Campeonato do Mundo de Paraciclismo em Portugal

Campeonato do Mundo de Paraciclismo

Isabel Caetano, Ana Silva e Luís Costa

A semana velocipédica em Portugal fica marcada por dois grandes eventos, o Campeonato do Mundo de Paraciclismo, que se realiza no Circuito Estoril, Cascais, entre quarta-feira e domingo, e o Grande Prémio do Douro Internacional, de quinta a domingo.

Merece ainda referência o Encontro Inter-Regional de Escolas, em Guimarães, sábado.

Texto / foto: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Campeonato do Mundo de Paraciclismo

O Campeonato do Mundo de Paraciclismo vai juntar mais de 300 atletas, em representação de 39 países, numa competição em que serão outorgados 53 títulos mundiais.

Tudo começa com a estafeta, às 19h00 de dia 9 de junho. As restantes jornadas serão bem mais preenchidas, com competições durante todo o dia.

Nos dias 10 e 11 de junho disputam-se os contrarrelógios individuais. No dia 10 correm os corredores das classes C e B, no dia seguinte é a vez dos exercícios individuais para os paraciclistas das classes H e T.

As provas de fundo acontecem no fim de semana. No sábado competem os corredores das classes C e B, ficando os paraciclistas das classes H e T para o fecho da competição.

Portugal, depois da conquista de seis medalhas nos recentes Campeonatos da Europa, vai competir com 13 corredores nestes Mundiais.

Grande Prémio do Douro Internacional

Em paralelo, vai realizar-se, de quinta a domingo, a primeira edição do Grande Prémio do Douro Internacional, prova de estrada por etapas, que vai juntar no mesmo pelotão as formações continentais e de clube portuguesas.

A prova arranca com uma ligação de 140,2 quilómetros, entre Torre de Moncorvo e Mogadouro, com partida às 11h50 e chegada às 15h40.

No sobe e desce caraterístico da região, o itinerário comporta quatro contagens de montanha de terceira categoria.

A segunda etapa, na sexta-feira, leva a caravana de Carrazeda de Ansiães (11h50) até Miranda do Douro (15h50), numa viagem de 144,7 quilómetros, com uma única subida de terceira categoria, a pouco menos de 100 quilómetros da meta.

No sábado haverá jornada dupla. A partir das 10h00 disputa-se um contrarrelógio individual de 10,8 quilómetros, em Resende.

Às 16h20 os ciclistas partem para uma deslocação de 66,2 quilómetros, entre Resende e S. João da Pesqueira (18h15).

Um prémio de montanha de terceira categoria, apenas a 5600 metros do final, promete aguçar o engenho dos corredores e das equipas com espírito ofensivo.

As últimas pedaladas, 148 quilómetros entre Tabuaço (11h50) e Lamego (15h50), estão guardadas para domingo.

É mais uma tirada em terreno ondulado. Inclui duas subidas de terceira categoria. A última, na N.ª Sr.ª da Ouvida, a 24,5 quilómetros da meta.

As escolas de ciclismo da região norte/centro têm um Encontro Inter-Regional no próximo sábado, no AVEPARK – Parque de Ciência e Tecnologia de Guimarães.

Os jovens ciclistas vão pedalar em terras minhotas a partir das 14h30.

Foto: Bruno Santos@i9artstudio – Associação de Ciclismo da Madeira

Mais eventos oficiais

10 de junho:
XCO ACRAP, Arcos de Valdevez
Taça da Madeira de Enduro – Clube Sport Marítimo, Poiso, Santa Cruz
Taça FamosAngra, Fontinhas, Praia da Vitória, Açores

13 de junho:
3.º Prémio de Ciclismo HM Motor, Barcelos
Taça AC Porto XCO, Tougues, Vila do Conde
Taça Regional de XCO da Beira Litoral, Nariz, Aveiro
Campeonato Regional do Algarve de XCO, Castro Verde
Taça da Madeira de DHI, 4 Estradas, Santa Cruz
XCO Pinhal da Foz, S. Miguel, Açores
Taça FamosAngra, Serra Santa Bárbara, Angra do Heroísmo, Açores

Parceiros

Deixe uma resposta