Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Novos Campeões Nacionais de Judo consagrados

O Pavilhão Multiusos de Odivelas recebeu o Campeonato AS Nacional de Seniores “Jogos Santa Casa” 2019, com a consagração dos novos Campeões Nacionais. Este dia contou com a presença de 82 Judocas, distribuídos pelas categorias -63 kg, -70 kg e +70 kg femininas e -73 kg, -81 kg, -90 kg, -100 kg e +100 kg masculinas.

A Elite Nacional presenteou o público de Odivelas com uma manhã recheada de grandes combates, despertando ainda mais o interesse no Bloco de Finais que decidiu os Novos Campeões Nacionais.

Novos Campeões Nacionais de Judo consagrados em Odivelas

As 3 categorias femininas foram disputadas por 18 Atletas. Marta Loureiro (-63 kg), Bárbara Timo (-70 Kg) e Yahima Ramirez (+70 kg) venceram as finais e sagraram-se as novas Campeãs Nacionais.

“Tive de me esforçar para ser campeã” Yahima Ramirez

Para mim é muito importante estar neste campeonato nacional, nos dois anteriores não pude estar. Tive de me esforçar para ser campeã, com adversárias muito fortes com quem tive 4 combates. Foram bons confrontos, com atletas que ainda estão em crescimento, mas fico muito satisfeita por estarem presentes adversárias já com grande postura e que permitiram bons combates.

Novos campeões Yahima Ramirez
Pódio +70

Não tenho dúvidas que o judo em Portugal está em franco crescimento e com grande qualidade. Neste momento estou na corrida para os Jogos, tenho estado a fazer vários Opens e estou na corrida para concretizar um sonho, todos temos um sonho e eu estou a lutar por ele. Tudo vai ser decidido na competição que se realizará na República Checa, até lá vou estar sempre a lutar por um lugar nos Jogos.

Na vertente masculina, com 5 categorias em discussão, estiveram 64 Judocas em ação. João Fernando (-73 Kg), Miguel Alves (-81 Kg), Tiago Rodrigues (-90 Kg), Diogo Brites (-100 Kg) e Vasco Rompão (+100 Kg) venceram os combates finais, subindo ao pódio como os novos Campeões Nacionais.

Miugel Alves novos campeões
Pódio -8

Miguel Alves “Fui tricampeão, que era o objetivo”

Fui tricampeão, que era o objetivo. A Final foi, sem dúvida, o combate mais difícil do dia. Primeiro porque tinha um adversário forte do meu clube, o João Martinho. Depois porque o combate estendeu-se até aos 4 minutos do Golden score, que é sempre desgastante. Foi uma prova dura, aliás todos os combates foram muito duros, tive adversários muito fortes.

Miugel Alves

Uma das coisas mais difíceis de fazer no Judo, é ter um adversário que é um amigo, alguém com quem treino diariamente, passo férias e agora fazer uma final, foi muito difícil. Já estou a pensar na próxima semana, na Champions League aqui em Odivelas, defender o título de campeão do Sporting e no próximo ano fazer o máximo de competições possíveis para olhar para os Jogos Olímpicos de 2024.

Destaque para Bárbara Timo (-70 Kg), João Fernando (-73 Kg), Miguel Alves (-81 kg) e Tiago Rodrigues (-90 Kg) que conseguiram renovar os seus títulos.

Campeonato Nacional Paralímpico consagrou novos Campeões

Na sequência da aposta da FPJ no Judo Adaptado e Inclusivo, com o apoio do Principal Patrocinador – Jogos Santa Casa (JSC), realizou-se também a 2ª Edição do Campeonato Nacional Paralímpico.

A competição foi disputada em 3 categorias (-57 kg, -73 kg e -90 kg) por 9 Atletas. Margarida Mendes (-57 kg), Djibrilo Iafa (-73 kg) e Pedro Alves (+90 kg) sagraram-se os novos Campeões Nacionais Paralímpicos nas respetivas categorias. Henrique Sousa (-60 kg), Tânia Sousa (+70 kg) e João Dores (+100 kg) também subiram ao pódio para receber o Título Nacional, apesar de não terem competido (falta de adversários).

Miugel Alves

“O balanço deste campeonato é muito positivo”

O balanço deste campeonato é muito positivo. Mesmo em relação à presença dos nossos atletas, a federação conseguiu a verdadeira inclusão ao permitir que os combates fossem em simultâneo – olímpicos e paralímpicos – nos vários tatamis, inclusive no bloco dos finais incluíram combates paralímpicos. Todos os atletas presentes são muito bons e estão a dar o máximo neste nacional, inclusivamente algumas pessoas que estão aqui na assistência, com quem falámos, nem se aperceberam que eram atletas cegos ou de baixa visão.

Todos os atletas estão a treinar muito bem, fazem treinos bi-diários, estão muito fortes e focados na corrida para Tóquio com muita garra. Além do Djibrilo e do Miguel, que já têm mais experiência internacional, temos jovens promessas como é o caso do Nuno Rocha do Porto, do Ruben Gonçalves da Lusófona e das 3 judocas presentes nesta competição que estão a fazer o seu caminho e a evoluir.” declarou Jerónimo Ferreira – Treinador da Seleção Nacional Paralímpica.

Texto: Analima

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta