Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq
Coluna Esq

Paulo Barbosa triunfo surpreendente na Figueira da Foz

Triunfo surpreendente de Paulo Barbosa em masculinos; a confirmação Mariana Machado; triunfos coletivos de Benfica e RD Águeda…

Muita competitividade na prova masculina de corta-mato em distância curta, que decorreu hoje em Figueira da Foz, no Parque das Abadias, prova que integrava ainda o Nacional Universitário, o Escolar e ainda o de veteranos.

Triunfo surpreendente de Paulo Barbosa em masculinos

Logo na primeira volta esteve à vista que o desfecho da corrida seria muito apertado e foi o que aconteceu com tudo a decidir-se nas últimas centenas de metros, quando os homens do Maia, Nuno Costa e Paulo Barbosa, tomaram o controlo do ritmo, deixando para trás um dos favoritos, Samuel Barata, que não conseguiu aguentar o “ataque” desenhado pelos maiatos.

Na reta final, foi mesmo Paulo Barbosa quem surgiu mais forte e terminou com o seu primeiro título nacional de corta-mato, culminando uma excelente corrida a par com o já experiente Nuno Costa!

No final da sua brilhante corrida, o campeão nacional dedicou a corrida ao seu treinador, Bruno Jesus “que, como atleta, foi várias vezes ao pódio, mas nunca conseguiu vencer!

Paulo Barbosa

O primeiro sub23 foi Duarte Gomes, do Benfica, quinto classificado, uma das principais pedras para o triunfo coletivo da equipa encarnada.

O melhor júnior foi Fábio Simões (RD Águeda), 41º da classificação geral.

Terceiro título de Mariana Machado

Já em femininos, Mariana Machado sagrou-se pela terceira vez consecutiva campeã Nacional de corta-mato, num percurso de 4 km, desenhado no Parque das Abadias.

A atleta do Sporting de Braga andou sempre na frente, com a companhia das suas adversárias mais diretas, destacando-se na fase final da prova para vencer claramente isolada.

Mariana Machado

Triplamente campeã (absoluta, sub23 e universitária) a minhota disse no final que fez “uma corrida muito confortável, com a ambição de reeditar os triunfos anteriores”. A atleta do Sporting de Braga fez uma corrida cautelosa “pois o piso era muito irregular e senti algum receio”.

Depois dela terminaram Emília Pisoeiro e Susana Cunha, ambas do Recreio de Águeda, reeditando-se assim o pódio de 2019.

Sendo que Mariana Machado foi a primeira atleta sub23 (e campeã universitária) a campeã júnior foi Lia Lemos, sexta classificada na geral.

Em termos coletivos, o Recreio de Águeda impôs-se às restantes obtendo mais um título no seu invejável palmarés.

Texto / Foto: Federação Portuguesa de Atletismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta