Banner superior
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Fé move multidões na Bênção Nacional dos Ciclistas

Centenas e centenas de ciclistas, marcaram mais um ano presença em Fátima, a Fé que move multidões, com Nossa Senhora a abençoar o evento.

17ª edição da Bênção Nacional dos Ciclistas

Muito Sol, muito calor, um excelente e autêntico dia de verão, animou a 17ª edição da Bênção Nacional dos Ciclistas realizada em Fátima, a qual contou com centenas e centenas de participantes, oriundos um pouco de diversos locais de Portugal, com o recinto do Calvário Húngaro, junto à Capela de Santo Estevão, a ficar repleto de ciclistas.

Numa organização da União de Ciclismo de Leiria, a concentração ocorreu pelas 9 horas no parque número 12, onde muitos participantes começaram a chegar bastante cedo.

Pelas 11 horas, era dada a partida às muitas centenas de participantes, que num pequeno passeio de bicicleta pedalaram rumo a Valinhos, onde no recinto do Calvário Húngaro veio a terminar o mesmo com um Sol, a aquecer todos os participantes.

D. Serafim Ferreira e Silva, grande impulsionador e apoiante do evento

Pelas 11,30 era dado o início do evento, o qual foi presidido pelo Bispo Emérito da Diocese de Leiria / Fátima, D. Serafim Ferreira e Silva, grande impulsionador, e apoiante desde o primeiro dia da Bênção Nacional dos Ciclistas, que iniciou com uma mensagem, seguiu-se a santa missa, e terminou com a Bênção a todos os ciclistas, familiares, e acompanhantes, onde o objetivo era o de pedir proteção para todos os ciclistas, tanto nas estradas de Portugal, como do mundo inteiro.

O calor foi sem dúvida imenso, mas todos se mantiveram até ao fim, firmes, com um objetivo, a de serem benzidos, e de participarem neste grande evento de Fé nacional, onde se pode dizer que a “Fé move multidões”.

Muitos foram pela primeira vez, muitos foram repetentes, e muitos que tem marcado presença desde o primeiro dia, mais um ano não faltaram, foram aqueles que ao longo de 17 anos tem resistido, onde já apanharam muita chuva, muito vento, neve, e puderam contar pelos dedos das mãos, as poucas edições onde o Sol marcou presença.

Nossa Senhora brindou-nos com um dia de sol

Duas das figuras que marcam sem dúvida este evento, a primeira, a persistência de um apaixonado da bicicleta, um grande impulsionador, e uma figura que tem levado o nome de Portugal aos quatro cantos mundo, ele chama-se Carlos Vieira, é presidente da União de Ciclismo de Leiria, que no final da Bênção falava à nova reportagem ao dizer: “ Depois da Bênção celebrada por D. Serafim, mais uma vez apraz-me dizer que foi um êxito.
Nossa Senhora brindou-nos com um dia de sol, que não é coisa habitual, todos os ciclistas tiveram o privilégio de assistir à Peregrinação e Bênção, acho que foi um êxito”.

Como mensagem final, Carlos Vieira dizia: “Agradecer a todos que estiveram presentes, nesta 17ª Peregrinação dos ciclistas em Fátima.
Vindo de bicicleta ou não, que o regresso a casa seja excelente, com saúde, e convida-los a todos a estarem aqui no Calvário Húngaro em 2020, na 18ª Bênção Nacional dos Ciclistas”.

Andar numa roda é possível, mas muito difícil

A segunda figura, a de D. Serafim Ferreira e Silva, ele também um grande impulsionador, e apoiante desde a primeira edição que à nossa reportagem dizia: “A bicicleta tem o símbolo das duas rodas, andar numa roda é possível, mas muito difícil.
As duas rodas formam um conjunto, e o guiador é o orientador, chamado Jesus Cristo.
Então fazendo um apelo à vida familiar, a família é sempre o núcleo básico, depois a convivência paternal, não é da aldeia, não é da rua, mas é um conjunto, sentido de sociedade, mas sempre com um objetivo, no tempo para mais além, é esta a mensagem que quero deixar a todos, e com muito gosto transmito”.

E D. Serafim terminava a sua intervenção com uma mensagem para a presença da 18ª edição a realizar em 2020 a qual começou assim, e até em modo de brincadeira: “oxalá, oxalá, eu se já tiver partido, vou pedir ao São Pedro para vir cá também, não venho de bicicleta, mas é uma simbologia de estar presente”.

E com estas declarações destes dois impulsionadores desta bonita iniciativa, que nos despedimos.

Fé move multidões

Foi uma Bênção sem dúvida muito bonita, muito positiva, onde mais um ano Fátima, o Altar do Mundo como é conhecida, foi marcada com a presença de muitos ciclistas, acompanhantes e amantes da bicicletas, fossem profissionais, amadores, ou simples utilizadores de bicicletas, existiu espaço para todos, muita alegria, e convívio, o caso das pasteleiras de Santa Catarina da Serra, que marcaram presença em mais um ano, mais uma edição, como sempre vestidos a rigor.

 

Em final de reportagem, um agradecimento especial também à GNR de Fátima pelo excelente trabalho feito em prol da segurança de todos, do longo pelotão que encheu as estrada de Fátima, e ainda à Reitoria de Fátima, pela disponibilidade que colocou para que este evento se realiza-se mais um ano, num local Sagrado, de muita Fé, que sem dúvida mais uma vez dizemos de que “Fé move multidões”.

Visualize mais fotos efectuadas por Helena e José Morais

Bons passeios, boas pedaladas.

[dividir ícone = “círculo” width = “medium”]

Texto: José Morais
Fotos: Helena e José Morais

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta