Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Free Trail da Castanha, com os manos Garrido

Free Trail da Castanha, iniciativa inserida na XIV Feira da Castanha de S. Pedro de Castelões, no concelho de Vale de Cambra, com inscrição gratuita e sem carácter competitivo. Aos ingredientes principais da feira – a castanha e outros produtos da região, gastronomia, artesanato e música – a organização adiciona o desporto de natureza, o Trail ao Sábado e o BTT ao Domingo, para dinamizar e captar visitantes para a feira.

Free Trail da Castanha

Free Trail da Castanha

Na véspera analisamos a meteorologia que prometia alguma chuva, e no dia a seguir já fizemos a viagem precavidos mas com a esperança que não fosse muita. Chegados ao local da feira, ainda cerca de 20 minutos antes do início previsto para as 09:00 e com a chuva a teimar em não parar, os atletas foram se concentrando numa tenda destinada aos comes&bebes. Tentamos tomar um café para matar o tempo mas sem sucesso, a “máquina” ainda não estava aquecida e pronta a funcionar.

Fomos indo para frente do palco para, após as palavras de boas-vindas das entidades locais, ser dada a contagem decrescente para a partida, pela conhecida atleta Alice Lopes.

Free Trail da Castanha

O percurso do Free Trail da Castanha

Devido às chuvas dos dias anteriores, por questões de segurança, a organização alterou a distância do percurso de 18km para 14,5km, com um acumulado de 780D+. E foi logo no início, nos primeiros 5 km, que enfrentamos as maiores subidas do percurso. Infelizmente enfrentamos também algumas silvas que podiam magoar os atletas (tronco e cara), talvez pela alteração do percurso ou pelo mau tempo dos últimos dias não foi possível para a organização a limpeza integral do percurso.

Já com 5 km a marcar no relógio, começamos a descer e o piso molhado juntamente com um single track proporcionaram maior satisfação aos “mais profissionais”. Mas a melhor satisfação para todos estava guardada no posto de abastecimento! Não faltou mesmo nada em particular os deliciosos rojões e a borradinha, bebida típica da região.

Free Trail da Castanha

Relembramos que a inscrição foi gratuita pelo que ter assim um posto de abastecimento tão recheado é de louvar e de dar os parabéns à organização. Com as energias recarregadas lá partimos para os últimos quilómetros, sem grandes inclinações, passando no final por um troço de estrada até chegar à meta.

A organização teve o cuidado de traçar um percurso muito bem marcado, pouco técnico, na sua maioria por caminhos agrícolas e florestais, acessível a todos, cumprindo assim o seu principal objetivo.

A chegada

Tendo com base as nossas participações nas edições anteriores, nomeadamente a do ano passado em que a chegada era realizada em cima do palco, com direito a pequenas entrevistas e música, este ano não existiu nada. Não tivemos meta, não tivemos música/animação.

Não existiu dinâmica para os atletas após concluir a prova ficarem pela feira, a assistir a chegada de outros atletas, a visitarem os stands da feira. Juntamente com isso a chuva começou a intensificar levando à rápida desmobilização da sua maioria.

Para o ano há mais e que seja um ano de tão boa castanha como este, tendo em conta o discurso dos produtores e, melhor que isso, (a)provado por nós.

Free Trail da Castanha
Manos Garrido

Texto: João Miguel Garrido e Pedro Garrido
Fotos: Cedidas pelos atletas e da página da organização

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta