“Dia Internacional da Mulher comemorado a pedalar”

As lutas femininas remontam a 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.
Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Para não deixar passar o dia em branco, Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) lançou o convite, um passeio de bicicleta para comemorar o “Dia Internacional da Mulher”, um convite especialmente dirigido às mulheres, mas onde os homens também estavam convidados, como objectivo, a comemoração do seu dia de uma forma diferente, a pedalar.
À iniciativa juntava-se a Junta de Freguesia do Parque das Nações, a Cicloficina do Oriente, o Grupo BTT Brutal Team, e a Kombina, num passeio que ligou o Parque das Nações ao Terreiro do Paço, e o regresso ao Parque das Mações, numa extensão de aproximadamente 16 quilómetros, a concentração ocorreu pelas 10 horas junto ao Pavilhão do Reconhecimento. Sendo oferecidas às mulheres flores pela Junta de Freguesia do Parque da Nações.
Depois de várias fotos algumas alusões ao dia, foi altura de dar inicio ao passeio, em pedalada suave e descontraída, os participantes pedalaram rumo ao Terreiro do Paço, aqui existiu uma paragem, e um pequeno lanche oferecido pela Kombina, depois foi o regresso ao local da partida, sempre com grande animação e alegria, num pelotão que juntou cerca de 150 participantes, cerca de meia centena eram mulheres, mas os homens marcaram presença para as acompanhar e as animar as pedaladas femininas.
Em final de pedaladas, ouvimos algumas palavras de José Manuel Caetano presidente da FPCUB que nos dizias, “Foi um passeio simples, dedicado em especial a todas as mulheres, lançamos o desafio, tivemos aqui um número agradável do sexo feminino, o que demostra cada vez mais o gosto pela bicicleta, já são muitas as mulheres que pedalam, não só ao fim-de-semana, como durante a mesma nas suas deslocações diárias, o que nos deixa satisfeitos, já que é a recompensa que temos pelo nosso trabalho feito ao longo dos anos, e este passeio é dedicado sem dúvida as todas as mulheres, em especial a todas as que já utilizam a bicicleta, um obrigado a todas pelas suas presenças”.
E foi sem dúvida uma bela manhã de boas pedaladas, onde apesar dos homens estarem em maioria, as mulheres marcaram este domingo 8 de março de 2015 a sua forte presença.
Fotos: António Baganha

Parceiros

Deixe uma resposta