Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq
Coluna Esq

Trail Amigos do Aliança êxito e grande festa

Segunda edição do TAA – Trail Amigos do Aliança, um êxito e uma grande festa!

No dia 5 de outubro, dia da Implantação da República em Portugal, foi também dia de festa para o trail e para os Amigos do Aliança com a realização do II TAA.

TAA – Trail Amigos do Aliança

Este trail tem como entidade organizadora a equipa de atletismo do Aliança de Grandra e conta com o apoio e colaboração da Câmara Municipal de Paredes, da Freguesia de Gandra bem como de empresas locais.

O evento teve a sua partida e chegada no Pavilhão Desportivo da cidade de Gandra e percorreu trilhos e caminhos em locais rurais e florestais no concelho de Paredes.

Nesta segunda edição o trail foi constituído por 3 provas: Trail Longo, com a distância de 25km; Trail Curto, com a distância de 15km e caminhada, com a distância de 8km. Totalizaram-se cerca de 800 atletas no trail e 370 participantes na caminhada.

Equipa organizadora: Atletismo Aliança Gandra

A equipa nasceu da junção de um grupo de amigos com o clube de futebol local com o objetivo de diversificar as modalidades e potencializar a prática do desporto através da organização de eventos.

Atualmente fazem parte da equipa 32 atletas que regularmente participam em provas, na vertente de trail e na vertente de corridas de estrada.
Conta ainda com um grande grupo de amigos que todas as sextas feiras participa nas caminhadas que a equipa organiza de forma gratuita.

O ano passado a equipa decidiu realizar o seu próprio evento para dar a conhecer ainda mais a equipa. Assim nasceu o TAA.

Este ano deram continuidade ao trail e é caso para dizer que estiveram há altura do desafio!

Os momentos antes do trail

O relógio marcava oito horas na manhã do dia 5 de outubro, os carros percorriam a cidade de Gandra em busca das setas que os guiavam para mais um trail.

Sentia-se uma agitação anormal tão cedo na cidade – é dia de trail.

É dia de colocarmos o nosso melhor fato, calções e t-shirt, e passar a manhã em trilhos que nos mostrem a beleza da natureza, que nos proporcionem encantamento ao mesmo tempo que nos levam todas as energias que julgávamos não ter.

É dia de, uma vez mais, contemplar a mãe natureza.

Após três rotundas finalmente cortamos para o complexo desportivo onde será o culminar do evento.

O nevoeiro é nosso companheiro desde que saímos de casa. Arrisco a dizer que com tanto nevoeiro cerrado poderemos encontrar o Dom Sebastião no meio dos trilhos.

Subimos a encosta para chegar finalmente à zona de estacionamento, grande e espaçosa. Logo aí aparecem elementos da organização para nos orientar no estacionamento.

Já se sente o espirito do trail no local

Os participantes já estão junto à meta a conversar com amigos, familiares e caras conhecidas que se reencontram nos trilhos.

Uns ainda estão na fila para receber o que mais querem – o dorsal e o chip que os habilita a participar na prova.

A música divertida e ritmada já toca e por vezes é interrompida pelo animado locutor que nos alegra tão cedo naquela manhã.

No ar mantem-se o branco embaciado do nevoeiro que se mistura com um caraterístico cheirinho a comida.

Relembra-nos que no final da prova teremos com que reconfortar o estomago.

Grande adesão no aquecimento

Quando faltavam vinte minutos para o início do evento, inicia-se o aquecimento que ficou a cargo da Lucília Marlene Silva e Hugo Sousa . A adesão é enorme por parte dos atletas.

Trail Amigos
Aquecimento antes do trail

Aqui e ali ainda se tiram fotos, veem-se alguns atletas atrasados a saírem a correr dos seus carros.

Falta pouco para a partida. Antes ainda há tempo para as últimas informações.

O locutor informa algumas alterações ao regulamento: o percurso mais pequeno do trail terá 17km e não os 15 km, e a partida dos dois percursos não se fará à mesma hora como estava previamente estabelecido.

Os participantes do trail longo partiram primeiro, cerca das nove horas locais. Passados dez minutos partiram então os atletas do trail curto.
Decisão acertada por parte da organização que evitou assim grande confusão na partida devido ao elevado número de participantes na distância menor.

Após a partida dos 15km

A zona da partida estava bem sinalizada junto ao pavilhão desportivo da cidade de Gandra.

Logo após a contagem decrescente partimos virando à esquerda para um estradão que terminou pouco depois com uma boa “parede”.

Partida do Trail Curto

A partir daqui todo o percurso foi um misto típico de trail.

Passámos por zonas bastante rolantes, com zonas de sobe e desce acentuado.

Os singles tracks que percorremos tinham tanto de belo como de duro devido ao seu zig-zag cheio de subidas que dificultaram a progressão.

Single track do Trail curto

Sensivelmente a meio do percurso entrámos por um carreiro que devido à seca, não tinha água, mas era notório que ali já tinha passado uma levada de água.

