Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Guerra dos Sexos, Auriol Dongmo foi a grande figura

A sportinguista Auriol Dongmo foi a grande figura da “Guerra dos Sexos” que ontem decorreu em Leiria, no Centro Nacional de Lançamentos, ao bater o recorde de Portugal do lançamento em duas ocasiões, colocando-o em 19,27 metros, melhor marca mundial do ano!

Auriol Dongmo com Recorde de Portugal e melhor marca mundial de 2020

A sportinguista abriu o concurso com a marca de 18,42 metros, um pouco aquém do recorde obtido há dias (18,82), mas ao segundo ensaio melhorou para 18,90 metros! Mas o melhor ainda estava para vir. Na ronda seguinte, já nos duelos, enquanto Eliana Bandeira (Benfica) fazia dois nulos, Auriol também fez um nulo e garantiu a final com um ensaio a 17,90.

No outro duelo, Jessica Inchude (Sporting) impôs-se com a marca de 15,97, enquanto Francislaine Serra chegava aos 15,62 (mas obteve 16,33 na ronda anterior, que ficou como a sua melhor marca da tarde).

Na final, Jessica Inchude ainda melhorou para 16,66 e 16,77 (a sua melhor marca) mas viu a “explosão” de Auriol: primeiro 18,86 e finalmente 19,27 metros! Recorde de Portugal e melhor marca mundial de 2020!

Guerra
Auriol Dongmo

No final da competição, a atleta do Sporting estava muito feliz pela obtenção do “recorde, especialmente por ter conseguido melhorar duas vezes em competição. Foi muito bom. Eu trabalho diariamente para ser cada vez melhor e foi o que conseguimos fazer hoje”, disse-nos a atleta que apesar de tudo se mostra humilde. “Ter conseguido mais de 19 metros não é nada mais que a minha vontade de trabalhar e melhorar”.

Prestação feminina foi a suficiente para vencer a “Guerra dos Sexos

A prestação feminina foi a suficiente para vencer a “Guerra dos Sexos”, pese embora a oposição masculina, que teve em Tsanko Arnaudov (Benfica) o seu ponto alto, com a marca de 20,11 metros, conseguida no seu último ensaio (ainda fez 20,10).

Para o recordista nacional, “este formato de competição dá muita vontade de competir. Ficamos com muita vontade de melhorar e não podemos distrair-nos pois os adversários também estão a lutar pelo mesmo”.

Estou muito contente por estarmos de novo a competir e espero que algumas destas iniciativas venham para ficar pois é um modelo muito interessante. Espero conseguir a desforra para os homens”, declarou o benfiquista que na final derrotou o colega de equipa Francisco Belo que fez dois nulos, mas trazia como melhor marca da tarde o lançamento de 19,63 metros.

Marco Fortes (Sporting), com 17,47 metros, e Daniel Santiago (J. Vidigalense), com 16,14 metros foram os outros elementos da equipa masculina.

No final da competição, Jorge Vieira, presidente da FPA, mostrava-se satisfeito com “os modelos de desafios, que espero possam ficar como modelo de competição preparatória”, enaltecendo “o excelente resultado de Auriol Dongmo, com um recorde de Portugal de grande valia”.

Texto / Foto: Federação Portuguesa de Atletismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta