Guincho recebe decisão do título nacional

Marlon Lipke

É já hoje quinta-feira, dia 4 de outubro, que se inicia o Bom Petisco Cascais Pro, a quinta e última etapa da Liga MEO Surf 2018, com o call a estar marcado para a praia do Guincho.

O grande atrativo desta etapa a realizar-se no Guincho, será a decisão do título de campeão nacional de surf masculino, com sete surfistas a chegarem ao Guincho ainda com hipóteses de serem campeões e, consequentemente, conquistarem um wildcard para e etapa portuguesa do Circuito Mundial de Surf, que se disputa já este mês em Peniche.

Sete surfistas com hipóteses de serem campeões no Guincho

Vasco Ribeiro chega a esta última etapa no Guincho como campeão em título e também líder da corrida ao título nacional. No entanto, vai ter a concorrência de Pedro Henrique, João Kopke, Miguel Blanco, Tomás Fernandes, Filipe Jervis e Marlon Lipke pelo cetro de campeão nacional de 2018.

Todos eles estiveram presentes na conferência de imprensa de lançamento da etapa, esta quarta-feira, em Cascais, e todos mostraram respeito pela concorrência, mas também ambição para o triunfo final.

Vasco Ribeiro

Vasco Ribeiro

Para mim seria importante ganhar o wildcard do CT, pois seria ótimo estar em Peniche mais uma vez.
Também era muito bom o quinto título e superar o feito do Ruben Gonzalez. Acima de tudo, espero que sejam três dias bons de surf.
Estarmos aqui sete é um sinal de que Portugal está a crescer em termos de bons surfistas.
Talvez a minha experiência jogue a meu favor, mas acho que não será isso a fazer a diferença.
Quem estiver melhor e mais consistente irá fazer a diferença.
Mesmo que eu já tenha a experiência de estar nesta situação. Todos têm surf para ganhar a etapa”.

Pedro Henrique

Pedro Henrique

É sempre bom participar na Liga e estar a disputar o título no final do ano.
Penso que todos têm excelente nível de surf e possibilidades de vencer.
Penso que quem estiver melhor nesse dia e quem se der melhor com o mar vai levar a vitória.
Todos conhecem bem a praia e a onda, por isso vai ser uma questão de me adaptar bem ao equipamento.
Vou estar na etapa para dar trabalho a todos”.

Tomás Fernandes

Tomás Fernandes

Acho que são todos bons surfistas e que não há heats nem fáceis nem difíceis.
Se eu não surfar bem, eles vão surfar por mim.
Tenho a certeza que todos querem dar o seu melhor, mas eu quero ganhar.
Não estou a pensar muito no wildcard para o WCT.
Será um bónus, seria um sonho entrar, mas quero primeiro focar-me neste campeonato”.

guincho
Miguel Blanco

Miguel Blanco

O meu plano para o campeonato vai ser estar focado apenas no meu surf e no próprio campeonato.
Cresci a surfar no Guincho e por isso é um campeonato ótimo para uma pessoa se dar bem.
Estou dependente de terceiros por isso não é muito bom estar focado em resultados.
Vou apenas preocupar-me com o meu surf e em dar o meu melhor”.

João Kopke

João Kopke

Não esperava estar aqui, sinceramente.
Esperava estar sentado ali, na plateia [risos].
Estou a fazer outras coisas envolvendo o surf.
A competição não era de todo o meu foco. Não me lembro sequer da última vez que fui ao ginásio.
Às vezes estou mais tempo à frente do computador do que a surfar.
É uma grande surpresa estar aqui, mas uma surpresa agradável”.

Filipe Jervis

Filipe Jervis

Estou bastante surpreendido por estar aqui, sobretudo depois de ter sido 25.º no ano passado.
Este foi um ano de transição, baixei expectativas, soltei-me um pouco da competição e isso talvez tenha acabado por ajudar.
É sempre bom surfar em casa, mas há sempre um lado positivo e um negativo, que é o da pressão.
Os meus resultados aqui no passado mostram que estou à vontade, faço sempre a fase man-on-man, por isso espero chegar longe.
O wildcard para o WCT é um sonho, acho que todos temos esse objetivo”.

Marlon Lipke

Marlon Lipke

Não tenho surfado muito, mas estou feliz por estar cá e poder disputar o título.
Tem sido um ano muito diferente, com gente que não passa tanto tempo no mar e no ginásio a estar na luta pelo título.
É engraçado perceber que quando estamos relaxados o surf acaba por melhorar e atingir um melhor nível.
Espero dar o meu melhor no campeonato.
Estamos aqui sete e acho que qualquer um de nós pode vencer”.

A conferência de imprensa ficou ainda marcada por uma mensagem especial de Frederico Morais, surfistas português que faz parte da elite mundial de surf, e que aproveitou para desejar boa sorte a todos os candidatos ao título, salientando ainda o facto de a etapa final se disputar na praia onde começou a surfar.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto: ANSurfistas
Fotos: Pedro Mestre / ANSurfistas

Parceiros

Deixe uma resposta