OSTENDE, LUÍS COSTA SEXTO NA TAÇA DO MUNDO DE PARACICLISMO

Ostende

A Seleção Nacional de paraciclismo inicia a época internacional com a participação em duas etapas da Taça do Mundo, em Ostende, Bélgica, e em Elzach, Alemanha, e na primeira etapa o destaque vai no momento para Luís Costa..

O selecionador nacional de paraciclismo, José Marques, convocou quatro corredores para este duplo compromisso internacional:

Bernardo Vieira (Academia Efapel de Ciclismo), que vai competir na classe C1;
Telmo Pinão, também da Efapel, que correrá em C2;
Flávio Pacheco (Santa Cruz/Botelhos.pt), inscrito em H4;
e Luís Costa, representante nacional em H5.

Texto: UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo

Quatro representantes de Portugal na Taça do Mundo de Paraciclismo em Ostende

A ronda de Ostende decorre entre hoje quinta-feira, 5 de maio, e domingo, 12. Nestes dois primeiros dias disputam-se os contrarrelógios.

Luís Costa e Flávio Pacheco disputaram o exercício individual de 20 quilómetros hoje quinta-feira.

Nas suas páginas do facebook o paralímpico Luís Costa escreveu ontem “Chegou o dia. Amanhã começo o meu contrarrelógio na Taça do Mundo de Paraciclismo na Bélgica.

20km a fundo na expectativa de alcançar um bom resultado.

Hoje é dia de arrumar a bagagem e fazer-me à “estrada” em representação da seleção Nacional o que muito me orgulha ☺️…

Jornada dupla em taças do mundo, de 5 a 8 na Bélgica (Oostende) e de 12 a 15 na Alemanha (Elzach) vou confiante em bons resultados.

Vou encontrar os melhores paraciclistas do mundo e espero poder estar num bom patamar e representar o Nosso país de forma digna.” o que Flávio Pacheco escreveu na sua página.

Luís Costa
Luís Costa

Luís Costa sexto classificado no contrarrelógio da Taça do Mundo

O Paralímpico Luís Costa conseguiu o melhor resultado da Seleção Nacional no contrarrelógio da Taça do Mundo de Paraciclismo, terminando na sexta posição o exercício individual de 20 quilómetros, disputado em Ostende, Bélgica.

O corredor paralímpico português, a competir na classe H5, fez uma prova em crescendo, parando o cronómetro nos 31’00”160.

A vitória pertenceu ao neerlandês Mitch Valize, único paraciclista a baixar dos 28 minutos, terminando com 27’44”378.

Seguiu-se o francês Loic Vergnaud, com 29’18”125, e o neerlandês Tim de Vries, com 29’49”046.

Flávio Pacheco 12º e Carlos Neves 23º na classe H4

A Seleção Nacional esteve também representada na classe H4, através de Flávio Pacheco.

O paraciclista alentejano foi o 12.º, com 32’05”003. Na mesma prova, mas competindo como individual, participou Carlos Neves, que terminou na 23.ª posição, com 34’14”839.

O melhor H4 foi o neerlandês Geert Schipper, com 28’11”050.

Seguiram-se o francês Mathieu Bosredon, com 28’19”039, e o austríaco Alexander Gritsch, com 28’35”535.

Ostende
Quarteto selecionado para esta etapa da Taça do Mundo

Amanhã, a partir das 8h00, é a vez de Bernardo Vieira e Telmo Pinão também enfrentarem os 20 quilómetros de contrarrelógio.

A participação nacional também nas provas de fundo também se distribui por duas jornadas.

No sábado, às 14h00, começam das corridas de 81,6 quilómetros para as classes H4 e H5.

No domingo, às 16h30, os corredores das classes C1 e C2 arrancam para 71,4 quilómetros em pelotão.

Segunda ronda da Taça do Mundo na Bélgica

A comitiva nacional viajará depois para a Bélgica, onde correrá a segunda ronda da Taça do Mundo, em Elzach.

Neste caso, as provas com participação portuguesa distribuem-se por três dias.

A 13 de maio disputam-se os contrarrelógios individuais, de 18,2 quilómetros, a partir das 12h30.

No dia seguinte entram em pista Luís Costa, às 13h00, e Flávio Pacheco, às 15h15, para as provas de fundo de classe H5 e H4, que terão 59,2 quilómetros.

Às 12h30 de dia 15, Bernardo Vieira e Telmo Pinão fecham a participação nacional nos 44,4 quilómetros de C1 e C2.

Parceiros