CONTRARRELÓGIO MISTO, PORTUGAL ESTREOU-SE

A seleção nacional de estrada competiu ontem pela primeira vez na disciplina de contrarrelógio misto, no Campeonato da Europa de Estrada de Juniores e Sub-23, em Sangalhos, Anadia.

Os atletas da categoria de juniores foram os primeiros a competir neste segundo dia do Campeonato da Europa de Estrada, disputando a prova de contrarrelógio misto.

As equipas eram compostas por quatro elementos, dois homens e duas mulheres.

Texto: UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo

Contrarrelógio misto “Para a primeira vez, estiveram bem” José Poeira

Os homens eram os primeiros a partir, percorrendo 22 quilómetros, até fazer a rendição para as mulheres à passagem pela meta. Estas, por sua vez, tinham de percorrer os mesmos 22 quilómetros.

A seleção nacional de sub-19 era composta por Tiago Nunes, Rúben Rodrigues, Íris Chagas e Inês Santos, que terminaram a prova na 11.ª posição, com um tempo de 1h08m09s.

A equipa que representou Portugal na categoria de sub-23 contou com António Ferreira, Pedro Pinto, Sofia Gomes e Beatriz Roxo. O conjunto concluiu na nona posição, após 1h05m45s.

O selecionador nacional de estrada, José Poeira, responsável pelos atletas masculinos sublinhou o facto de esta ter sido uma experiência totalmente nova para a equipa nacional.

Nos rapazes penso que conseguimos fazer duas duplas bastante equilibradas. Foi uma experiência nova, pois nunca tínhamos feito um contrarrelógio misto.

Os atletas empenharam-se e deram o seu melhor, perante algumas das melhores equipas do mundo.

Gostei de ver a forma como correram e como tentaram manter-se sempre alinhados. Para a primeira vez, estiveram bem”, disse José Poeira.

contrarrelógio misto

“O balanço desta experiência é positivo” José Luís Algarra

José Luís Algarra, selecionador nacional de estrada, responsável pelas corredoras femininas, acrescentou:

Penso que tanto a seleção junior como a de sub-23 fizeram um grande trabalho no dia de hoje (ontem), pois estamos a correr contra equipas de enorme qualidade, num percurso extremamente difícil e com muito calor.

Claro que estes fatores são iguais para todos, mas tentámos lutar o máximo que conseguimos.

Elas sentiram-se bem durante o contrarrelógio e o balanço desta experiência é positivo, agora é continuar a trabalhar de forma a desenvolver e melhorar a interação entre as equipas que poderemos vir a formar.

Quanto aos campeões europeus, na categoria de sub-19 foi a Itália a levar a melhor, batendo a equipa alemã por três segundos. A Estónia fechou o pódio na terceira posição, a 42 segundos.

Já em sub-23 foi a Alemanha a levar a melhor e a sagrar-se campeã europeia. A equipa da Suíça foi segunda, a 1m16s, seguida dos Países Baixos, a 1m49s.

Hoje disputam-se as provas de fundo da categoria de juniores, que terão partida e chegada junto ao Complexo Desportivo de Anadia.

O setor feminino será o primeiro a entrar em competição esta manhã, para completar 83,1 quilómetros (quatro voltas ao percurso).

À tarde, entre as 14h00 e as 17h10, serão os homens a competir, percorrendo 125,9 quilómetros (seis voltas ao percurso).

Parceiros

Deixe uma resposta