Taça Hugo dos Santos, FC Porto venceu a sua 4.ª Taça

Taça Hugo dos Santos

O FC Porto bateu o Sporting CP por 72-68 e venceu a sua 4.ª Taça Hugo dos Santos, cinco anos depois da sua última conquista.

Texto / Fotos: Federação Portuguesa de Basquetebol

Taça Hugo dos Santos

FC Porto vence Taça Hugo dos Santos

Os “dragões” até começaram pior o jogo. A equipa dos “leões” entrou a todo o gás, e apoiados numa defesa muito intensa, conseguiram limitar o Porto a apenas dois pontos até à passagem do sexto minuto.

Com o aproximar do fim do período os azuis-e-brancos conseguiram reduzir a diferença para 14 pontos, e a recuperação continuou no segundo quarto graças a um aumento da eficácia de lançamento por parte dos comandados de Moncho López.

Ainda assim, quando as duas equipas recolheram aos balneários, a vantagem leonina era de dez pontos, mas com um ligeiro ascendente portista.

No segundo tempo o FC Porto mostrou que o jogo não estava terminado.

Ao aproveitarem um momento de menor fulgor físico por parte da equipa de Alvalade, os “dragões” conseguiram recuperar da desvantagem e chegaram ao empate quando o cronómetro marcava dois minutos para o final do terceiro período.

Empate, aumenta a emoção

Aumentava a emoção e o conjunto treinado por Luís Magalhães começava a sentir a pressão do seu lado depois de verem esfumada uma vantagem de 17 pontos.

Contudo, esse sentimento pareceu não os afetar dada a sua entrada nos derradeiros dez minutos.

O Sporting voltou a distanciar-se, mas um parcial de 8-0 permitiu que os azuis-e-brancos passassem para a frente já dentro dos últimos dois minutos.

Até ao fim ambas as equipas procuraram a vitória, mas a sete segundos do final, Travante Williams converteu apenas um dos seus três lances livres e abriu caminho para a vitória portista, capitalizada por Eric Anderson Jr, que fechou o marcador ao apontar o 72-68.

O FC Porto voltou assim a levantar o troféu Hugo dos Santos e vence o primeiro troféu de 2021.

Eric Anderson Jr. foi o MVP da partida com 18 pontos, 10 ressaltos, 1 assistência e 1 roubo de bola, com Jalen Riley (13pts, 3res, 1ast, 1rb) e Tanner McGrew (11pts, 3res, 5ast, 1rb) a serem fundamentais para a vitória portista.

Pelo Sporting, Travante Williams (12pts, 3tres, 4ast, 3rb, 1dl), Claúdio Fonseca (12pts, 8res, 2dl), Diogo Ventura (10pts, 2res, 2ast) e James Ellisor (10pts, 4res, 3ast, 3rb, 1dl) não foram suficientes para evitar a derrota.

Taça Hugo dos Santos

Final inédita

No final da partida, Eric Anderson Jr. mostrou-se feliz pela vitória e pelo troféu conquistado:

A equipa jogou muito bem, os nossos jogadores converteram lançamentos importantes e todos assumiram quando foi altura de assumir.

Hoje lutámos e conseguimos recuperar.

Queríamos muito vencer este troféu depois de termos perdido o primeiro, viemos aqui para ganhar porque queremos vencer sempre”.

Moncho López, técnico vencedor, destacou as adversidades enfrentadas pela equipa ao longo desta época:

Sei que a minha equipa vem de circunstâncias muito complicadas esta época como é a gravidade da lesão do Max Landis, no último jogo tivemos um jogador importante que teve que ir ao hospital.

A minha equipa e os adeptos sabem que não sou um treinador de desculpas, nunca ponho desculpas, e sabem que reagimos, lutamos sempre, e hoje viemos a esta final com essa mentalidade, lutar contra todas as adversidades”.

Parceiros

Deixe uma resposta