Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

OPraticante.pt \ SFOA Cycle Team por terras Espanholas

Numa organização do Clube Peña Ciclista Montemayor, a prova III Media Maratón BTT Villa de Montemayor teve lugar naquela Vila pitoresca Espanhola, a pouco mais de 30kms de Córdoba uma belíssima cidade cheia de história e contou com a presença de Rui Bastos em representação da equipa de OPraticante.pt / SFOa Cycle Team.

OPraticante

OPraticante.pt / SFOA Cycle Team na III Media Maratón BTT Villa de Montemayor

A prova contava para o Troféu de Córdoba XCM Séries, onde os atletas têm de completar 10 provas e ganharem pontos consoante a sua classificação e assim se consagrarem campeão do troféu, embora em cada prova exista um pódio e seus prémios.

Cerca de 160 atletas não quiseram perder esta importante prova organizada por Peña Ciclista de Montemayor e que constava com a presença de destacado atletas do panorama nacional. Bikers de várias províncias andaluzas, Extremadura e Castilla estavam presentes e no meio da multidão o único Português.

Levantamento de dorsais muito bem organizado, o atleta tinha que se deslocar a uma zona de árbitros da Federação Ciclismo da Andaluzia, confirmavam os dados e depois fazia-se o levantamento do referido dorsal numa outra zona, tudo bem organizado.

Um percurso com uma distância de 50kms e perto de 1300mts de acumulado, maioritariamente entre uma zona de muitos Olivais e agrícolas, sempre em estradões, mas com o chamado parte pernas devido ao sobe e desce constante, zonas rápidas, quando se descia era a valer, mas com atenção pois existia algumas com algum cascalho solto, subidas? sim muitas e durinhas, longas ou curtas era a escolha do Atleta.

O clima apresentava algumas nuvens, mas o maior inimigo era o vento forte que se fazia sentir, levando a que os atletas olhassem várias vezes o céu e andassem numa incógnita sobre que tipo de equipamento vestir, alguns até aproveitavam e consultavam os sites de meteorologia.

Já se fazia o devido aquecimento muscular, alguns pedalavam pelas ruas, enquanto que outros faziam alguns minutos em rolos, adivinhava-se uma partida rápida na tentativa de ganhar vantagem nas posições.

OPraticante

15 minutos para a partida de Rui Bastos – OPraticante.pt \ SFOA Cycle Team

A faltar 15 minutos para a partida a organização começava a chamar os Atletas que partiam na linha da frente, os que estavam em primeiro lugar nas classificações dos diferentes escalões e também as senhoras tiveram esse privilégio. O speaker de serviço aproveitava e fazia algumas entrevistas.

Como desconhecia totalmente o tipo de prova e como seria o percurso decidi jogar um pouco a defesa, não me coloquei no meio do pelotão para poder avaliar o percurso e os restantes atletas. Lá ia o único atleta estrangeiro inscrito na prova, o atleta que tinha feito 500kms de viagem para estar presente. O homem que representava a Equipa de Portugal OPraticante.pt \ SFOA Cycle Team.

OPraticante

Partida em ponto as 10horas em Espanha, 09horas em Portugal e começava a minha primeira participação fora de Portugal, em representação de OPraticante.pt \ SFOA Cycle Team.

Arranquei de trás para a frente, foi arrancar um pouco mais a bruta do que estou habituado e comecei a recuperar posições, nas descidas aproveitava para as ultrapassagens pois é onde me sinto confortável e via receios nos restantes atletas.

Na passagem do primeiro ponto de controlo seguia num bom grupo de atletas, segundo informação dada ia em 21º lugar da Geral, o que para mim era brilhante, pois ia com um objetivo.

Mas já volto a escrever sobre a minha prestação… e da representação de OPraticante.pt / SFOA Cycle Team

Com um importante e rico conjunto de atletas como Manuel “Triki” Beltrán, Victor Manuel Fèrnandez Grande, Ramirez Abeja, Sergio Torres, Juan Pedro Trujillo, Manu Cordero e Pedro Romero, entre outros. Fez elevar o nível da prova e desta forma a primeira parte da prova teve um ritmo elevadíssimo e muito rápida, com o atleta Manuel “Triki” Beltrán a levar uma pequena vantagem sobre os restantes.

