Trail Porto da Cruz Natura recebe Nacional de Trail Ultra

Trail Porto da Cruz Natura

O Campeonato Nacional de Trail Ultra realiza-se hoje, domingo, dia 18 de Julho no concelho de Machico, com partidas e chegadas na vila de Porto da Cruz.

Texto: Diogo Simão – BA&N
Fotos: Trail Porto da Cruz Natura

Site oficial do evento

Página do evento

Campeonato Nacional de Trail Ultra

A competição contará com cerca de 300 atletas, que disputarão os títulos de campeão nacional da modalidade de corrida a pé na natureza, na distância de trail ultra (provas acima de 42 quilómetros).

Os atletas começaram a partir por vagas desde as 6h00 da manhã, estimando-se que os primeiros comecem a chegar à meta, instalada no mesmo local, a partir das 11h00 da manhã.

Trail Porto da Cruz Natura

A prova apresenta um elevado nível competitivo, com a generalidade dos principais atletas da modalidade presentes.

A competição decorre num percurso exigente de 50 quilómetros, com um desnível de cerca de 3.600 metros de desnível positivo, com subidas longas e pronunciadas.

A prova é constituída maioritariamente por trilhos técnicos, estradões e carreiros, aproveitando as características morfológicas da freguesia de Porto da Cruz.

A prova é organizada pela ATRP, em articulação com a Federação Portuguesa de Atletismo, pela Câmara Municipal de Machico e pela Junta de Freguesia Porto da Cruz.

A competição acontece englobada no Trail Porto da Cruz Natura, que conta com duas provas mais curtas, de 25 e 12 quilómetros, elevando para cerca de 800 o número de participantes no evento.

O trail running é uma das modalidades em maior crescimento a nível mundial, inclusive em Portugal onde se estimam mais de meio milhão de praticantes. A modalidade consiste na corrida a pé em trilhos e na natureza, sendo uma disciplina do atletismo.

Trail Porto da Cruz Natura dos 0 aos 1.420 metros de altitude

O prova Campeonato Nacional de Trail Ultra percorre os limites da freguesia do Porto da Cruz, indo dos 0m de altitude até aos 1420m no Poiso.

Pelo caminho sobe ao topo da Penha D’Águia (580m) e a encosta do Lombinho (1,5km com 500m de desnível positivo).

A partida é dada junto à praia da Alagoa e os atletas vão percorrer a marginal do Porto da Cruz em direção ao cais (conhecido por “Furna“), contornando a piscina e subindo até a Igreja, para depois descer em direção ao Centro Cívico do Porto da Cruz.

Aqui então começam a verdadeira subida, que os leva até ao topo da Penha D´Águia com os seus 580m de altitude, daqui desce até de novo ao nível do mar para voltar a iniciar uma subida até à Levada do Furado, mais conhecida como a “levada do Ribeiro Frio” situada aos 800m de altitude.

Aqui percorrem a levada desde a zona do Pico do Suna até ao Ribeiro Frio, e desce seguem pela subida do limite da encosta até ao Chão das Feiteiras que leva de seguida os atletas até o Poiso (cruzamento das 4 estradas) – o ponto mais alto do percurso com 1416m de altitude.

Deste ponto para a frente começa a parte descendente da prova, que terá passagem pela zona dos “Lamaceiros“, onde logo após encontram o novo segmento da prova, precisamente a descida do “Bardo” até o “Solar dos Leais“.

Aqui enfrentam nova subida para a “Portela“, antes de chegar às “Funduras” os atletas têm uma descida até a Maiata de Cima e ligação por uma levada até a base do “Lombinho” para aqui, enfrentarem a subida do “Lombinho” com os seus 500mD+ em 1,5km…

E finalmente após esta subida estarão na zona das “Funduras” onde encontram a descida em direção ao centro do Porto da Cruz, pela belíssima vereda do “caminho da degolada” que leva os atletas das “Funduras” para o “Cabo de Larano“.

Parceiros

Deixe uma resposta