Outubro é sinónimo de … 2 Grandes Voltas

outubro

Em outubro, os grandes eventos desportivos mundiais continuam a proporcionar muitas horas de ação e entretenimento aos seus fãs e vai poder ver tudo no Eurosport.

Outubro é sinónimo de … 2 Grandes Voltas… 3 Monumentos… 6 Clássicas

O ciclismo prepara-se para um mês único, como não há memória, com a Volta a Itália e a Volta a Espanha coladas durante seis dias de competição.

Pelo meio realizam-se outras provas icónicas como os ‘Monumentos’ Liège-Bastogne-Liège, Paris – Roubaix ou a Volta a Flandres.

As clássicas de prestígio e tradição como De Brabantse Pijl – La Flèche Brabançonne, Amstel Gold Race, Paris – Tours, Gent – Wevelgem, Scheldprijs e Driedaagse Brugge – De Panne.

Algo absolutamente imperdível!

Volta a Itália

Depois de muita incerteza e de um longo período de adiamento, devido à pandemia de COVID-19, o Giro d’Italia está de volta à estrada!

A 103.ª edição do Giro arranca hoje na região da Sicília, palco de quatro etapas, entre as quais se inclui uma passagem pelo Monte Etna, que chega a uma altitude de 1.775 metros.

O pelotão segue para a ‘bota’, mas este ano o percurso é centrado na costa adriática rumo a norte.

As etapas de montanha vão exigir muito das pernas dos ciclistas e estão previstas subidas a Madonna di Campiglio, Stelvio, Izoard e Sestriere. O Giro termina com um contrarrelógio individual na Piazza Duomo, na cidade de Milão.

No final dos 3497.9 quilómetros do Giro 2020 quem será o melhor?

Quem vestirá a camisola rosa?

Quem irá erguer o troféu infinito em Milão e entrar para a história?

Richard Carapaz não vai estar presente nesta edição do Giro para defender a ‘Maglia Rosa’, depois da vitória em 2019.

O equatoriano preferiu centrar as suas energias na Vuelta 2020.

Os italianos Alfredo Binda e Fausto Coppi e o belga Eddy Merckx conquistaram o Giro cinco vezes cada, ao longo das suas carreiras, e são os ciclistas mais destacados na lista de vencedores.

Sitio oficial do evento.

outubro

Volta a Espanha

Se ver uma ‘Grande Volta’ é bom, então duas é ainda melhor!

Em outubro, os fãs de ciclismo vivem um momento fantástico no qual vão poder acompanhar o final da Volta a Itália e o início da Volta a Espanha em simultâneo.

Durante seis dias, as corridas vão mesmo colar uma à outra.

De 20 de outubro a 8 de novembro discute-se a 75.ª edição de La Vuelta. Ao todo, o pelotão terá de cumprir 2.892,2 quilómetros, divididos em 18 etapas, num percurso desenhado pelo norte e centro de Espanha.

O arranque acontece em Irún já com alguma montanha pelo caminho nos 171 quilómetros de etapa.

A Volta a Espanha 2020 conta ainda com quatro etapas em linha, seis de média montanha, um contrarrelógio individual e ainda cinco de alta montanha.

Estão previstas subidas ao Tourmalet, em França, ao duríssimo Angliru e La Covatilla.

A prova termina, como é habitual, em Madrid.

Esta será a oportunidade de ver Chris Froome, vencedor da Vuelta em 2011 e 2017, com as cores da INEOS pela última vez, já que o britânico muda de equipa na próxima temporada.

Mas o britânico não é a única atração nesta corrida que atrai anualmente grandes estrelas do pelotão internacional.

A camisola vermelha – símbolo do líder da Vuelta – cumpre 11 anos de existência e é já uma instituição!

No ano passado, o esloveno Primoz Roglic vestiu a ‘camiseta roja’ no pódio em Madrid e venceu em 2017 a Volta ao Algarve.

Foi a primeira Grande Volta da carreira do homem da Jumbo-Visma.

Sitio oficial do evento.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Parceiros

Deixe uma resposta