Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Gonçalo Silva em destaque no IberoAmericano

Terminou em Linares (Espanha) o Campeonato IberoAmericano de xadrez e os quatro xadrezistas portugueses presentes cumpriram os objetivos propostos, com destaque para Gonçalo Silva, campeão nacional de Sub-20, que chegou a lutar por uma norma de mestre internacional, mas acabou com 4 pontos, que ainda assim lhe valeram um ganho de 45 pontos Elo.

Gonçalo Silva destaca-se no Campeonato IberoAmericano de xadrez

Na 9.ª e última ronda, Gonçalo Silva, cotado com 2085 pontos Elo, conseguiu um resultado positivo, ao empatar com o espanhol Francisco Jimenez (2222), e fechou o torneio na 62.ª posição, entre os 103 participantes da forte prova, que reuniu muitos dos melhores representantes dos países iberoamericanos.

Gonçalo silva
Gonçalo silva

Melhor português foi o mestre internacional Rui Dâmaso

O melhor português no torneio de Linares foi o mestre internacional Rui Dâmaso (2417 pontos Elo), que somou 5 pontos e terminou em 36.º, com um desempenho regular e um pequeno ganho de 3 pontos Elo. Na 9.ª jornada, Dâmaso foi batido pelo grande mestre brasileiro Alexandr Fier (2558).

O mestre internacional português Rui Dâmaso juntamente com Paulo Dias e os grandes mestres Grigoriy Oparin (Rússia), Manuel Candelário, Jaime Latasa e Daniel Forcen (Espanha) contribuíram para o título de Campeão Nacional a A.Xat.

O sucesso da A. Xat ocorreu uma semana depois do triunfo na Taça de Portugal, cuja final – curiosamente frente à Académica.

Outros portugueses em prova

Também dentro da regularidade nas respetivas ordens de força, foram os torneios de Henrique Paiva e Rita Santos. Paiva somou 3 pontos e ficou em 85.º, enquanto Rita, atual campeã nacional de Sub-20, totalizou 2,5 pontos e concluiu o difícil torneio em 94.º.

Comitiva portuguesa e presidente da Federação Portuguesa de Xadrez

O grande triunfador nesta oitava edição do Campeonato IberoAmericano foi o grande mestre peruano Jorge Cori, com 7 pontos, os mesmos dos também grandes mestres Carlos Albornoz (Cuba) e Francisco Vallejo (Espanha).

Texto / Fotos: Federação Portuguesa de Xadrez

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta