Jared Tallent, marchador mais medalhado, anuncia o fim

Jared Tallent

Jared Tallent

O marchador australiano Jared Tallent, campeão olímpico nos 50 quilómetros em Londres2012, anunciou hoje o fim da carreira, na sequência de uma lesão que o afastou da quarta participação nos Jogos Olímpicos, em Tóquio2020, adiados para este ano

Texto: Henrique Dias / OPraticante.pt – Lusa

Fim da carreira para marchador Jared Tallent, o australiano mais medalhado em Jogos Olímpicos

Jared Tallent, de 36 anos, é o atleta masculino australiano com mais medalhas em Jogos Olímpicos.

Com uma carreira de mais de uma década dedicada à marcha atlética, ele tem oito medalhas em Jogos Olímpicos, Campeonatos Mundiais de Atletismo e Jogos da Commonwealth.

Sua primeira conquista em grandes eventos internacionais foi em Pequim 2008, quando conquistou o bronze nos 20 km, prova que não é a sua especialidade maior na marcha atlética.

Uma semana depois, conquistou a medalha de prata na distância mais longa e de sua especialidade, a marcha de 50 km, tornando-se o primeiro australiano a ganhar duas medalhas olímpicas no atletismo na mesma Olimpíada desde Munique 1972 e o primeiro homem a fazê-lo em 102 anos.

Jared Tallent

Grande momento na carreira

Seu grande momento na carreira, porém, veio em Londres 2012, mas não pode ser comemorado nem reconhecido à época.

Neste Jogos Olímpicos, Tallent ficou com a medalha de prata nos 50 km, chegando depois do russo Sergey Kirdyapkin.

Em março de 2016, a meio a um grande caso de doping descoberto entre atletas da Rússia que remontava aos Jogos Olímpicos de Pequim e Londres, Kirdyapkin foi flagrado num exame positivo realizado nas amostras de atletas de 2012 com recursos tecnológicos mais avançados de investigação, e teve todas as suas marcas, medalhas e vitórias no período anuladas.

Tallent, que por anos tem declarado sobre estar sempre competindo limpamente e perdendo apenas para atletas dopados, herdou a medalha de ouro após quatro anos e a recebeu oficialmente numa cerimônia realizada em Melbourne em 17 de junho de 2016, das mãos do vice-presidente do COI e presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates.

O australiano, que foi também vice-campeão do mundo em 2011, 2013 e 2015, herdou o título olímpico de Londres2012 na sequência da suspensão do russo Sergey Kirdyapkin, devido a irregularidades no passaporte biológico.

Tallent sofre de uma lesão recorrente nos isquiotibiais, tendo decidido encerrar a carreira na véspera dos campeonatos nacionais da Austrália, que vão ser disputados no fim de semana.

Parceiros

Deixe uma resposta