Calor marcou final da Marcha dos Europeus Sub-20

Inês Mendes - Foto: Sérgio Mateo Maria / Sportmedia

O calor marcou o primeiro dia dos Campeonatos Europeus Sub-20. Inês Mendes foi a melhor nos 10 000 metros marcha; Camila Gomes e Leonor Ferreira destacaram-se

Texto: Federação Portuguesa de Atletismo
Fotos: Sergio Mateo María (Sportmedia) / FPA

Final dos 10.000 metros marcha debaixo de calor

A final dos 10 000 metros marcha, uma das duas finais do primeiro dia, recebia a participação de três atletas portuguesas e ficou marcada pelo calor que se fez sentir.

Perante uma temperatura de 28 graus em Tallinn (Estónia), todas as marchadoras encontraram grandes dificuldades na sua progressão.

As portuguesas, que na Taça da Europa de Nações estiveram em evidência, sagrando-se campeãs coletivas, desta vez não estiveram tão fulgurantes.

A melhor foi mesmo Inês Mendes, que terminou em 9º lugar (em 32 atletas), com a marca de 49.15,98 minutos, algo destacada de Adriana Viveiros (14ª em 50.01,37) e de Bruna Marques (17ª em 50.48,55).

A vencedora foi a russa Yuliya Khalilova, que obteve a melhor marca europeia do ano na categoria (46.14,21).

calor
Leonor Ferreira – Foto: Sérgio Mateo Maria / Sportmedia

“orgulhosa pelo que fiz” Leonor Ferreira

Com bom comportamento destaca-se a velocista do Sport Lisboa e Benfica, Leonor Ferreira que competiu nos 100 metros.

A atleta treinada por Álvaro Costa correu na primeira eliminatória sendo terceira classificada com a marca de 11,76 segundos (recorde pessoal), garantindo o apuramento para a meia-final, que se realizaria algumas horas depois.

Na meia-final, a atleta foi sexta classificada, novamente com 11,76 segundos. Ainda atleta sub-18, a portuguesa sentiu-se “orgulhosa pelo que fiz.

Ansiava há muito tempo por esta competição, já que os Europeus do meu escalão foram cancelados, devido ao Covid-19.

Felizmente atingi o meu objetivo, bater o recorde pessoal, acrescentando a ida à meia-final. Agora é continuar a trabalhar, focada e sem distrações

calor
Camila Gomes – Foto: Sergio Mateo Maria / Sportmedia

Camila Gomes

Feliz estava também Camila Gomes. A também atleta do Sport Lisboa e Benfica, que tinha marca de qualificação para os 800 e 1500 metros, mas optou por participar apenas na distância mais curta.

Nos 800 metros foi terceira com a marca de 2.05,59 minutos, garantindo o apuramento direto para a meia final, com recorde pessoal melhorado em mais de um segundo (o anterior era de 2.07,26).

Estou muito satisfeita com o que fiz”, revelou a atleta.

A minha intenção era bater o recorde pessoal, e decidi partir com garra e dar tudo”, revelou a atleta que aceita dizer que está entre as melhores, revelando que “a rivalidade em Portugal é grande, mas aqui estamos a correr com as melhores dos outros países”.

A meia-final da atleta treinada por Paulo Barrigana realiza-se amanhã às 14h50.

Outras participações portuguesas

Neste primeiro dia, mas sem progressão para o nível seguinte das suas provas, competiram ainda Ana Margarida Silva, 10ª classificada nos 3 000 metros, com 10.13,43 minutos, e Jacinto Gaspar, 8º nos 1 500 metros com a marca de 3.53,88 minutos.

Segunda jornada

Na segunda jornada, amanhã, competem mais portugueses.

A abrir (8h05 em Portugal), Francisco Marques e Sisínio Ambriz alinham na primeira ronda dos 110 metros barreiras, com a meia-final marcada para seis horas depois (14h25);

Rita Figueiredo estará na meia-final de 1500 metros (9h20);

David Garcia corre a primeira ronda de 800 metros (09h45);

Sofia Lavreshina tem a primeira ronda dos 400 metros barreiras (10h20);

e Diogo Barrigana também tem a primeira ronda dos 400 metros barreiras (10h50).

Camila Gomes tem a meia final dos 800 metros marcada para as 14h50, e Eduardo Pestana corre a meia final dos 3000 metros obstáculos às 16h00.

Finalmente, João Amaro alinhará na final dos 5 000 metros às 16h55.

Parceiros

Deixe uma resposta