Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Bruno Araújo vence o Prémio de Ciclismo Freguesia de Golães

ciclismo

Bruno Araújo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) venceu isolado o Prémio de Ciclismo Freguesia de Golães / Troféu José Martins, prova pontuável para a Taça de Portugal de Juniores e para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada – Arrecadações da Quintã. Organizada pela Associação de Ciclismo do Minho e pela Federação Portuguesa de Ciclismo, com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, a corrida foi disputada sob condições atmosféricas adversas com a chuva, o vento e o frio a dificultarem o desempenho dos 145 corredores que alinharam à partida.
O percurso do Prémio de Ciclismo Freguesia de Golães / Troféu José Martins, na extensão de 177 quilómetros, incluiu passagens pelos concelhos de Fafe, Guimarães, Felgueiras e Póvoa de Lanhoso, tendo contado com a participação de um extenso pelotão em representação de 22 equipas.

Com partida e chegada nas imediações da Junta de Freguesia de Golães, apesar das más condições climatéricas, a prova contou com a presença de bastante público. Vítor Moreira (Vereador da Câmara Municipal de Fafe), Filipe Silva (Presidente da Junta de Freguesia de Golães), Francisco Marinho (membro do Conselho de Arbitragem da FPC e Vice-Presidente Honorário da ACM), assim como os sócios honorários e de mérito da ACM José Martins, Mário Miranda, Francisco Sousa, José Luiz Galdamez, Jorge Gonçalves e Manuel Castro foram algumas das individualidades que marcaram presença na competição organizada conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pela Federação Portuguesa de Ciclismo com o apoio da Câmara Municipal de Fafe

ciclismo01

A corrida de ciclismo proporcionou um excelente espetáculo desportivo, onde não faltaram momentos de grande competitividade, com a vitória final a resultar de uma fuga bem-sucedida que permitiu a Bruno Araújo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) chegar isolado à seletiva subida em direção meta final instalada nas imediações da Junta de Freguesia de Golões.
As várias tentativas de fuga e as movimentações constantes no grupo principal de corredores, assim como as dificuldades do percurso, fizeram com que o pelotão chegasse fracionado à meta. Ainda antes de uma primeira passagem pela meta surgiram vários ataques, com o desgaste da fase inicial do trajeto e as condições do estado do tempo a fazerem com que o pelotão se fragmentasse e provocasse a desistência de alguns corredores.
Bruno Araújo cumpriu o percurso à média de 39.083 km/h, cortando a meta isolado com a vantagem de 1m23s para o segundo classificado, Fábio Silva (A.C.D.C. – Trofa). O terceiro foi Pedro Braga (A.C.D.C. – Trofa), a 1m23s do vencedor, seguindo-se na classificação final Diogo Bandeira (Mato-Cheirinhos/Liberty Seguros/Vila Galé), António Almeida (Moreira Congelados/Feira/Bicicleta Andrade), José Sousa (Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel), Pedro Lopes (Alcobaça C C / Crédito Agrícola), Nélson Pereira (Escola de Ciclismo Carlos Carvalho), Gonçalo Ferreira (Academia Joaquim Agostinho / UDO) e João Carneiro (Maia).
A classificação por equipas foi ganha pela formação ACDC – Trofa, seguindo-se as formações Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense e Moreira Congelados / Feira / Bicicleta Andrade.

ciclismo02

Nos últimos anos Golões tem acolhido competições de ciclismo regulares organizadas pela Associação de Ciclismo do Minho. Além disso, em 2009, numa jornada impagável da memória, a Associação de Ciclismo do Minho promoveu no final do Troféu José Martins / Taça de Portugal de Juniores a apresentação do livro “A Magia do Tour – Participação dos corredores portugueses” escrito a quatro mãos por Alves Barbosa e José Magalhães Castela. O cenário desta apresentação foi a Junta de Freguesia de Golães, tendo contado com a magia dos autores que obsequiaram os inúmeros presentes com saudosas histórias de um tempo em que o ciclismo era praticado, não só na sua mais interna pureza desportiva, mas também na sua sempre necessária vertente saudável.
Na apresentação do livro, Alves Barbosa presenteou a assistência com algumas das suas memórias da aventura da volta ciclista mais apreciada no mundo, enquanto José Magalhães Castela aproveitou a ocasião para elencar praticamente toda a vida do fafense José Martins, numa singela homenagem que quis prestar a este antigo ciclista e participante no “Tour de France”.
Também nesse ano de 2009, a Câmara Municipal de Fafe e a Junta de Freguesia de Golães homenagearam no final da prova José Martins e o seu irmão Manuel Martins, igualmente ex-ciclista.
Mais recentemente, a Associação de Ciclismo do Minho promoveu em 2014 aquando da habitual prova de ciclismo uma cerimónia de entrega de distinções a dirigentes desportivos de Fafe em reconhecimento pelo mérito do desempenho de funções associativas ao longo de mais de três décadas. Na sequência da deliberação da Assembleia-Geral, a ACM entregou a distinção de Presidente Honorário aos fafenses Manuel Fernandes Castro e Jorge Filipe Gonçalves e de Vice-Presidente Honorário a Francisco Orlando Marinho, enaltecendo os relevantes serviços prestados ao Ciclismo e à Associação de Ciclismo do Minho.

José Martins – Glória do ciclismo é natural de Golães
Importante freguesia do concelho de Fafe, Golães é a terra natal de José Martins um consagrado ciclista português, premiado com uma carreira internacional assinalável. Ao longo do seu percurso como profissional (1971-1980) envergou as camisolas da Coelima, Canada Dry-Gazelle, Kas-Campagnolo, Teka e Moliner-Vereco, ao serviço das quais obteve destacados resultados: Volta a Portugal/1972 e 1973 (2º e 3º), Volta à Madeira/1974 (1º), Volta à Catalunya/1974 (1º), Volta a Mallorca/1974 (1º), Volta a Aragón/1975 (2º), Volta ao País Basco/1975 (3º), Vuelta à Espanha/1975 (6º), Tour Suisse/1976 (1º Prémio da Montanha) e Tour de France/1976, 1977 e 1978 (12º, 17º e 22º).

Golães apresenta-se como uma das freguesias mais extensas, mais povoadas e mais desenvolvidas do concelho de Fafe, situando-se a quatro quilómetros da sede do concelho e estendendo-se encosta fora na margem esquerda do rio Vizela.
Como coletividades ativas e atuantes, a comunidade de Golães conta, entre outras, com a prestigiada Banda de Golães.

Texto de: A.C.M.
Fotos de: Jorge Almeida / A.C.M.

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta