Estarreja, a força da tradição da Prova de atletismo

Estarreja

Estarreja já se habituou a receber esta prova de estrada, referência regional com segmentos que se adaptam a todas as idades bem como forma física.

Este ano houve a triste coincidência de ter sido uma das últimas provas, devido à pandemia e como tal fez adiar esta publicação.

Estarreja
Veteranos mais rápidos acompanhando as primeiras atletas femininas, destaque para Luís Magalhães, o melhor atleta de Estarreja da atualidade – Foto: Carlos Marques

A questão da oportunidade desta publicação

Agora não seria possível esperar muito mais, pois contariamos que, em Março de 2021 se realiza-se a 36ª Edição e deveriamos estar a elaborar a antevisão deste grande evento.

Aqui segue o olhar que faltava sobre a prova de 8 de março de 2020 e a ideia de que, se não poder realizar presencialmente, se possa pelo menos efetuar no formato virtual possível.

Texto: João Vinha
Fotos: Carlos Marques

Estarreja
Norberto Monteiro, Presidente do CRE, mentor da prova aqui ao lado na Campeã Fernanda Ribeiro – Foto: Carlos Marques

Centro Recreativo de Estarreja (CRE)

Fundado a 10 de julho de 1910, e com o estatuto de utilidade pública, o Centro apresenta-se como a terceira coletividade mais antiga do Concelho, apenas suplantado pelas Bandas de Canelas e Pardilhó.

Estarreja
Encontro de gerações uma jovem e dois séniores – Foto: Carlos Marques

Importância cultural e desportiva histórica

Com uma importância cultural e desportiva histórica, destaca-se por exemplo, o facto de ter estado na base da formação do Bombeiros Voluntários de Estarreja, Hospital Visconde de Salreu e mais tarde da Associação de Solidariedade de Estarreja.

O CRE esteve em voga sobretudo em meados do séc. XX onde as revistas de teatro e os grandes bailes eram muito frequentes.

João Neves e Joana Nunes dois atletas com mais de 10 participações nesta prova, também de Estarreja e Branca – Foto: Carlos Marques

As modalidades atualmente promovidas no Centro Recreativo de Estarreja

Atualmente o Centro tem como atividades o Atletismo, Pintura, Xadrez, Squash, Ginástica e Judo, apostando essencialmente na formação de jovens.

Os factos da 35ª edição do Grande Prémio de Atletismo do ponto de vista de um atleta da terra.

Estarreja
Ricardo Bruno de OPraticante.pt e Nuno Milheiro de Running Espinho, o único a correr descalço e nessa condição correu em Estarreja, com João Vinha autor deste artigo.

A consistência ao longo dos anos passados

A continuidade do trabalho, que veio sendo desenvolvido nos últimos anos e o reforço na divulgação em grande escala, assim como o uso das novas tecnologias, bem como o novo traçado da prova garantiram o sucesso, também nesta edição.

Foto: Carlos Marques

35º Grande Prémio de Atletismo Cidade de Estarreja

Grande Prémio de Atletismo Cidade de Estarreja é uma organização do Centro Recreativo de Estarreja, em colaboração com a Câmara Municipal de Estarreja.

Foi uma manhã desportiva que comportou todas as classes etárias e onde a competitividade esteve ao rubro.

Os percursos foram agradáveis, com um sobe e desce relativamente acentuado, a exigir uma boa preparação.

Manter as velocidades necessárias à manutenção da proximidade com os concorrentes diretos, é uma tarefa muito exigente.

Os atletas de gabarito nacional estiveram presentes, pois os prémios em disputa foram e têm sido, dos maiores no mercado específico da modalidade.

Os atletas da frente da corrida principal que praticamente decidiram o vencedor ao Sprint, como se vê no vídeo do evento.

Estarreja
Foto: Carlos Marques

Os pódios com dezenas de atletas

O Grande Prémio de Estarreja levou ao pódio dezenas de atletas, mas como é sabido, poucos conseguiram lá chegar, comparando com o número de participantes.

Estarreja
O pódio sénior Feminino com o Presidente da Camara de Estarreja, Diamantino Sabina à esquerda e à direita o treinador Ricardo Esteves do Recreio de Águeda – Foto: Carlos Marques

Assim, a grande maioria dos atletas teve e terá a sua principal motivação assente num gosto especial por estes eventos desportivos, pois são de convívio e de um desfrutar de cada momento que cativa e fideliza os participantes.

Inicio da caminhada – Foto: Carlos Marques

Caminhada solidária PACOPAR já na 10ª edição

De relembrar que neste evento também esteve integrada a caminhada solidária PACOPAR.

O Início da caminhada que é sempre um motivo satisfação e orgulho para os praticantes que, é bom lembrar pagam uma inscrição que reverte para os Bombeiros Voluntários de Estarreja.

Parceiros

Deixe uma resposta