Diogo Sousa vence em Fafe – Sala de Visitas do Minho

Diogo Sousa

Diogo Sousa - Foto: Marcelo Lopes

Diogo Sousa (Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel) venceu a corrida de cadetes do Prémio de Ciclismo “Fafe – Sala de Visitas do Minho”, prova pontuável para o Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada – Arrecadações da Quintã que decorreu nas imediações do Parque da Cidade de Fafe.

Texto: ACM
Fotos: Marcelo Lopes

Prémio de Ciclismo “Fafe – Sala de Visitas do Minho”

Organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, a prova realizou-se com todas as condições de segurança e no cumprimento das orientações da Direção-Geral da Saúde e das normas concertadas entre aquela entidade e a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Numa iniciativa que contou com cerca de centena e meia de ciclistas, a emoção, a entrega e a luta foram as tónicas dominantes neste regresso às provas de ciclismo da Associação de Ciclismo do Minho depois de uma curta paragem devido às férias.

A corrida de cadetes foi a mais concorrida, com os cerca de 40 ciclistas do pelotão a terem que efetuar 30 voltas ao circuito.

Foto: Marcelo Lopes

Logo nas voltas iniciais Diogo Sousa (Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel) e Leonardo Neves (CC Barcelos / A.F.F. / Flynx / H.M. Motor) destacaram-se do pelotão e rolaram na frente até bem perto do meio da corrida.

Foi então que o primeiro grupo de perseguidores conseguiu alcançar o duo, mas a junção durou pouco tempo.

Diogo Sousa voltou a atacar e não teve uma resposta rápida do pelotão, acabando por fazer as últimas voltas isolado na frente.

Luta era intensa no pelotão

Já no pelotão a luta era intensa e todos procuravam colocar-se numa boa posição para chegar aos restantes lugares do pódio.

Diogo Sousa
Foto: Marcelo Lopes

No sprint final Ricardo Pinho (Efapel – Escola Ciclismo de Águeda) foi o mais rápido e cortou a meta na segunda posição, enquanto João Martins (CC Barcelos) foi terceiro.

Em femininos, Bruna Moreira (Penafiel Bike Clube) superiorizou-se a Lia Godinho (União Ciclista da Trofa), enquanto coletivamente triunfou a Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel, seguida do CC Barcelos / A.F.F. / Flynx / H.M. Motor e da Tensai / Sambiental / Santa Marta.

Nos escalões de escolas, a Efapel – Escola Ciclismo Águeda ficou em primeiro na classificação coletiva, seguida da formação minhota de Roriz-Barcelos Landeiro / KTM / Matias & Araújo / Frulact e da Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel.

Foto: Marcelo Lopes

Em termos individuais:
Gonçalo Costa (Póvoa de Varzim / CDC Navais) e Juliana Lopes (Vilanovense / Coreva / Duorep) destacaram-se em juvenis;
Vasco Silva (Silva & Vinha / ADARP / Sentir Penafiel) e Maria Maia (individual) em infantis:
Martim Quitério (CCM – Clube Ciclismo de Mirandela) e Daniela Fernandes (Landeiro / KTM / Matias & Araújo / Frulact) em iniciados;
e Lourenço Fernandes (Penafiel Bike Clube) em pupilos/benjamins.

Diogo Sousa
Diogo Sousa – Foto: Marcelo Lopes

Diogo Sousa: Um resultado que perseguia

Não contava ganhar, mas era uma coisa que procurava há muito tempo. Hoje proporcionou-se e dei o meu melhor para vencer a corrida”, disse o atleta da equipa Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel.

O jovem corredor explicou que se sentiu bem desde o início da corrida e que, com o passar das voltas, percebeu que era possível ganhar.

Nas últimas voltas, isolado, custou-me bastante, mas fui buscar forças onde não tinha para terminar em primeiro”, referiu adiantando sentir-se preparado “para continuar a trabalhar e ter uma boa estreia no escalão de juniores”.

Fernando Correia, diretor desportivo da Efapel – Escola de Ciclismo de Águeda manifestou-se bastante satisfeito com o comportamento da equipa, apesar da equipa sair de Fafe sem vitórias individuais mas com o troféu coletivo.

É sempre bom ganhar e ainda por cima no Minho onde corremos bastante.

Gostamos de correr nesta zona e ganhar por equipas numa prova da Associação de Ciclismo do Minho é muito positivo”, afirmou Fernando Correia.

Parceiros

Deixe uma resposta