Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Medalha, Joana Crisóstomo acreditava que era possível

O European Judo Open Women – Odivelas 2020 terminou hoje, domingo, 2 de fevereiro, após dois dias de combates entre algumas das melhores e mais promissoras judocas do mundo, com destaque para Joana Crisóstomo que sonhou com a medalha.

Os tatamis do Pavilhão Multiusos de Odivelas receberam 142 atletas femininas em representação de 24 Países, entre as quais 17 Portuguesas.

Odivelas Cidade Europeia do Desporto 2020 voltou a ser a ‘Capital do Judo’, para mais uma competição internacional, que permitiu pontuar para o Ranking Mundial.

O último dia da prova foi dedicado às categorias -70 kg, -78 kg e +78 kg, envolvendo 48 Judocas, das quais 5 Portuguesas.

Medalha

Joana Crisóstomo procurou a medalha

Joana Crisóstomo (-70 kg) foi a única representante lusa no Bloco de Finais, depois de ter somado duas vitórias e um desaire durante a manhã. Na luta pelo Bronze, a jovem portuguesa foi surpreendida nos segundos iniciais pela romena Serafima Moscalu, que a projetou e pontuou o ‘ippon’. Com este resultado, Joana Crisóstomo termina num honroso 5º lugar.

O objetivo sempre foi ir o mais longe possível na prova e isso passava claramente pela Medalha, por isso, sabe a pouco ter terminado em 5º lugar. Agora vou trabalhar para os próximos desafios que são participar nas Taças da Europa para fazer os mínimos para ir ao Europeu (de Juniores).

Gostava muito de ir aos Jogos Olímpicos de Paris 2024, mas tenho a consciência que ainda me falta trabalhar bastante para lá chegar.” as palavras proferidas por Joana Crisóstomo.

Esta é uma das grandes provas que organizamos em Portugal

Ana Hormigo – Treinadora da Seleção Nacional referiu:

Esta é uma das grandes provas que organizamos em Portugal e faz parte do circuito de qualificação para os Jogos Olímpicos. Não tem o mesmo peso que um Grand Prix ou um Grand Slam, mas é uma prova de apuramento. Vimos que as nossas jovens Atletas não têm a mesma experiência que a maioria destas judocas.

Ontem tivemos a Teresa Santos nos -52 kg que se portou bastante bem, ganhando dois combates e terminando na 7ª posição. É uma atleta muito jovem, no seu primeiro ano de juniores.

A Mafalda Ezequiel também esteve em bom plano, ganhando a uma judoca medalhada no campeonato da europa de sub-23, mas depois apanhou uma japonesa e não conseguiu passar.

Hoje tivemos a Joana Crisóstomo, também muito jovem, no segundo ano de juniores que conseguiu chegar ao Bloco de Finais. A 5ª posição soube-lhe a pouco, porque acreditava que era possível a medalha, nós também acreditámos. Mas fica o resultado e um bom indicador para o futuro.

A maioria das atletas Portuguesas que combateram eram juniores e demonstraram que podem fazer grandes resultados nesse escalão esta época.

A nível coletivo, houve uma maior distribuição das medalhas deste domingo, mas o domínio francês e japonês do primeiro dia manteve os países no topo dos mais medalhados.

Página do evento.

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta