Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Hidroginástica, modalidade antiga que desafia atualidade

A hidroginástica surgiu na Alemanha para atender inicialmente um grupo de pessoas com mais idade, que precisava de praticar uma atividade física, segura, sem causar riscos ou lesões articulares e que lhes proporcionassem bem-estar físico e mental.

Neste sentido, eis que surge a questão:

Será que o motivo de origem inicial se mantem nos tempos atuais e a hidroginástica continua a destinar-se apenas para pessoas com mais idade?

Hidroginástica

Hidroginástica: uma modalidade antiga que desafia estereótipos atuais

Durante muitos anos, os alunos que frequentavam as aulas de hidroginástica situavam-se, efetivamente, na faixa etária entre os 45 e os 70 anos ou até mais.

Esta situação deveu-se, em grande parte, ao facto de os médicos considerarem que para os idosos não perderem mobilidade e tónus muscular e para realizarem algum tipo de exercício físico de forma controlada e segura deveriam realizar preferencialmente exercícios no meio aquático, uma vez que, dentro de água, se encontram acondicionados pela mesma e o impacto articular é bastante reduzido.

Tal facto não deixa de ser verdade, no entanto, é necessário que os benefícios da prática da hidroginástica sejam igualmente reconhecidos e amplamente estendidos a pessoas de diversas faixas etárias, inclusive em idades mais jovens.

Senão, vejamos:

Melhoria da resistência cardiovascular;
Incremento nos níveis de força e resistência muscular;
Desenvolvimento do equilíbrio e coordenação;
Consciencialização corporal e melhoria da autoestima;
Sensação de bem-estar físico e emocional.
É inquestionável que estes benefícios servem os objetivos de qualquer pessoa, independentemente da faixa etária em que se encontra.

Mas será que todas as pessoas têm a consciência disso ou continuam a existir estereótipos?

O que pensam atualmente os nossos alunos sobre esta questão?

Num questionário destinado a praticantes de hidroginástica, de ambos os sexos, procuramos “dar voz” às pessoas, porque afinal são elas o nosso público e é para elas que trabalhamos e orientamos todo o nosso esforço e dedicação. Vejamos algumas opiniões.

O que a(o) motivou a experimentar pela primeira vez uma aula de hidroginástica?

A oportunidade de praticar desporto aliada ao gosto do contato com a água, bem como aliviar o stress ao fim de um dia de trabalho…” (40 anos)

Por indicação médica…” (61 anos)

Curiosidade…” (24 anos)

Pela experiência e conselho de amigos…” (33 anos)

Começar a praticar exercício físico …” (20 anos)

Incentivo da minha filha mais nova que adora as aulas…” (57 anos)

Como podemos observar, são vários os motivos que atraem as pessoas a experimentar as aulas de hidroginástica, seja por aconselhamento médico, para melhorar a forma física ou porque já se tornou parte da rotina semanal.

Algumas delas provavelmente já estaríamos à espera de ler, mas outras merecem a nossa atenção.

Finalmente nos apercebemos que a curiosidade por parte das gerações mais novas começa a ser cada vez mais frequente e são mesmo os mais jovens a incentivar a prática da modalidade.

Hidroginástica
Foto: br.freepik.com

Caminhamos no sentido certo

Esta nova realidade faz-nos sentir que caminhamos no sentido certo.

Considera que as aulas de hidroginástica são mais orientadas para pessoas de determinada faixa etária ou qualquer pessoa pode/deve frequentar?

Penso que não existe uma idade mais adequada para frequentar estas aulas, no entanto apenas adquirimos esta noção após a experiência. Experimentei a primeira vez há cerca de 2 meses e já não consigo faltar.” (36 anos)

Quando comecei há cerca de 3 anos atrás acho que o estigma que havia era que a hidroginástica era só para senhoras mais velhas. Eu era praticamente o único homem, mas agora já somos cada vez mais e já vejo muitos jovens.” (42 anos)

Eu considero que essa questão da faixa etária é um mito que começa a ser ultrapassado, pois atualmente são cada vez mais as pessoas mais novas a praticar hidroginástica por motivos de saúde e bem-estar.” (58 anos)

Acho que qualquer pessoa, independentemente do sexo ou da idade, pode e deve frequentar. A hidroginástica é para mim, é para ti, é para todos!” (27 anos)

Começamos a perceber uma “mudança” na mentalidade das pessoas relativamente a esta questão. Começam a ser várias as gerações que mergulham nas aulas de hidroginástica e que desafiam os estereótipos existentes.

No entanto, parece que esta mudança tem vindo a ocorrer sobretudo naqueles que experimentam, naqueles que dão o primeiro passo e chegam até nós. Mas então e aqueles que ainda não tiveram coragem de o fazer?

Será que continuam a acreditar que esta é uma modalidade para “velhos” e que é este estereótipo que os impede de experimentar?

Talvez valha a pena refletirmos sobre isso.

Foto: br.freepik.com

O que gostaria de transmitir aos outros da sua experiência como praticante de hidroginástica?

Vale a pena começar, ao fim de um mês já nota melhorias em tudo.” (50 anos)

Quando se adere à prática desta modalidade ama-se e é difícil deixar de fazer. Experimente e vai sentir que é uma mais valia para a sua saúde.” (34 anos)

Não interessa se somos novos ou velhos, altos ou baixos, magros ou mais fortes, experimente e rapidamente compreenderá o significado da prática da atividade física aliada ao bem-estar físico e psicológico.” (27 anos)

Pratiquem e serão mais felizes!” (40 anos)

São várias as mensagens positivas que os nossos alunos têm para transmitir. E se isso acontece é porque de facto a modalidade está a tornar-se cada vez mais visível e os seus benefícios estão a ser cada vez mais reconhecidos.

Cabemos a nós, profissionais da área, continuar a trabalhar, partilhar o nosso conhecimento, investir na qualidade das nossas aulas e, acima de tudo, deixar transparecer aula após aula a paixão que sentimos pela nossa profissão, expressa e retribuída em cada olhar e em cada sorriso dos nossos alunos.

Todos juntos vamos conseguir dar a conhecer os inúmeros benefícios da hidroginástica e aumentar cada vez mais o número de praticantes!

Não há limite de idades para a prática da hidroginástica. Água, exercício, movimento, diversão e convívio são elementos fundamentais”.

Autores

Currículo de Carla Santos

Hidroginástica
Carla Santos

Programa Doutoral em Ciências do Desporto – Especialidade de Desporto, Genética e Comportamento Motor na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Licenciatura em Ciências do Desporto – Ramo: Exercício e Saúde na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Instrutora Internacional Hidroginástica AEA (Aquatic Exercise Association)
Professora de Natação e Atividades Aquáticas
Instrutora Internacional de Hidrobike
Instrutora Aquapilates

Currículo de Nuno Pereira

Hidroginástica
Nuno Pereira

Pós-Graduação Reabilitação em Medicina do Exercício Físico e Desporto – FMUP
Licenciado em Ciências do Desporto – especialização em gestão desportiva – FADEUP
Técnico Superior de Desporto Golfinho Sports
Formador de Fitness Aquático Promofitness
Criador do Método AQUA CROSS TRAINING
Criador da Programa Aquático AQUAFOCUS
Presentar Nacional e Internacional (Rússia, Espanha, Itália, Holanda)

Visualize também

Corrida e Natação, a combinação perfeita?

Texto: Carla Santos e Nuno Pereira / Promofitness 
Fotos: Br.freepik.com

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta