Teste com o Brasil na preparação para os Jogos Olímpicos

Jogos Olímpicos

A Seleção Nacional de andebol já fez história, qualificando-se pela primeira vez para os Jogos Olímpicos, naquele que é mesmo o primeiro apuramento de um desporto coletivo de pavilhão português, mas não quer deslocar-se a Tóquio apenas em passeio e deseja continuar o seu processo de afirmação entre as principais nações da modalidade.

É um momento alto para qualquer desportista e vamos tentar fazer história. Não é só estar lá a comer sushi, vamos tentar mais uma vez fazer história”, diz o selecionador nacional, Paulo Jorge Pereira.

Jogos Olímpicos, aquele que é mesmo o primeiro apuramento do andebol

Depois de já este ano ter alcançado o 10.º lugar no Campeonato do Mundo do Egipto – a melhor classificação de sempre da Seleção lusa – e de ter também garantido a qualificação para o próximo Campeonato da Europa (a disputar em 2022), Portugal pretende fazer história na capital nipónica, num torneio olímpico que irá decorrer entre 24 de Julho e 8 Augusto.

As seleções de Japão, Dinamarca, Suécia, Egito e Bahrain serão os adversários dos lusos, que já se encontram em estágio – terão três períodos de concentração para preparar a competição – e que realizam esta sexta-feira o primeiro teste, frente ao Brasil, que também irá participar nos Jogos Olímpicos.

andebol
Seleção Nacional fez história com o apuramento

A partida frente aos canarinhos terá lugar na Nazaré, onde Portugal está em estágio desde o início da semana.

A equipa orientada por Paulo Jorge Pereira irá depois mudar-se para o Norte, mais precisamente para o Minho, ficando concentrada em Melgaço e aproveitando para disputar mais dois encontros de carácter amigável, ambos tendo a Espanha, campeã europeia em título, como adversária.

O primeiro teste, agendado para dia 7, terá lugar em Caminha e o segundo, três dias depois, irá realizar-se a poucos quilómetros de distância, mas já do outro lado da fronteira, em Vigo.

Paulo Jorge Pereira irá aproveitar estes três jogos de preparação para definir a lista final para os Jogos Olímpicos, uma vez que chamou 20 atletas e só 15 estarão em Tóquio.

A extensão da lista explica-se com a necessidade de prevenir eventuais lesões, mas não é de descartar que o selecionador promova alguma surpresa na escolha final.

Jogos Olímpicos

Campeã europeia Espanha nos jogos seguintes

E, se o valor da Espanha surge espelhado no seu atual estatuto de campeã da Europa – é uma das principais candidatas ao ouro olímpico, com uma odd de 3.75 na Betway -, o Brasil também será um adversário capaz de colocar problemas à equipa das Quinas, a quem as casas de apostas atribuem uma odd de 34.00 na corrida pela medalha de ouro.

Apesar de não ter conseguido melhor do que um 18.º lugar no Mundial do Egipto, o conjunto canarinho (odd de 200) também tem evoluído e conta com andebolistas de qualidade.

De resto, dos seus 21 convocados, apenas dois atuam no campeonato brasileiro, sendo que dez disputam a liga espanhola, o que reflete bem o seu valor individual e a sua experiência de alto nível.

Convenhamos que a Seleção Nacional de andebol deixou boas sensações no último Campeonato do Mundo, nomeadamente frente a potências como a Noruega e a França.

Pode conhecer a Betway Portugal na Sportytrader, e viver a modalidade de andebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio com mais emoção ainda.

Parceiros