um ensaio a 17,90.

No outro duelo, Jessica Inchude (Sporting) impôs-se com a marca de 15,97, enquanto Francislaine Serra chegava aos 15,62 (mas obteve 16,33 na ronda anterior, que ficou como a sua melhor marca da tarde).

Na final, Jessica Inchude ainda melhorou para 16,66 e 16,77 (a sua melhor marca) mas viu a “explosão” de Auriol: primeiro 18,86 e finalmente 19,27 metros! Recorde de Portugal e melhor marca mundial de 2020!

Guerra
Auriol Dongmo

No final da competição, a atleta do Sporting estava muito feliz pela obtenção do “recorde, especialmente por ter conseguido melhorar duas vezes em competição. Foi muito bom. Eu trabalho diariamente para ser cada vez melhor e foi o que conseguimos fazer hoje”, disse-nos a atleta que apesar de tudo se mostra humilde. “Ter conseguido mais de 19 metros não é nada mais que a minha vontade de trabalhar e melhorar”.

Prestação feminina foi a suficiente para vencer a “Guerra dos Sexos

A prestação feminina foi a suficiente para vencer a “Guerra dos Sexos”, pese embora a oposição masculina, que teve em Tsanko Arnaudov (Benfica) o seu ponto alto, com a marca de 20,11 metros, conseguida no seu último ensaio (ainda fez 20,10).

Para o recordista nacional, “este formato de competição dá muita vontade de competir. Ficamos com muita vontade de melhorar e não podemos distrair-nos pois os adversários também estão a lutar pelo mesmo”.

Estou muito contente por estarmos de novo a competir e espero que algumas destas iniciativas venham para ficar pois é um modelo muito interessante. Espero conseguir a desforra para os homens”, declarou o benfiquista que na final derrotou o colega de equipa Francisco Belo que fez dois nulos, mas trazia como melhor marca da tarde o lançamento de 19,63 metros.

Marco Fortes (Sporting), com 17,47 metros, e Daniel Santiago (J. Vidigalense), com 16,14 metros foram os outros elementos da equipa masculina.

No final da competição, Jorge Vieira, presidente da FPA, mostrava-se satisfeito com “os modelos de desafios, que espero possam ficar como modelo de competição preparatória”, enaltecendo “o excelente resultado de Auriol Dongmo, com um recorde de Portugal de grande valia”.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto / Foto: Federação Portuguesa de Atletismo

Parceiros

Deixe uma resposta