Aveiro na rota do Corta Mato

Aveiro

A faltarem quatro dias para os Campeonatos Nacionais de Corta-mato completarem 68 anos (a primeira edição decorreu a 8 de maio de 1911), nascia a associação de Atletismo de Aveiro (4 de maio de 1979).

No ano seguinte (1980), a estrutura que rege a modalidade no distrito recebeu os nacionais de corta-mato, na cidade de Espinho. Apenas a prova masculina, já que a feminina, em separado, realizou-se em Braga.

Na cidade costeira, o corta-mato conheceu uma excelente edição da competição, com o triunfo de Fernando Mamede (Sporting), derrotando José Sena (FC Porto) e Hélder de Jesus (Sporting).

O Sporting venceu coletivamente, à frente de Benfica e do FC Porto.

Já agora, em Braga, coletivamente impunha-se o FC Porto, à frente do FC da Foz, com triunfo individual de Aurora Cunha (FC Porto), derrotando a benfiquista Rita Borralho e a jovem Albertina Machado, então no Patrimonense.

Texto / fotos: Federação Portuguesa de Atletismo

Campeonatos Nacionais de Corta-mato realizam-se em Aveiro

No ano seguinte, Aveiro acolheu as duas provas e fê-las disputar-se em Ílhavo.

Foi mais uma vitória de Fernando Mamede, derrotando o seu colega de equipa Aniceto Simões, e um jovem espinhense, António Leitão, em representação do SC Espinho.

Um atleta que, três anos depois chegaria à medalha de bronze olímpica nos 5000 metros.

Coletivamente, registou-se o triunfo do Benfica, à frente de Sporting e do FC Porto.

Aveiro

Nesse ano, em femininos, triunfou Rosa Mota (CAP), derrotando a jovem Albertina Machado, agora no FC Porto e Aurora Cunha (FC Porto). O FC do Porto foi o campeão coletivo, superando o Benfica e o Sporting de Braga.

Seis anos depois, agora com o percurso em Anadia, os Nacionais voltaram ao distrito de Aveiro e alguns dos protagonistas repetiram o pódio, com o jovem Dionísio Castro a obter o primeiro dos seus dois títulos (o outro foi em 1991), derrotando o seu colega de equipa Fernando Mamede e António Pinto (FC Porto).

Coletivamente venceu novamente o Sporting, seguido pelo Benfica e pelo Imortal.

Em femininos, registou-se o primeiro triunfo de Albertina Machado, já no Sporting de Braga, derrotando a sua colega de equipa Conceição Ferreira e a portista Aurora Cunha.

Coletivamente, o Sporting de Braga subiu ao lugar mais alto do pódio, à frente de Benfica e do FC Porto.

Mariana Machado – foto de arquivo

Mariana Machado poderá encontrar-se com o seus destino este fim de semana?

Este domingo, Vale de Cambra recebe os Nacionais de Corta-mato e um dos pontos de interesse reside na prova feminina, onde surge a jovem Mariana Machado, do Sporting de Braga, como uma das atletas favoritas a andar na frente da competição.

Sendo uma das maiores esperanças do meio-fundo português, a filha de Albertina Machado poderá encontrar-se já este domingo com o destino que todos lhe vaticinam: sagrar-se campeã de Portugal de corta-mato.

Não deixaria de ser uma curiosidade inédita: 34 anos depois, no mesmo distrito, a jovem Mariana Machado seguir as pisadas da sua mãe.

Parceiros

Deixe uma resposta