Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq

Amarante, um desafio, uma prova, uma diversão

Mais um desafio, mais uma prova, mais uma diversão. Desta feita lá me desloquei até Amarante, a mais um trail, tendo tomado conhecimento de ser um trail de atletas para atletas.

A curiosidade estava há flor da pele, pk apenas tinha feito nesta zona os 25km do trail do Marão.

Desta feita fui há boleia, mastigando, como habitualmente, uma saída um pouco atribulada, mas tudo controlado.

Foto: Maranus.net

Amarante Christmas Trail

Chegamos ao local, a romaria habitual… levantamento de dorsais, equipar e desta vez, apanhar o autocarro para a partida.

O clima não estava desagradável, ou seja, não estava frio demasiado, mas os terrenos molhados estavam devido as últimas chuvas.

Chegada ao local da partida, o diálogo entre atletas, no café existente no local, um café de descontracção e colocar as conversas em dia…

Contagem decrescente e a 7 segundos da partida, a chuva começa a cair, uma partida molhada…. será prova abençoada?

Foto: Maranus.net

Seguimos nesta loucura de chuva e trilhos, rapidamente lá estávamos no meio da montanha com um bosque fantástico cheio de sobe e desce, cascatas maravilhosas, trilhos brutais, entre vales e montes e vos confesso que esta prova, valeu mesmo a pena. Apesar de que…. tenho sempre de me esquecer de algo…. desta feita…. o relógio, enfim!!!

Inicia se as passagens por correntes de água gélida, mas vos digo que sabia mesmo bem, zonas bonitas e não achei que os trilhos fossem perigosos, trilhos corríveis, bem marcados e em cada mudança de direcção ou locais menos claro ou mais difíceis sempre dois voluntários…. muito bom!!!

Quanto aos abastecimentos, nota bastante positiva, variedade e nas distâncias certas.

Foto: Nuno Faria

Surge o nevoeiro e para completar a dificuldade

Os primeiros 15 km, seriam os mais duros, onde existia o maior desnível, no ponto mais alto da serra, surge o nevoeiro e para completar a dificuldade um vento frio e cortante, comecei a prova a tentar poupar-me, mas por esta altura, já estava a acelerar para dar o meu melhor, passando companheiros e sempre um dedos de conversa para me distrair e ir distraindo…. afastando as lamentações.

No pico mais alto, mais um voluntário da organização, muito bem equipado para o frio e a verificar se o pessoal necessitava de apoio ou se iam em dificuldades.

Após iniciar a descida, segui com vontade de aquecer…. as sábias palavras dos atletas mais experientes…. “se tens frio, corre para aquecer!” Foi basicamente o que fiz e a descer é bem mais fácil…. fui ganhando velocidade a descer a montanha, não sabia os km’s certos, apenas tinha uma pequena noção….

Ana Silva – Sentir Escariz Running -Foto: Marco Barbosa

Um “batedor”… UAU!!! Parabéns pela ideia!!!!

A dada altura, um atleta me vai acompanhando, fomos alguns km’s juntos, percebo ser um “batedor“, ou seja, a organização teve o cuidado de colocar algumas pessoas a percorrer certas zonas de forma a acompanhar melhor os atletas…. UAU!!! Parabéns pela ideia!!!!

Passamos pela junção das provas e rapidamente apanhamos os atletas mais lentos da prova de 19 km, pouco depois ele fica a auxiliar um companheiro em dificuldades e sigo o trilho, sei que a meta se vai aproximando e tento dar o meu melhor, sinto que já não estava a correr, sentia me a voar, porque me sentia em excelente forma.

Foto: InAction Fotografia

Numa passagem mais voluntários, uma corda e uma zona bastante perigosa, mas a organização tinha pessoal a apoiar, acho que voei nessa parte, adorei, continuei a passar pessoal até que chego ao km 23.

O último abastecimento, umas conversas de brincadeira, encontro amigos de outras provas e tenho de dar “corda aos sapatos“, não queria perder o ritmo. Um pouco de reforço de sal, pois nos km’s anteriores tinha recorrido há minha reserva porque as pernas deram um pequeno sinal.

Foto: Nuno Faria

Prova terminada com sucesso!!!

Sigo os trilhos e vou embalando até dar conta que apenas faltava uma subida….motivo quem estava a tentar arranjar forças para subir….e dizem para eu seguir porque tem de descansar…. opah…. isto já não é nada…. e sinto que esta prova está a terminar…. finalmente alguém me diz…. menos de 1 km para a meta…. aí vou eu…. e já está. Prova terminada com sucesso!!!

Na posição 92° na geral, 27° no meu escalão M40 e um tempo total de 4h30m11, foi a minha prestação na distância de 30 kms.

Foto: Maranus.net

Lucinda Sousa e Bruno Sousa os vencedores do Trail 30 kms

Lucinda Sousa – Individual, passeou a sua classe no evento, completando a distância em 3h37m57, Andreia Almeida – Fridão Sem Limites – 4:03;11 e Rosa Barros – A.D.Amarante Trail Running – 4:14;43 completaram o pódio

Bruno Sousa – Team Trail Bifase foi o vencedor percorrendo a distância em 2h56m48s, seguiram-se Nuno Fernandes – Clube Atletismo Fafe – 3:00:36 e Joeal Pereira – Minho e Lima Trail – 3:08;15.

Pódio 30 kms – Foto: Marco Barbosa

Classificação colectiva

Fridão Sem Limites obteve o 3º lugar, a única equipa que esteve no pódio das três distâncias, no segundo lugar Os Nocturnos de Paredes e a vitória foi para o Clube de Atletismo de Fafe.

Amarante em masculinos e Fridão em femininos dominam Trail 19 kms

Victor Fernandes – A.D.Amarante Trail Running – 1h37m19s foi o vencedor, Adão Pinto, seu colega de equipa ficou no lugar imediato com 1:38;27, e João Santos – Boccasballs – 1:39;32 completou o pódio.

Diana Mendonça – Fridão Sem Limites – venceu em 2h13m52s, Ana Amaral – Centro Ciclista Gondomar – 2:19;22 obteve o 2º lugar e o 3º lugar foi para Eliana Teixeira – Fridão Sem Limites – 2:21;09.

Pódio 19 kms – Foto: Marco Barbosa

Classificação colectiva

A.D.Amarante Trail Running venceu, Aliados Trail Running Team e Fridão Sem Limites obtiveram o 2º e 3º lugar

Álvaro Moreira e Anita Costa vencem Mini Trail / Caminhada

Venceu Anita Costa – Royal Wellness Center – 1h14m45, Sandra Cunha – Amigos do Pedal Trailagares – 1:19;57 e Cidália Ferreira – Nova Linha Trail Runners – 1:21;12

Alvaro Moreira – Fridão Sem Limites – 55m22s foi o primeiro, em segundo Manuel Vieira – A.D.Amarante Trail Running – 1:04;06 e terceiro classificado Delfim Nogueira – Eu Team Trail – 1:05;38

Pódio 12 kms – Foto: Marco Barbosa

Classificação colectiva

Colectivamente a vitória foi para o Fridão Sem Limites, seguido da equipa organizadora A.D.Amarante Trail Running e os Nocturmos de Paredes completou o pódio

Organização do Amarante Christmas Trail

Classificação geral.

Classificação colectiva.

Sobre a prova em resumo, parabéns a toda a organização, voluntários e fotógrafos. Nada a apontar para rectificar, adorei este trail e até banhos quentes existiam!!!

E no fim uma acção solidária a favor dos Bombeiros locais, com a entrega de um cheque por parte do presidente do A. D. Amarante – António Mendes ao representante da Corporação.

Uma nota excelente!!!! No próximo ano, lá estarei, já vou reservar a agenda!!!!

Para a semana há mais, aguardem a próxima crónica.

Foto de capa: Autoria de Marco Barbosa.

Texto: Manuel Carlos Martins
Fotos: InAction Fotografia / Maranus.net / Marco Barbosa / Nuno Faria

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta