Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Sérgio Marques Campeão do Mundo no Havai

O Sérgio Marques é um triatleta e ironman Português de excepção, e hoje sagrou-se Campeão do Mundo ao participar no IRONMAN World Championship, em Kailua-Kona, Havai.

Sérgio Marques Campeão do Mundo

Após percorrer 3900m a nadar, 180km de bicicleta e 42,195m, uma maratona, a correr, em Kona no Havaí, Sérgio Marques venceu o seu escalão etário dos 35 aos 39 anos, obtendo o 30° na geral com o tempo de 08h35m12s, sagrando-se Campeão do Mundo Amador.

O Sérgio Marques não só ganhou o seu Age Group, como fez o melhor tempo à geral no conjunto de todos os Age Groups. Um feito extraordinário para um atleta que, não sendo profissional, o consolida como uma referência do Triatlo Português.

Sérgio Marques
Sérgio Marques

IRONMAN World Championship

IRONMAN World Championship é o auge das corridas de resistência, com mais de 95.000 atletas competindo para se qualificar em mais de 40 eventos globais do IRONMAN a cada ano.

IRONMAN World Championship 2019, o evento de resistência de um dia mais emblemático do mundo, que se realizou em em Kona, Havai, e consagrou Sérgio Marques como Campeão do Mundo no escalão etário dos 35 aos 39 anos.

Sérgio Marques
Sérgio Marques

Sérgio Marques na mais icónica prova de IRONMAN do mundo!

Por mais de quatro décadas, o IRONMAN World Championship reuniu os melhores atletas do mundo. A corrida inaugural de Kona foi realizada em 1978, um desafio lançado aos atletas bem-sucedidos em provas de natação e resistência. Judy e John Collins, da Marinha de Honolulu, propuseram a combinação das três provas de resistência mais difíceis do Havaií – o Waikiki Roughwater Swim, com 3,9 km de extensão, a Around-O’ahu Bike Race com 180km e a Maratona de Honolulu, com 42,2 km – num só evento.

Em 18 de fevereiro de 1978, 15 pessoas foram a Waikiki para enfrentar o desafio IRONMAN. Antes das corridas, cada atleta recebeu três folhas com as regras e a descrição do percurso: «Nade 2,4 milhas, pedale 112 milhas, corra 26,2 milhas… Será elogiado para o resto da vida!», dizia na última página. Em 1981, a corrida mudou-se das costas tranquilas de Waikiki para os áridos campos de lava de Kona, na grande ilha do Havaí. Os atletas participaram ao longo da costa de Kona, dominada pela rocha negra de lava, enfrentando o sol escaldante e temperaturas de 35 grau, lutando contra o ho’omumuku e os ventos cruzados de 70 km/h.

Portugueses ambientando-se no Havai

Cinco Triatletas portugueses no evento

Portugal para além de Sérgio Marques, também esteve representado por Rui Narigueta, que obteve o 32º lugar no escalão etário dos 40 aos 44 anos com o tempo de 09h35m52s, Pedro Rui Silva – 10h14m27s, 129º escalão 40-44, Carlos Cruz com o tempo de 10h25m05s, 119º escalão 45-49 e Nuno Fernandes – Sporting Clube Espinho – 11h58m33s, 224º escalão 40-44.

Os almães Jan Frodeno que totalizou 7h51m13s e Anna Faug com 8h40m10s sagraram-se campeões mundiais.

Texto: Henrique Dias
Fotos: Hélder Milheiras e da página do atleta

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta