Oeiras Open, três vitórias portuguesas com dois “bónus”

Gastão Elias, Gonçalo Oliveira e Tiago Cação entraram esta terça-feira com o pé direito no quadro principal de singulares do Oeiras Open 1, o primeiro de dois torneios ATP Challenger 50 organizados pela Federação Portuguesa de Ténis no Complexo Desportivo do Jamor, em Oeiras.

Texto: Gaspar Ribeiro Lança
Fotografias: Sara Falcão

Sitio oficial do evento.

Três vitórias portuguesas numa jornada com dois “bónus”

Numa jornada recheada de encontros, o primeiro a seguir em frente foi Gonçalo Oliveira (296.º), que não perdeu tempo e derrotou o qualifier Denis Yevseyev (388.º) — responsável pela eliminação de Pedro Araújo na véspera — por claros 6-1 e 6-2, num duelo de sentido único.

Na segunda eliminatória, o português vai defrontar Marco Trungelliti, argentino que na jornada anterior surpreendeu o primeiro cabeça de série, Oscar Otte.

Gonçalo Oliveira

A segunda vitória portuguesa da jornada foi assinada por Tiago Cação (558.º), que respondeu da melhor forma possível ao “upgrade” ao wild card (inicialmente foi convidado para o qualifying) e superou o sul-coreano Duckhee Lee (291.º), por 6-3 e 6-4, para conquistar a primeira vitória da temporada e a terceira melhor da carreira considerando os rankings dos adversários.

Esta foi a terceira vez que o tenista natural de Peniche ultrapassou uma ronda em torneios Challenger, depois de Braga e Lisboa (em semanas consecutivas) na época de 2019. E permitiu-lhe marcar encontro com o alemão Mats Moraing (272.º).

Oeiras Open
Tiago Cação

A fechar a jornada, Gastão Elias regressou ao court central do Estádio Nacional e venceu um encontro recheado de emoções frente ao ex-número um mundial de juniores e campeão de Roland-Garros e Wimbledon, Chun-Hsin Tseng (nos dias de hoje 286.º ATP), por 6-3, 2-6 e 6-4.

O tenista português recuperou de um break de atraso e terminou o encontro com cinco jogos consecutivos para selar o acesso à segunda ronda, na qual terá pela frente o espanhol Roberto Ortega Olmedo, responsável pela eliminação do quarto cabeça de série, Ernesto Escobedo, com os parciais de 7-5 e 6-4.

Oeiras Open
Gastão Elias

Nuno Borges um dos portugueses derrotados no Oeiras Open

Já Nuno Borges, 375º colocado na hierarquia mundial e que precisou de um ‘wild card’ da Federação Portuguesa de Ténis para aceder à principal grelha do Oeiras Open, ainda venceu o primeiro parcial, mas acabou eliminado, em três ‘sets’, pelos parciais de 2-6, 7-6 (8-6) e 6-1, ao cabo de duas horas e 16 minutos de encontro.

Em pares houve ainda tempo para a estreia da dupla portuguesa composta por Miguel Gomes e Henrique Rocha.

Convidados pela organização, os jovens portugueses (de 17 e 16 anos, respetivamente) foram travados pelos bem mais experientes Lucas Miedler e Nino Serdarusic, por 6-3 e 6-1.

Parceiros

Deixe uma resposta