A correr pelos canais da Ria

28-Aveiro-Salinas-1

Foi com um calor abrasador, fora do normal para a época, que se realizou no dia 25 de abril de 2016, pelas 10:30 horas, a 1ª edição da Meia Maratona da Ria, em Aveiro, cuja organização ficou a cargo da Câmara Municipal de Aveiro.

A prova de 21 km tinha duas vertentes em que cada participante podia competir individualmente ou participar em estafeta de dois elementos subdividida em duas provas de 10 km e uns trocos. O percurso da prova passou pelos pontos mais emblemáticos da cidade.

A concentração dos atletas foi no Cais da Fonte Nova, onde se realizou a partida e a chegada. Os atletas inscritos na meia-maratona por estafetas tinham um pequeno comboio turísticos para levar o segundo elemento da estafeta para o local da passagem de testemunho junto às salinas.

Às 10h30 foi dado o tiro de partida e os cerca de 1.000 participantes iniciaram um percurso com paisagens lindíssimas. Após uma passagem pelo Mercado Manuel Firmino seguiram pela Ponte da Praça até a Sé de Aveiro, dirigindo-se de seguida para a Universidade de Aveiro em direção às salinas. O calor que se fazia sentir apenas com alguns quilómetros percorridos indiciavam que a prova seria mais dura que inicialmente se esperava, não pelo percurso em si mas pelas altas temperaturas anormais para a época. No primeiro abastecimento aos 5 km surgiu o primeiro imprevisto, falta de água. Muitos dos atletas seguiram em direcção às salinas sem a devida hidratação necessária em dias quentes de prova. Com poucas sombras ao longo do percurso os ritmos abrandaram para os atletas menos preparados. No segundo abastecimento ao km 10 gerou alguns constrangimentos devido a concentração de atletas à procura de água, que muitos não tinham tido possibilidade obter no primeiro contudo houve a água para todos, ao contrário do abastecimento do 5km. Poucos metros a frente dava-se a passagem de testemunho para os atletas a correrem em estafeta. Apesar de bem sinalizado a mudança de atleta naquele ponto, vi um ou outro atleta da prova em estafetas a falharem a passagem de testemunho para o segundo atleta. O percurso pelas salinas é agradável no entanto a falta de sombras dificultou a vida a muitos atletas. O terceiro abastecimento só aconteceria ao km 16, quando na maioria dos casos é aos 15 km, veio dificultar ainda mais os corredores que rapidamente desidratavam com o calor do dia. Penso que a organização optou por colocar este abastecimento nesse ponto para prescindir do abastecimento ao km 20 como acontece em muitas provas. Após um longo percurso pelas salinas a prova dirigiu-se finalmente para a cidade em direcção à meta, passando pelos canais da Ria, estação de comboio e finalmente os Cais da Fonte Nova.

28-Aveiro-SalinasFinalmente na meta, os atletas eram encaminhados para receberem a medalha alusiva à prova e para receberem outros produtos entre os quais Ovos Moles uma especialidade da região, e ainda maçãs que faziam parte do cabaz final.

Em jeito de conclusão podemos afirmar que esta prova tem os ingredientes todos para se tornar uma prova apetecível que merece ter o seu espaço no calendário desportivo. No entanto, as falhas quanto aos abastecimentos de água ensombraram a sua estreia. A organização que sabia que o dia da prova teria temperaturas aconselhou os participantes a protegerem-se do sol que se iria fazer sentir através da sua página no Facebook, deveria ter acautelado os postos de abastecimentos e chegada para que não houvesse falta de água. Temos consciência de que a ORganização terá em conta os erros que aconteceram nesta primeira edição, e não só evitará que se repitam, como melhorará o evento no geral, para que 2017 sejam muito maior o número de participantes.

No sector masculino a prova foi vencida por Pedro Cruz do GD J. Cruz & Irmão em 1:08:57, seguido de Artur Rodrigues, com 1:09:47 e completou o pódio José Gaspar do Clube Odimarq com 1:10:38.
No sector feminino Mónica Silva do S L Benfica venceu a prova com 1:16:17, seguida de Carla Martinho da Adercus com 1:16:37 e completa o pódio Cristiana Valente, também da Adercus com 1:18:41.

Na meia-maratona por estafeta venceu a dupla André Moreira/Tiago Moreira do Caga na Leira, com o tempo de 1:18:49, seguido de Carlos Madureira/Filipe Andrade do Metralhas, com 1:22:25 e completa o pódio Marisa Lopes/Rui Almeida do NA Cucujães com o tempo de 1:31:10.

O Praticante em parceria com a Associação Desportiva de Amarante teve a presença de 2 atletas, Davide Pinheiro, a recuperar de uma grave lesão no joelho, 773º da geral, com o tempo de 2:12:11, Paulo Gomes, 772º da geral, atleta que acompanhou o colega de equipa ao longo da prova com o tempo também de 2:12:11.

Resultados meia-maratona aqui.

Resultados meia-maratona por estafetas aqui.

Texto: Davide Pinheiro
Foto: Organização Meia-maratona da Ria

Parceiros

Deixe uma resposta