OPraticante

Mas no último terço da prova o ENORME protagonismo foi para Victor Manuel Fernández da equipa Wolfbike Team, o homem de Cordoba, a mostrar toda a sua raça alcançou o atleta Manuel “Triki” Beltrán passou para a liderança da prova e assim obteve a vitoria. Ficando Beltrán em segundo lugar no pódio e a terceira posição a ser discutida num duelo ao sprint entre Sergio Torres e Ramirez Abeja, saindo vitorioso o atleta Sergio Torres da equipa Wolfbike.

OPraticante

 

Nas femininas um excelente duelo entre Evelyn Yesenia Garcia e Azahara Pozuelo faziam levar a loucura quem assistia, por várias vezes alternavam de posição classificativa e deixando na dúvida quem venceria a prova.

Evelyn Yesenia García foi a vencedora por menos de um minuto sobre Azahara Pozuelo terminando o pódio Luzi Zipitria.

Voltando a minha prestação na prova

Voltando a minha prestação na prova, a ver se não me perdi onde ia… Ok ia na parte onde estava num estradão a rolar com um bom grupo.

Não descolei e rolava sempre no meio para me proteger do vento forte que se fazia sentir, os estradões largos e com piso irregular devido a passagem de máquinas agrícolas faziam com a minha Orbea OIZ M10, tivesse vantagem devido a absorver tudo e dar-me conforto.

 

 

O grande desafio da prova estava próximo, trepar a subida “las arenosas“, para quem conhece a nossa “Vigia” situada na Serra do Louro – Palmela é quase igual, longa e longa. Grande apoio por parte de populares, com cornetas, tambores gritos de incentivo, puxavam por todos, até ouvi gritar “esto es português, fuerza!”, talvez por terem visto a bandeira que tenho no equipamento ou até pela publicidade as firmas que apoiam a equipa, levantei a mão em forma de agradecimento, mas olhos estavam pregados no chão.

Aqui foi o meu fim, o grupo estava a abrandar e o TUGA resolve manter o ritmo e começar a ultrapassar, problemas na casa das máquinas, o joelho esquerdo resolve dar sinal, com uma forte dor e pensei ter de me ficar por ali. Foi ver o grupo a ganhar distância e eu nas covas.

 

 

Nunca desisti de nada e não era agora hora de abandonar

Mas ainda estava a meio da prova e não queria atirar a toalha ao chão, resolvi continuar e gerir as dores. Pensei em tudo, pensei nos meus filhos que me viram partir e queriam ver o Pai a cortar a linha de Meta, pensei que nunca desisti de nada e não era agora hora de abandonar.

Era desolador para mim saber que ia bem classificado e que agora km após km ia sendo ultrapassado, mas tinha que chegar ao fim. Resolvi desligar o chip da competição e vir só com a Meta no pensamento.

Mas a prova era em circuito e todo o percurso que fizemos nos primeiros 23kms tínhamos de o refazer e lá estava a bela subida “las arenosas” a 3 kms do fim, foi mesmo um ENORME castigo a refazer de novo. Pensei nas palavras do meu amigo Daniel Gamado “TUGA não desmonta” e toca a trepar de dentes serrados.

OPraticante

Espanha organiza boas provas

Voltando a prova em si, pois é na tentativa de a descrever ao máximo o evento que vos escrevo estas palavras. Em resumo e depois destas linhas, conclui que em Espanha organiza-se boas provas, pelo que observei não descuram a segurança, pois para além de Polícia Municipal nas zonas de travessia de estrada, ainda existiam vários elementos da Proteção Civil, elementos da organização e pelo menos 3 ambulâncias no trajeto.

 

Pontos de abastecimento com bens suficientes, desde marmelada, bananas, águas, isotónico e sempre umas palavras de força.

O percurso era circular, o atleta acabava por passar duas vezes praticamente no mesmo trajeto, tendo pequenas alterações, a nível técnico era praticamente nulo, não existiam zonas com singles tracks, basicamente eram estradões rurais. A nível de dificuldade aí já foi diferente pois o sobe e desce constante desgastava mais rapidamente o físico.

OPraticante
Rui Bastos – OPraticante.pt / SFOA Cycle Team

Acabei a prova em 29º lugar do escalão M40, 124ºlugar na geral com o tempo de 2h49minutos, excelente resultado em representação de OPraticante.pt / SFOA Cycle Team, tendo em consideração que a lesão afectou a minha prestação.

Muitos parabéns a toda a organização

Texto: Rui Bastos – OPraticante.pt / SFOA Cycle Team
Fotos: Cedidas pela Federação Ciclismo da Andaluzia

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta