Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Corrida da Praia do Areinho agitou Oliveira do Douro

Depois do entusiasmo da Maratona do Porto, o atletismo nortenho regressa ao seu calendário habitual com as tradicionais corridas de dez quilómetros. Uma dessas provas aconteceu do outro lado do Douro com a belíssima corrida da praia do Areinho.

A corrida da praia do Areinho realizou-se Sábado (9) de novembro pelas 16:00horas em Oliveira do Douro, Vila Nova de Gaia e foi uma organização da ProEvents com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e Junta de Freguesia de Oliveira do Douro. Aos participantes do evento era apresentada a corrida cronometrada de dez quilómetros e ainda uma caminhada na distância de cinco quilómetros sem fins competitivos e somente de promoção da saúde e do bem-estar.

A equipa do OPraticante.pt esteve no evento e agora apresentamos todas as notas como ele decorreu.

Corrida da praia

Corrida da Praia do Areinho com três voltas num percurso junto ao Douro

O percurso da corrida da praia do Areinho foi alterado em relação às edições anteriores da prova. Devido a obras na escarpa junto à ponte D. Luiz, p percurso teve de ser encurtado. Esta foi uma prova que fez relembrar as provas antigas da ProEvents já que o percurso total da prova englobava três voltas a um trajeto que tinha o palco central a praia do Areinho.

O primeiro quilómetro do percurso era o mais trabalhoso. Com um início plano, os atletas percorriam a marginal até debaixo da ponte do Freixo e tinham de subir a rua Mirante para depois descer a fundo pela Rua da Quinta da Alegria e chegarem de novo à marginal da praia.

Os quilómetros seguintes eram os mais bonitos com os atletas a correrem sempre com uma visão magnífica. Depois de uma passagem junto da linha de partida/chegada percorria-se os passadiços junto ao Douro e logo após acontecia o retorno para a zona de chegada.

Corrida da praia

Renato Sousa vence Corrida da Praia do Areinho 2019

A corrida da praia do Areinho foi uma prova bastante animada quanto à definição do vencedor- Durante as duas primeiras voltas, houve muita incerteza sobre o vencedor da prova e com um quarteto de atletas a tomarem a dianteira da prova. Na última volta, prevaleceu o vencedor da prova, Renato Sousa do Clube de Atletismo de Ovar que terminou a prova com 33:56min. A completar o pódio ficaram Ricardo Silva dos Nascidos para Correr com 34:06min e José Almeida com 34:38min.

Andreia Cunha vence competição feminina

Em termos femininos, a corrida do Areinho teve o desfecho de todas provas da ProEvents neste ano de 2019 com Andreia Cunha da Fisio a tomar a dianteira da competição desde o tiro de partida para controlar e vencer a prova com conforto com um tempo final de 37:11min. Na segunda posição ficou Liliana Rocha da RunRiver – Escola de Atletismo de Rio Tinto com 18:14min e na terceira posição Daniela Gregório com 41:21min.

Corrida da praia

A prova teve vencedores por escalão e estes foram os seguintes:

Na competição masculina venceram José Rocha do Sport Comércio e Salgueiros (Séniores), José Figueiredo (VetI), António Sousa do Ripolins Grijó a Correr (Vet II), Fernando Almeida (Vet III), Manuel Fonseca (Vet IV), Augusto Castro (Vet V) e Adérito Alves do Sport Comércio e Salgueiros (Vet VI).

Na competição feminina triunfaram Mafalda Oliveira (Séniores), Sara Nunes do Afis Ovar (Vet I), Florinda Fernandes (Vet III), Deolinda Silva dos Ligeirinhos (Vet IV) e Fernanda Almeida (Vet V).

Corrida da praia
Patrícia Silva e Helena Santos – OPraticante.pt

OPraticante.pt média partner da Proevents deixa boa imagem com os seus representantes

O projeto OPraticante.pt que tem sido media parter nas diversas provas da ProEvents neste ano de 2019 esteve representado no evento por diversos atletas, tanto a nível individual como em parceria com a equipa Afipre Team com a qual estabelecermos recentemente uma parceria.

Corrida da praia
Tiago Lopes – OPraticante.pt

OPraticante.pt com dois primeiros lugares

A nível da representação individual do projecto, OPraticante.pt obteve dois pódios e logo com dois primeiros lugares. Tiago Lopes conquistou o primeiro lugar no escalão sub23 ao terminar a prova na 19ª posição com o tempo de 38:16min. Emília Santos venceu o escalão Vet II ao terminar a prova na 67ª posição com o tempo de 45:02min.

Representaram ainda o projecto, Miguel Santos (79º geral / 17º VetI), Marco Ferreira (34º geral / 10º Sénior), Ferreira e Gabriel Araque (47º geral /15º sénior), sendo este atleta em parceria com o Sport Comércio e Salgueiros e ainda Patrícia Silva (195ª geral / 15ª sénior).

OPraticante.pt-Afipre Team com vários pódios e equipa mais numerosa

Como mencionado, o projecto participou no evento em parceria com a equipa Afipre Team e mais uma vez o saldo é deveras positivo com a equipa a obter quatro pódios individuais e ainda a receber o galardão com a equipa mais numerosa a participar no evento. No que toca aos prémios individuais estes foram os seguintes: Miguel Carvalho 3º Sub23, Chisoka Simões 3º Sénior, Hélder Borges 3º VetI e António Rodrigues 2ºVetV.

Corrida da praia
Equipa OPraticante.pt-Afipre Team

Eis os restantes resultados completos da equipa:

Luciano Pena (15º geral / 7º sénior) – 38:02min / Jacinto Fonseca (20º geral /4º VetII) – 38:35min / Vítor Mota (26º geral / 5ºVetII) – 39:25
Marco Andrade (28º geral /5º VetI) – 39:50min / António Carvalho (29º geral / /6º VetII) – 40:09min / Rúben Borges (43º geral / 14º sénior) – 42:37min / Heitor Ortiga (45º geral /4ª VetIV) – 43:00min / Filipe Duarte (74º geral /16º VetI) – 45:57min / Paulo Abreu (80 geral / 11º VetII) – 46:25min / Mário Peres (111º geral / 31º sénior) – 50:04min / Paulo Ferreira (156º geral /31º VetI) – 55:53min / Eugénia Ferreira (157ª geral /4ª VetIII) – 55:54min / Nuno Fernandes (169º geral / 49º sénior) – 58:20min / Helena Santos (194º geral / 14ª sénior) – 01:06:31.27.

Corrida da praia

Corrida da Praia do Areinho com boa organização, mas …

A impressão que se fica da Corrida da praia do Areinho deste ano é que foi um evento de transição para os eventos desportivos mais importantes que irão fechar o ano desportivo da ProEvents.

O evento teve uma organização regular que no final se pode dizer que de um modo global correu bem, contudo há alguns apontamentos a registar.

O secretariado da prova estava colocado na esplanada coberta do espaço de restauração situado junto do local e partida e chegada da prova. Foi mencionado que o secretariado da prova iria fechar às 15:00horas, contudo este funcionou quase até à hora do início da prova pois verificou-se uma longa fila de espera para se levantar o dorsal.

Corrida da praia

Os atletas recebiam um saco alusivo à prova que continha o dorsal com chip, uma t-shirt técnica azul à alusiva à prova e folhetos promocionais. No final a prova, os atletas recebiam para além da medalha finisher, um abastecimento com água, isotónico e uma bola de Berlim. Para um preço de inscrição de dez euros, o que os atletas recebiam esteve a um nível aceitável.

No local da prova estavam todas as valências para uma boa prova, o local de saída estava bem isolado, o pórtico era de grande nível, o pódio com vista para o Douro e um speaker que fez o seu trabalho com grande postura.

Corrida da praia

Percurso marcado pelo mau tempo e com algumas falhas

A principal critica a se fazer a esta edição da Corrida da praia do Areinho está no seu percurso. Não vou me alongar mais sobre o facto de a prova ter sido a três voltas. Há quem goste e há quem não goste. Gostos são gostos., contudo verificaram-se algumas situações que podiam ter sido melhoradas.

A noite e a manhã da prova foram marcadas pelo mau tempo. Ainda bem que na hora da prova não se verificou a chuva que caiu nessas horas, contudo o percurso esteve marcado pela intempérie que caiu nas horas anteriores.

Na descida bastante acentuada no regresso à praia do Areinho, o chão estava repleto de folhas secas que molhadas pela chuva fizeram muitos atletas terem de travar para não caírem e alguns mesmo escorregaram.

No ponto de retorno da prova, este não era mais indicado para se fazer isso já acontecia no meio de carros estacionados, em cima de um passeio e num local pejado de lama e água. Para inverter a marcha, os atletas tinham de ter todos os cuidados para não escorregarem na lama pois era fácil acontecer ali um acidente.

Corrida da praia

A confusão no passadiço

Já se sabia que a passagem no passadiço de madeira sobre o rio iria ser marcada por confusão, mas esta foi pior do que se esperava.

Com uma prova a três voltas, o vaivém de atleta iria gerar confusão e juntando-se ainda as dezenas de caminheiros que tiveram no evento, mais ainda.

Em vários momentos se viram atletas aos gritos para poderem passar, encontrões entre participantes e mesmo atletas a terem que baixar o ritmo para ultrapassarem caminheiros que ocupavam todo o espaço do passadiço.

Uma vez que a prova tinha três voltas, aconteceram dois abastecimentos de água a cada passagem na linha de meta. A prova teve dois cruzamentos que tiveram bem isolados pelas autoridades. A prova não teve nenhuma indicação da quilometragem.

 

Medalha com belo design

Se há algo que temos e elogiar nas diversas provas da ProEvents é o design e qualidade das suas medalhas finisher. Devido à parceria da promotora com a Oficina das Medalhas, a medalha tem sempre um design interessante. No caso desta prova, a medalha apresentada tinha um design muito apropriado para o local onde decorreu a prova. Eis a foto da medalha finisher:

Corrida da Praia do Areinho – uma prova que merece uma data a condizer

A Corrida da praia do Areinho só pelo seu nome indica uma prova que decorre em belas paisagens e de facto assim é. Poucas são as provas que tem um cenário edílico como o Douro e as suas pontes.

Realizada nos meses de Outubro/Novembro, este evento merece uma data mais a condizer com a sua paisagem pois nas duas suas últimas edições, o evento foi marcado pelas más condições climatéricas, sobretudo o vento e o frio. Como tal, a realização deste evento num mês mais quente era o mais apropriado e certamente iria atrair mais participantes.

Mesmo acontecendo num dia frio e chuvoso, a edição deste ano do evento teve o seu recorde de afluência de atletas finalizadores com 202, o que indica que há boa aceitação da prova por parte dos atletas. Com a colocação da prova num mês de Verão, a adesão será ainda maior, contudo terão de ser criadas condições no percurso para se poder acolher esse grande número de afluência.

Página do evento.

Mais informações sobre a prova.

Página da organização.

Texto: Nuno Fernandes
Fotos: José Coutinho Fotografia / Proevents

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta