Tiago Ferreira a 11 segundos do pódio na Europa de Maratona BTT

O Campeonato da Europa de Maratona BTT (XCM) disputou-se hoje em Evolène, na Suíça, com o português Tiago Ferreira (DMT Racing Team by Marconi Projects) a terminar na sexta posição.

Texto / Fotos: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Tiago Ferreira sexto classificado no Campeonato da Europa de Maratona BTT

A Seleção Nacional partiu para a Suíça, na expectativa de alcançar um bom resultado com Tiago Ferreira (DMT Racing Team by Marconi Projects), que venceu a prova no último Europeu, em 2019.

A acompanhá-lo esteve também o seu colega de equipa, Roberto Ferreira.

A corrida, com uma distância de 78 quilómetros e 3900 metros de acumulado positivo, arrancou a um ritmo alucinante, partindo logo o pelotão.

Tiago Ferreira ainda tentou seguir na frente, mas com o ritmo alto que se verificava, acabou por ter de tomar a opção de gerir o esforço, perdendo o contacto.

Tiago Ferreira

Apesar dos ataques sucessivos que iam acontecendo, o corredor português conseguiu manter-se na disputa pelos lugares cimeiros, terminando em sexto, a menos de um segundo do quinto classificado.

Em relação ao vencedor, o alemão Andreas Seewald (Canyon Northwave MTB Team), a diferença foi de 11 segundos.

O selecionador nacional de BTT, Pedro Vigário avalia a participação de Tiago Ferreira (DMT Racing Team by Marconi Projects) como positiva, dado o ritmo forte que se verificou desde cedo, fazendo ainda referência à participação de Roberto Ferreira (DMT Racing Team by Marconi Projects), que acabou por desistir.

Foi uma corrida dura, mas o balanço é positivo.

Estivemos na discussão da corrida com o Tiago Ferreira e fizemos tudo para conseguir alcançar um bom resultado.

O Tiago estava muito focado, esteve muito perto de alcançar a quinta posição e terminou com um bom resultado.

O Roberto não conseguiu aguentar o forte ritmo da corrida, não se sentiu bem na parte final e não terminou.” afirmou Pedro Vigário.

Em competição nas categorias de veteranos esteve ainda um forte contingente português, com destaque para António Passos, terceiro classificado na categoria de masters 50-54.

Parceiros

Deixe uma resposta