Só na parte final é que tivemos direito a refrescarmo-nos!

Mesmo nessa zona a corrente da água não era muito forte e com pouca altura.

Soube bem refrescar as pernas nessa fase em que o desgaste e o cansaço já se instalavam no corpo.

Telma Duarte do ErmidaFit a percorrer mais um single track

Da água até à meta ainda passámos por alguns quilómetros de campos agrícolas de milho ceifado.

Todo o percurso estava bem sinalizado e a organização estava presente nos locais mais duvidosos.

Antes da meta, a última provação

Quando finalmente saímos dos trilhos e entrámos na estrada, tivemos direito ainda a uma última grande subida até à meta.

Cá em baixo já avistávamos o pavilhão e as instalações do evento.

Ouvíamos também o caloroso locutor a anunciar a chegada dos atletas, mas ainda tínhamos de percorrer cerca de 500 metros com uma verdadeira subida, onde até mesmo os melhores atletas meteram passo.

Finda esta última provação, viramos à direita e encontrávamos a meta com um calor humano reconfortante.

Reconfortante calor humano na meta

A ver chegar “os seus” estavam crianças, mulheres, amigos, conhecidos e participantes que entretanto já tinham terminado.

Todos em festa com o locutor aplaudiam os finishers.

Era notório a alegria e satisfação dos atletas que cruzavam a meta. Estavam satisfeitos com o percurso e toda a organização.

José Ribeiro e Paulo Conde com boa disposição nos trilhos

Cruzada a meta havia o habitual abastecimento onde não faltou hidratação, muita fruta, bolos e doces para repor as energias.

No pavilhão a organização também disponibilizou banhos para os participantes.

Entre o fim da prova, passando pelos banhos até à entrega dos prémios teve lugar o almoço.

Brilhante organização

A organização disponibilizou a todos os participantes um reconfortante almoço constituído por uma sopa, uma bifana e cerveja, que podiam repetir caso desejassem.

Está de parabéns porque além de dar a conhecer a beleza dos seus trilhos, ao nível organizativo foram exemplares!

Não houve problemas com as marcações do percurso, tiveram elementos da organização nas zonas mais críticas do percurso, a entrega de prémios foi realizada a horas e de forma expedita e não faltou boa disposição por parte dos elementos organizativos.

Bem hajam!

Os vencedores do TAA

Trail Curto 15km

Na distância mais curta o grande vencedor foi o veterano Marco Faria (dá-lhe gás) em 01:28:39. O segundo classificado, Cristiano Santos (yogurtnest trail running team) fez a prova em 01:31:39. A fechar o pódio ficou o Joel Gomes (dá-lhe gás) em 01:36:05.

No setor feminino a vencedora foi a Maria Areias (Oralklass – Amigos do Trail) em 01:51:06. Seguiu-se a atleta Telma Duarte (ErmidaFit) com o tempo de 01:55:50. No terceiro lugar do pódio ficou a Sílvia Gomes (Correio de Albergaria Trail Running) com 01:59:03.

Pódio feminino do Trail Curto

Coletivamente a equipa campeã foi a Dá-Lhe Gás com nove pontos.

Trail Longo 25km

O vencedor dos 25km foi o veterano Pedro Santos (Fugitivos Urbanos – Clínica + Saúde) com 02:14:01. O segundo lugar foi entregue ao veterano António Martins (Boavista F. C) que terminou a prova em 02:16:25. A fechar o pódio ficou o Carlos Coelho (individual) com 02:26:17.

A grande campeã da distância maior foi a Paula Sofia Coutinho (Autistic Runners) que cruzou a meta em 02:38:26. A segunda classificada foi a Andrea Cunha (Danados) que chegou em 03:03:17. Ana Vieira (Amigos do Pedal) terminou em terceiro lugar em 03:06:16.

Coletivamente ganhou a equipa TOG – Trinca Orelhas De Gato com setenta e quatro pontos.

Participação da Oralklass-Amigos Do Trail

Neste evento a participação da equipa foi menos representativa uma vez que várias provas do campeonato nacional de trail se avizinham.

Ainda assim o nome da Oralklass-Amigos do Trail voltou a ouvir-se bem alto.

Dos cinco atletas a representar a equipa, o primeiro a entrar em ação foi o José Costa nos 25km classificando-se num excelente 4º lugar em veteranos M40. Já na distância mais curta Paulo Conde em modo treino, foi o sexto sénior a cruzar a meta, Maria Areias foi a primeira mulher a concluir os 15km e a Brígida Raquel Pinto, ainda a recuperar de lesão, classificou-se em 5º lugar. O veterano Nuno Sousa foi 20º lugar no seu escalão.

Coletivamente a equipa foi sexta classificada.

Restantes elementos ausentes desta prova já se preparam para as últimas provas do campeonato nacional.

Todos de parabéns, a equipa soma e segue!

Texto: Maria Areias
Fotos: Bernardino RodriguesJoaquim Faria

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta