Proeza de 2016 repetida no Europeu de Teamgym 2018

Proeza

Terminou este sábado o Campeonato da Europa de Teamgym 2018. Neste último dia de competição foram consagrados os Novos Campeões da Europa de Teamgym, na categoria Seniores, com Portugal a repetir a proeza de 2016. O evento cumpriu-se no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

Portugal esteve presente com a Equipa Sénior Masculina. Os Ginastas portugueses repetiram a proeza alcançada em 2016 e igualaram a melhor classificação de sempre. A equipa nacional terminou perto do pódio, 4º lugar, apenas atrás das Seleções Nórdicas.

A primeira Final do dia foi disputada entre as Equipas Mistas:

As Seleções da Suécia, Dinamarca, Islândia, Noruega, Reino Unido e França qualificaram-se na quinta-feira e as classificações desse dia mantiveram-se, com a equipa Sueca a sagrar-se Campeã da Europa (56.450 pontos). A equipa dinamarquesa (55.350) e a islandesa (53.000) completaram o pódio.

 

As Finais das Equipas Seniores continuaram com a vertente Feminina:

Numa prova que opôs as equipas da Suécia, Islândia, Dinamarca, Noruega, Finlândia e República Checa, as Suecas voltaram a superiorizar-se à concorrência, arrecadando mais um Título Europeu com 57.650 pontos. As islandesas terminaram na segunda posição, a escassos 0.200 pontos da vitória. A equipa dinamarquesa fechou o pódio com 56.050 pontos.

O evento terminou com a Final das Equipas Seniores Masculinas:

Dinamarca, Suécia, Noruega, Portugal, Reino Unido e França foram as últimas 6 Seleções a entrar em prova à procura do título europeu. Os Dinamarqueses repetiram o domínio demonstrado nas qualificações e em 2016, voltando a conquistar o Campeonato da Europa de Teamgym com 63.350 pontos. Com 2.000 pontos de diferença, seguiu-se a Suécia na segunda posição. A Noruega somou 59.400 pontos, o que lhe garantiu o 3º lugar à frente da Seleção Portuguesa.

Somando todos os Títulos Europeus conquistados neste Campeonato da Europa de Teamgym 2018, a Suécia foi a Seleção mais medalhada com 7 Pódios (3 de Ouro, 3 de Prata e 1 de Bronze), seguida da Dinamarca (Próxima Organizadora do Evento, em Copenhaga), com 5 Medalhas.

Além das bancadas cheias, a ‘Fan Zone’ montada no exterior do Pavilhão Multiusos de Odivelas também esteve recheada de público. Com uma zona de ‘street food’, alguns curiosos, cidadãos e adeptos da modalidade aproveitaram o espaço e assistiram à competição.

Valeu tudo a pena, repetimos a proeza

Tenho 31 anos e comecei a praticar Teamgym aos 15. Escolhi esta disciplina por ser em equipa, onde trabalhamos todos em conjunto para um fim comum.
Cada um dos aparelhos têm a sua especificidade. No Solo é maravilhoso criar coreografias e fazer as dificuldades.
O Tumbling é completamente diferente e entra na categoria dos saltos, (onde se pode também saltar à frente) e que não existe em mais nenhuma disciplina da Ginástica.
O Mini Trampolim tem uma grande espetacularidade que mistura vários tipos de salto.

Hoje olho para um longo percurso que começou em 2005, com o primeiro Campeonato Nacional, onde participei.
O nosso caminho começou aí e temos crescido imenso.
Nos últimos meses trabalhámos muito, os Treinadores foram excelentes connosco.
O nosso grupo é extremamente equilibrado e todos contribuíram de uma forma brutal.

Toda a equipa esteve bastante disponível, não só fisicamente, mas também psicologicamente e na gestão familiar, com treinos quase todos os dias.
No final, é um gosto imenso entrar neste pavilhão, ver as bancadas cheias, principalmente em Portugal.
Valeu tudo a pena, repetimos a proeza e daqui a dois anos estamos cá outra vez.” referiu João Peixinho – Ginasta da Seleção Nacional Sénior Masculina.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto: Federação de Ginástica de Portugal
Fotos: © IMAPRESS / Carlos Alberto Matos

 

Parceiros

Deixe uma resposta