Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Nacionais de Estrada em contagem decrescente

O concelho de Paredes recebe, entre sexta-feira e domingo, os Nacionais de Estrada.

O programa do Campeonato Nacional de Estrada agrega provas de contrarrelógio e de fundo para corredores de elite e sub-23 masculinos. Os paraciclistas competem em contrarrelógio.

São esperados cerca de 200 corredores, cuja presença será distribuída pelos três dias de competição dos Nacionais de Estrada.

As equipas continentais e de equipas portuguesas estarão na máxima força, com destaque para a Efapel e a W52-FC Porto, em superioridade numérica na prova de fundo para elite, no domingo.

Pódio corrida fundo 2019

Equipas continentais e portuguesas na máxima força nos Nacionais de Estrada

Apesar de a lista de inscritos oficial só ser conhecida na tarde da próxima quinta-feira, é possível antecipar a presença de José Mendes (W52-FC Porto) e de José Gonçalves (Nippo Delko One Provence), que defendem, respetivamente, os títulos de fundo e de contrarrelógio, na categoria de elite.

Os exercícios individuais, na tarde de sexta-feira, dia 14, abrem a competição. Às 14h00 parte o primeiro paraciclista, que terá por diante 12,5 quilómetros.

Seguem-se os sub-23 e os ciclistas de elite, às 14h30, para uma prova de 18,1 quilómetros.

Os contrarrelógios começam na zona industrial da freguesia de Gandra e terminam no kartódromo de Baltar, ficando marcados por um traçado que pede corredores possantes.

Tanto os sub-23 como a elite nacional terão uma segunda metade de prova sempre em falso plano ascendente, com alguns topos mais exigentes.

As provas de fundo têm início e final na zona industrial de Gandra, nas instalações da empresa Majorfe.

A corrida de sub-23 começa às 14h30 de sábado, 15 de agosto. O pelotão vai completar 138,2 quilómetros.

Os primeiros 42,3 são feitos num percurso mais largo, antes da entrada no circuito final de 12,9 quilómetros. A corrida acaba à oitava passagem pela meta, quando os ciclistas tiveram somado um desnível positivo acumulado de 2860 metros.

A prova de elite inicia-se às 11h00 de domingo, tendo 164,8 quilómetros e um acumulado de subida de 3480 metros. O percurso será o mesmo coberto na véspera pelos sub-23, com mais duas voltas ao circuito final.

Nacionais de Estrada

Circuito ondulado seja um convite aos ataques e a uma corrida com emoção

Espera-se que o circuito ondulado seja um convite aos ataques e a uma corrida sem monotonia.

Os adeptos são convidados a seguir a corrida à distância, através das informações disponibilizadas em tempo real na página da Federação Portuguesa de Ciclismo na Internet.

Aqueles que optem por assistir ao vivo deverão evitar as zonas de chegada e de partida, procurar locais sem aglomeração de público para ver a passagem dos corredores, manter distanciamento físico de dois metros face a outros adeptos, usar máscara de proteção certificada, evitar os incentivos orais aos atletas, privilegiando os aplausos.

Texto: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo
Fotos: João Fonseca Photographer

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta