Deceuninck-QuickStep a dominar a 5ª etapa da Volta ao País Basco

Deceuninck

Foto: Photo Gomez Sport

Mikkel Honoré da Deceuninck-QuickStep foi o primeiro a cortar a meta hoje na Volta ao País Basco, com o seu colega de equipa Josef Cerny a ser segundo.

Os dois ciclistas da Deceuninck-QuickStep quase cortavam a meta de mão dada, a 17 segundos terminou em terceiro Julien Bernard da Trek-Segafredo que participou na fuga e não aguentou a pedalada dos homens da Deceuninck-QuickStep.

Brandon McNulty manteve a camisola amarela.

Texto: José Morais – Noticias do Pedal
Foto: David Ramos/Getty Images

Página do evento

Deceuninck-QuickStep com dobradinha na vitória

Deceuninck
Ciclistas em fuga – Foto: @charlylopezph

A dobradinha da equipa belga esteve inserida num grupo de seis ciclistas que iniciou uma fuga já na parte final da prova, destes seis, três conseguiram destacar-se e fugiram, foram Mikkel Honoré, Josef Cerny e Julien Bernard, este último não conseguiu depois aguentar a pedalada e ficou para trás.

Os homens da Deceuninck-QuickStep a chegarem em primeiro, e o pelotão a chegar 28 segundos depois, sendo disputado ao sprint, com Daryl Impey da Israel Start-Up Nation a ganhar o sprint e a ser quarto classificado.

Nesta 5ª etapa com 160 quilómetros de Hondarribia ao longo da costa até Ondarroa, era sem dúvida a única oportunidade para os velocistas da Volta ao País Basco se mostrarem, porém as subidas a Gontzagaraiagana e Ukaregi, deixou muitos especialistas para trás.

A forçar o ritmo no Ukaregi com 5 quilómetros e 4,8% e a 30 quilómetros para a meta, Honoré e Cerny impuseram-se, foram para a frente deixando para trás Andrey Amador da Ineos Grenadiers, Ide Schelling da Bora-Hansgrohe e Andreas Leknessund da Team DSM, mas Julien Bernard também os acompanhou.

Deceuninck
Mikkel Honoré da Deceuninck-QuickStep – Foto: Photo Gomez Sport

Até à chegada dos últimos dez quilómetros para a meta, o trio colaborou uns com os outros, porem Bernard deixa de puxar fica-se para trás, sendo a deixa para Honoré acelerar, com Cerny a acompanhá-lo, e Bernard a não aguentar a pedalada, dando assim a vitória à dupla da Deceuninck-QuickStep, e a honra de ganhar foi dada a Homoré.

O líder continua a ser Brandon McNulty

Brandon McNulty da UAE Emirates, terminou inserido no pelotão, e o norte-americano manteve a liderança na geral, antes da etapa final este sábado, com Primoz Roglic e Jonas Vingegaard, ambos da Jumbo-Visma, em 2º e 3º classificados, a 23s e 28s respetivamente.

Brandon McNulty

O Top 10 de etapa ficou assim:

1º Mikkel Honoré (Din) Deceuninck-QuickStep 3:39:54
2º Josef Cerny (Cze) Deceuninck-QuickStep m.t.
3º Julien Bernard (Fra) Trek-Segafredo 0:00:17
4º Daryl Impey (RSA) Israel Start-up Nation 0:00:28
5º Simon Clarke (Aus) Team Qhubeka Assos m.t.
6º Stefano Oldani (Ita) Lotto Soudal m.t.
7º Primoz Roglic (Slo) Jumbo-Visma m.t.
8º Julien Simon (Fra) Total Direct Energie m.t.
9º Magnus Cort (Din) EF Education-Nippo m.t.
10º Tadej Pogacar (Slo) UAE Team Emirates m.t.

Foto: @charlylopezph

Na classificação geral ficou assim o Top 10

1º Brandon McNulty (EUA) UAE Team Emirates 16:05:43
2º Primoz Roglic (Slo) Jumbo-Visma 0:00:23
3º Jonas Vingegaard (Din) Jumbo-Visma 0:00:28
4º Pello Bilbao Lopez De Armentia (Esp) Bahrain Victorious 0:00:36
5º Tadej Pogacar (Slo) UAE Team Emirates 0:00:43
6º Emanuel Buchmann (Ale) Bora-Hansgrohe 0:01:07
7º Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team 0:01:13
8º Ion Izagirre Insausti (Esp) Astana-Premier Tech 0:01:15
9º Mikel Landa Meana (Esp) Bahrain Victorious 0:01:23
10º Mauri Vansevenant (Bel) Deceuninck-QuickStep 0:01:32

Parceiros

Deixe uma resposta