Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Ana Cabecinha precisava de muita “cabeça” para competir

A prova dos 20 km marcha de hoje conheceu a presença de uma Ana Cabecinha que precisava de muita “cabeça” para competir.

Numa prova que, segundo a própria IAAF, começou com uma temperatura de 32,3 graus de temperatura, e 75.2% de humidade, a portuguesa Ana Cabecinha terminou com a marca de 1:36.31 horas, nona classificada, segunda europeia.

Ana Cabecinha com muita “cabeça” para competir

«Sabia que condições ia encontrar em Doha, preparei-me para isso, e comecei mais cautelosamente. Confesso que as condições até eram um pouco piores do que eu pensava e chegou um momento que não sabia se devia arriscar ou não», referiu a atleta que, apesar disso, até tomou a opção mais arriscada.

«Com efeito, aumentei o ritmo nos últimos cinco quilómetros e ultrapassei muitas, mas devido a esse esforço, nas duas últimas voltas quebrei um pouco…», referiu.

Ana Cabecinha

Ana Cabecinha terminou em nono lugar

«Mas a verdade é que estou contente com a minha prestação, já que voltei a ficar no top 10 mundial. Foi um prémio para uma época em que nunca consegui correr aos ritmos que já havia feito anteriormente», concluiu, não deixando de referir que agora o foco passa para os Jogos Olímpicos de Tóquio’2020.

Cátia Azevedo é a atleta que se segue, competindo hoje os 400 metros

A participação portuguesa continua hoje com Cátia Azevedo, que compete nos 400 metros, integrada na primeira eliminatória, que tem partida às 18h30 (hora local, menos duas horas em Lisboa).

Texto / fotos: Federação Portuguesa de Atletismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta