Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Corrida da Praia do Areinho agitou Oliveira do Douro

Depois do entusiasmo da Maratona do Porto, o atletismo nortenho regressa ao seu calendário habitual com as tradicionais corridas de dez quilómetros. Uma dessas provas aconteceu do outro lado do Douro com a belíssima corrida da praia do Areinho.

A corrida da praia do Areinho realizou-se Sábado (9) de novembro pelas 16:00horas em Oliveira do Douro, Vila Nova de Gaia e foi uma organização da ProEvents com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e Junta de Freguesia de Oliveira do Douro. Aos participantes do evento era apresentada a corrida cronometrada de dez quilómetros e ainda uma caminhada na distância de cinco quilómetros sem fins competitivos e somente de promoção da saúde e do bem-estar.

A equipa do OPraticante.pt esteve no evento e agora apresentamos todas as notas como ele decorreu.

Corrida da praia

Corrida da Praia do Areinho com três voltas num percurso junto ao Douro

O percurso da corrida da praia do Areinho foi alterado em relação às edições anteriores da prova. Devido a obras na escarpa junto à ponte D. Luiz, p percurso teve de ser encurtado. Esta foi uma prova que fez relembrar as provas antigas da ProEvents já que o percurso total da prova englobava três voltas a um trajeto que tinha o palco central a praia do Areinho.

O primeiro quilómetro do percurso era o mais trabalhoso. Com um início plano, os atletas percorriam a marginal até debaixo da ponte do Freixo e tinham de subir a rua Mirante para depois descer a fundo pela Rua da Quinta da Alegria e chegarem de novo à marginal da praia.

Os quilómetros seguintes eram os mais bonitos com os atletas a correrem sempre com uma visão magnífica. Depois de uma passagem junto da linha de partida/chegada percorria-se os passadiços junto ao Douro e logo após acontecia o retorno para a zona de chegada.

Corrida da praia

Renato Sousa vence Corrida da Praia do Areinho 2019

A corrida da praia do Areinho foi uma prova bastante animada quanto à definição do vencedor- Durante as duas primeiras voltas, houve muita incerteza sobre o vencedor da prova e com um quarteto de atletas a tomarem a dianteira da prova. Na última volta, prevaleceu o vencedor da prova, Renato Sousa do Clube de Atletismo de Ovar que terminou a prova com 33:56min. A completar o pódio ficaram Ricardo Silva dos Nascidos para Correr com 34:06min e José Almeida com 34:38min.

Andreia Cunha vence competição feminina

Em termos femininos, a corrida do Areinho teve o desfecho de todas provas da ProEvents neste ano de 2019 com Andreia Cunha da Fisio a tomar a dianteira da competição desde o tiro de partida para controlar e vencer a prova com conforto com um tempo final de 37:11min. Na segunda posição ficou Liliana Rocha da RunRiver – Escola de Atletismo de Rio Tinto com 18:14min e na terceira posição Daniela Gregório com 41:21min.

Corrida da praia

A prova teve vencedores por escalão e estes foram os seguintes:

Na competição masculina venceram José Rocha do Sport Comércio e Salgueiros (Séniores), José Figueiredo (VetI), António Sousa do Ripolins Grijó a Correr (Vet II), Fernando Almeida (Vet III), Manuel Fonseca (Vet IV), Augusto Castro (Vet V) e Adérito Alves do Sport Comércio e Salgueiros (Vet VI).

Na competição feminina triunfaram Mafalda Oliveira (Séniores), Sara Nunes do Afis Ovar (Vet I), Florinda Fernandes (Vet III), Deolinda Silva dos Ligeirinhos (Vet IV) e Fernanda Almeida (Vet V).

Corrida da praia
Patrícia Silva e Helena Santos – OPraticante.pt

OPraticante.pt média partner da Proevents deixa boa imagem com os seus representantes

O projeto OPraticante.pt que tem sido media parter nas diversas provas da ProEvents neste ano de 2019 esteve representado no evento por diversos atletas, tanto a nível individual como em parceria com a equipa Afipre Team com a qual estabelecermos recentemente uma parceria.

Corrida da praia
Tiago Lopes – OPraticante.pt

OPraticante.pt com dois primeiros lugares

A nível da representação individual do projecto, OPraticante.pt obteve dois pódios e logo com dois primeiros lugares. Tiago Lopes conquistou o primeiro lugar no escalão sub23 ao terminar a prova na 19ª posição com o tempo de 38:16min. Emília Santos venceu o escalão Vet II ao terminar a prova na 67ª posição com o tempo de 45:02min.

Representaram ainda o projecto, Miguel Santos (79º geral / 17º VetI), Marco Ferreira (34º geral / 10º Sénior), Ferreira e Gabriel Araque (47º geral /15º sénior), sendo este atleta em parceria com o Sport Comércio e Salgueiros e ainda Patrícia Silva (195ª geral / 15ª sénior).

OPraticante.pt-Afipre Team com vários pódios e equipa mais numerosa

Como mencionado, o projecto participou no evento em parceria com a equipa Afipre Team e mais uma vez o saldo é deveras positivo com a equipa a obter quatro pódios individuais e ainda a receber o galardão com a equipa mais numerosa a participar no evento. No que toca aos prémios individuais estes foram os seguintes: Miguel Carvalho 3º Sub23, Chisoka Simões 3º Sénior, Hélder Borges 3º VetI e António Rodrigues 2ºVetV.

