Gary Thornton e Becca Pizzi venceram em Lisboa

Irlandês Gary Thornton e norte-americana Becca Pizzi venceram em Lisboa

O irlandês Gary Thornton venceu a quinta prova do World Marathon Challenge que este sabado se realizou no Parque das Nações, em Lisboa, com os “sobreviventes” a cumprirem os 42,195 metros (medidos oficialmente pela Federação Portuguesa de Atletismo) num percurso de 6 km, com partida e chegada junto ao Pavilhão de Portugal.

Thornton chegou ao fim com o tempo de 3.19.28, isolado de um grupo constituído por cinco outros concorrentes que chegaram ao mesmo tempo. Foram eles: J. P. Caudill (EUA), Scott Coey (Austrália), Joshua Cohen (EUA), Janson Coursins (G.Bretanha) e Nick Wishat, todos com 4.01.18.

Gary Thornton já tinha vencido no Dubai

Recorde-se, a propósito, que Thornton também venceu a prova realizada no Dubai (Ásia) com o tempo de 3.04.29, à frente de Jason Cousins (3.26.56) e Joshua Cohen (3.28.07), registos inferiores aos da prova de Lisboa, o que é normal face ao desgaste do dia-a-dia.

Gary Thornton

A prova deste domingo estava marcada para as 17 horas e só se iniciou cerca das 20 horas, por um lado porque o avião chegou à capital de Portugal cerca das 15 horas (com atraso grande em relação ao previsto) e, por outro, porque os atletas precisaram de descansar um pouco.

Posição seguinte para outro norte-americano, David Harris, com 4.10.01.

A norte-americana Becca Pizzi

A vencedora no feminino foi a norte-americana Becca Pizzi, com 3.59.49.

Na meia-maratona, venceram Byron Ball (EUA), com 2.48.33 e, no feminino, Sarah Reinertsen (EUA), com 3.02.35.

Com o aparecimento da chuva o percurso (feito em calçada portuguesa) tornou-se escorregadio e dificultou a vida a todos os aventureiros, se bem que não houve problemas de ordem alguma, a não ser com origem no cansaço dos atletas ao fim da quinta prova e quase a chegar ao registo de mais alguns a entrar na restrita lista dos que completaram as sete provas, nos sete continentes, em sete dias consecutivos.

Já se verificaram algumas desistências – o que não admira dada a dureza deste tipo de desafio (sete maratonas, em sete dias seguidos e em sete continentes diferentes) – tendo Lisboa recebido a quinta corrida e relativamente à Europa.

América do Sul próximo destino

Depois deste evento e de um pouco de convívio, os participantes seguiram para Cartagena (América do Sul), onde correrão este domingo, terminando na segunda-feira em Miami (América do Norte).

O corpo humano não tem limites e os seres pensantes procuram sempre a superação.

Evento no facebook.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto: Artur Madeira
Fotos: World Marathon Challenge

Parceiros

Deixe uma resposta