Japão afasta Portugal dos 1/4 de Final

japão

Heróis do Mar disputaram, hoje, o último encontro da fase de grupos, frente à Seleção anfitriã, o Japão, acabando por sofrer uma derrota por 30-31.

Texto: Federação Portuguesa de Andebol

Portugal não alcança o objetivo dos 1/4 de Final

Alexis Borges abriu o ativo, em Tóquio, mas rapidamente veio a resposta da seleção nipónica que colocou o marcador em igualdade.

Após algumas falhas de parte a parte, João Ferraz voltou a colocar Portugal na liderança mas o Japão conseguiu voltar a igualar o encontro.

De seguida, a congénere japonesa conseguiu passar para o comando do encontro, à passagem dos cinco minutos mas os lusos voltaram a equilibrar através de Alexis Borges.

Aos 10 minutos, o Japão passou para dois golos de vantagem (3-5) mas João Ferraz acabou por reduzir a desvantagem.

A liderança nipónica manteve-se até aos 19 minutos, altura em que Luís Frade repôs a igualdade a 9 golos mas Paulo Pereira, acabou por pedir time-out após Portugal sofrer mais um golo.

A quatro minutos do descanso, o Japão acaba por passar para três golos de vantagem, Portugal ainda responde através de António Areia mas a turma da casa acaba por pedir time-out.

A Seleção Nacional acaba por sair para o descanso a perder por 14-16.

portugal

Japão entrou no segundo tempo a aumentar a vantagem

Na entrada para o segundo tempo, foi o Japão quem marcou primeiro e, apesar da resposta de António Areia, os nipónicos voltaram a ampliar a diferença no marcador.

Foram precisos 10 minutos para Portugal voltar a empatar o encontro a 20 golos, através de Luís Frade, levando a formação japonesa ao time-out.

Rui Silva acaba por colocar a formação lusa na liderança e Fábio Magalhães acaba por ampliar a vantagem para dois golos (22-20).

Aos 49 minutos, o Japão volta a estabelecer a igualdade a 24 golos, ao que se seguiram igualdades sucessivas.

Com o Japão a conseguir liderar na reta final do encontro, acabando por conquistar uma vitória por 31-30.

Com quatro golos cada, Rui Silva, João Ferraz, António Areia e André Gomes, foram os melhores marcadores.

Humberto Gomes

Rui Silva, Capitão da Seleção Nacional, afirmou: “Acho que tínhamos capacidade para fazer mais um bocadinho e concretizar o nosso grande objetivo que era passar aos 1/4 de final mas ao mesmo tempo orgulhoso por pertencer a este grupo e ao desporto português.

Concretizámos o sonho de estar aqui, não correu da forma que gostávamos mas mantemos um orgulho enorme.

Lutámos, podíamos ter feito mais, mas mantenho um orgulho. Eles entraram mais fortes, nós falhámos um bocado, com quatro bolas nos postes, mas nós tivemos o Humberto Gomes, que fez um excelente jogo.

Na segunda parte conseguimos passar para a frente, mas voltámos a falhar situações aos seis metros, mas é o desporto, é o andebol.

Uns dias ganhamos, outros dias perdemos, mas não é isso que nos vai fazer deixar de lutar.” – terminou.

Rui Silva

Paulo Pereira, Selecionador Nacional, confessou-se um pouco triste: “Nós temos que fazer muito melhor do que isto, sinto sempre orgulho, mas nós enquanto equipa podemos fazer muito mais.” – rematou.

Parceiros

Deixe uma resposta