Corrida da praia
Equipa OPraticante.pt-Afipre Team

Eis os restantes resultados completos da equipa:

Luciano Pena (15º geral / 7º sénior) – 38:02min / Jacinto Fonseca (20º geral /4º VetII) – 38:35min / Vítor Mota (26º geral / 5ºVetII) – 39:25
Marco Andrade (28º geral /5º VetI) – 39:50min / António Carvalho (29º geral / /6º VetII) – 40:09min / Rúben Borges (43º geral / 14º sénior) – 42:37min / Heitor Ortiga (45º geral /4ª VetIV) – 43:00min / Filipe Duarte (74º geral /16º VetI) – 45:57min / Paulo Abreu (80 geral / 11º VetII) – 46:25min / Mário Peres (111º geral / 31º sénior) – 50:04min / Paulo Ferreira (156º geral /31º VetI) – 55:53min / Eugénia Ferreira (157ª geral /4ª VetIII) – 55:54min / Nuno Fernandes (169º geral / 49º sénior) – 58:20min / Helena Santos (194º geral / 14ª sénior) – 01:06:31.27.

Corrida da praia

Corrida da Praia do Areinho com boa organização, mas …

A impressão que se fica da Corrida da praia do Areinho deste ano é que foi um evento de transição para os eventos desportivos mais importantes que irão fechar o ano desportivo da ProEvents.

O evento teve uma organização regular que no final se pode dizer que de um modo global correu bem, contudo há alguns apontamentos a registar.

O secretariado da prova estava colocado na esplanada coberta do espaço de restauração situado junto do local e partida e chegada da prova. Foi mencionado que o secretariado da prova iria fechar às 15:00horas, contudo este funcionou quase até à hora do início da prova pois verificou-se uma longa fila de espera para se levantar o dorsal.

Corrida da praia

Os atletas recebiam um saco alusivo à prova que continha o dorsal com chip, uma t-shirt técnica azul à alusiva à prova e folhetos promocionais. No final a prova, os atletas recebiam para além da medalha finisher, um abastecimento com água, isotónico e uma bola de Berlim. Para um preço de inscrição de dez euros, o que os atletas recebiam esteve a um nível aceitável.

No local da prova estavam todas as valências para uma boa prova, o local de saída estava bem isolado, o pórtico era de grande nível, o pódio com vista para o Douro e um speaker que fez o seu trabalho com grande postura.

Corrida da praia

Percurso marcado pelo mau tempo e com algumas falhas

A principal critica a se fazer a esta edição da Corrida da praia do Areinho está no seu percurso. Não vou me alongar mais sobre o facto de a prova ter sido a três voltas. Há quem goste e há quem não goste. Gostos são gostos., contudo verificaram-se algumas situações que podiam ter sido melhoradas.

A noite e a manhã da prova foram marcadas pelo mau tempo. Ainda bem que na hora da prova não se verificou a chuva que caiu nessas horas, contudo o percurso esteve marcado pela intempérie que caiu nas horas anteriores.

Na descida bastante acentuada no regresso à praia do Areinho, o chão estava repleto de folhas secas que molhadas pela chuva fizeram muitos atletas terem de travar para não caírem e alguns mesmo escorregaram.

No ponto de retorno da prova, este não era mais indicado para se fazer isso já acontecia no meio de carros estacionados, em cima de um passeio e num local pejado de lama e água. Para inverter a marcha, os atletas tinham de ter todos os cuidados para não escorregarem na lama pois era fácil acontecer ali um acidente.

Corrida da praia

A confusão no passadiço

Já se sabia que a passagem no passadiço de madeira sobre o rio iria ser marcada por confusão, mas esta foi pior do que se esperava.

Com uma prova a três voltas, o vaivém de atleta iria gerar confusão e juntando-se ainda as dezenas de caminheiros que tiveram no evento, mais ainda.

Em vários momentos se viram atletas aos gritos para poderem passar, encontrões entre participantes e mesmo atletas a terem que baixar o ritmo para ultrapassarem caminheiros que ocupavam todo o espaço do passadiço.

Uma vez que a prova tinha três voltas, aconteceram dois abastecimentos de água a cada passagem na linha de meta. A prova teve dois cruzamentos que tiveram bem isolados pelas autoridades. A prova não teve nenhuma indicação da quilometragem.

 

Medalha com belo design

Se há algo que temos e elogiar nas diversas provas da ProEvents é o design e qualidade das suas medalhas finisher. Devido à parceria da promotora com a Oficina das Medalhas, a medalha tem sempre um design interessante. No caso desta prova, a medalha apresentada tinha um design muito apropriado para o local onde decorreu a prova. Eis a foto da medalha finisher:

Corrida da Praia do Areinho – uma prova que merece uma data a condizer

A Corrida da praia do Areinho só pelo seu nome indica uma prova que decorre em belas paisagens e de facto assim é. Poucas são as provas que tem um cenário edílico como o Douro e as suas pontes.

Realizada nos meses de Outubro/Novembro, este evento merece uma data mais a condizer com a sua paisagem pois nas duas suas últimas edições, o evento foi marcado pelas más condições climatéricas, sobretudo o vento e o frio. Como tal, a realização deste evento num mês mais quente era o mais apropriado e certamente iria atrair mais participantes.

Mesmo acontecendo num dia frio e chuvoso, a edição deste ano do evento teve o seu recorde de afluência de atletas finalizadores com 202, o que indica que há boa aceitação da prova por parte dos atletas. Com a colocação da prova num mês de Verão, a adesão será ainda maior, contudo terão de ser criadas condições no percurso para se poder acolher esse grande número de afluência.

Página do evento.

Mais informações sobre a prova.

Página da organização.

Texto: Nuno Fernandes
Fotos: José Coutinho Fotografia / Proevents

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta