Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Filipe Coelho das Meias Maratonas a Campeão Nacional

E tudo começou a 01 de abril de 2012, onde Filipe Coelho fez a sua primeira prova de BTT na VIII Edição Trilhos & Courelas em Vendas Novas, conseguindo um 7º lugar no percurso da Meia Maratona A partir daqui, ganhou o vicio, tendo feito nesse mesmo ano um total de 16 provas.

Foi em 2012 que Filipe Coelho começou a memorizar alguns nomes, destacando aquele que o “potenciou” para querer mais, o Fernando Carriço. Passou a ser o seu referencial, admirava a sua garra e determinação que mostrava nas provas. Começou a ter um objetivo, conseguir aguentar o seu ritmo e quem sabe um dia ganhar!

Até ao ano de 2016 só tinha registos de presenças em provas na distância das meias maratonas, onde ganhou o respeito de uns e o “ódio” de outros!

Pódio na 1ª presença em Maratona

Mas a 20 de março de 2016 alguém o desafiou para fazer um distância mais longa, e assim, foi à IV Maratona BTT Por Trilhos Mineiros em Aljustrel, onde conseguiu uma vitória na geral. Mas não ficou contente! Não era a “distância” que o deixava alegre e satisfeito, aliás sentia-me desconfortável, porque era muito tempo em cima da bike. E voltou novamente às distância mais curtas!

Filipe Coelho – das Meias Maratonas a Campeão Nacional XCM

Em 2017 Filipe Coelho definiu um objetivo para “calar” aqueles que o criticavam por não ter continuado nas distâncias mais longas, marcou presença no Campeonato Nacional de XCM em Loulé a 11 de junho, onde conseguiu algo que nem ele imaginava! Um segundo lugar, chegando com o vencedor. Que prova dura, 92 km e um acumulado de 2800+ com temperaturas acima dos 40ºc.

E a partir daqui tudo mudou, a 13 de julho de 2017 integra a equipa de BTT que mais admirava (e continua a admirar) em Portugal, o Clube BTT Seia. Muito tenho a agradecer aquele que sempre foi o meu referencial, porque foi ele um dos responsáveis para o meu ingresso nesta grande equipa. Obrigado Amigo Fernando Carriço.

CN XCM Loulé 2017

Um sonho, Não

A 08 de dezembro de 2017 recebe a notificação da Federação Portuguesa de Ciclismo que retifica a classificação do Campeonato Nacional de XCM, onde lhe atribuem o titulo de Campeão Nacional de XCM 2017 Master 40. Um sonho, Não! Mas muito orgulho na conquista. Continuou fiel aos seus valores, onde a vaidade ou o ego não conseguiram penetrar na sua identidade.

Estreia com a camisola de Campeão Nacional

A 11 de fevereiro de 2018 realiza a sua primeira prova com a Camisola de Campeão Nacional, a Maratona Castro Marim, a contar para a Taça de Portugal e Taça do Algarve XCM, onde consegue o batismo que mais ambicionava.

Mas foi em março de 2018 que tem outro momento que o encheu de orgulho, ter como parceiro no Algarve Bike Challenge aquele que sempre foi o meu referencial, onde conseguiram vencer na categoria Master Men.

ABC com Fernando Carriço

Como parceiro aquele que sempre foi o meu referencial

Como tem que definir objetivos em tudo aquilo que faz, definiu como prioridade para 2018 tentar revalidar o seu título e “calar” novamente os críticos que persistiam em afirmar que tinha tido sorte. E pelos vistos teve mesmo sorte, revalidou o título de Campeão Nacional XCM a 10 de junho na Maratona BTT Vila de Melgaço, em Melgaço, para ele a prova mais dura que fiz até hoje.

Pódio CN XCM 2018

Hoje, reconheçe que atingiu um bom patamar competitivo, fruto de um planeamento exigente, muita dedicação, empenho, espirito de sacrifício……..MUITA SORTE e VERDADE DESPORTIVA.

Para 2019 ainda não definiu qualquer objetivo, mas acreditem que irá continuar a andar de bike.

Fotos: Cedidas pelo atleta

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta