João Matias em omnium igualou prestação de 2019

João Matias

João Matias - foto de arquivo

João Matias foi hoje 17.º classificado no concurso olímpico de omnium do Campeonato do Mundo de Pista, em Berlim, Alemanha.

O ciclista português começou o concurso olímpico de omnium com um 16.º lugar na prova de scratch, seguindo-se a 15.ª posição na corrida tempo e um 14.º posto na prova de eliminação. Com a conjugação de resultados o corredor luso partia para a corrida por pontos como o 17.º classificado.

João Matias
João Matias

João Matias 17.º no concurso de omnium do Mundial de Pista

Na corrida por pontos, o barcelense não conseguiu pontuar, acabando a competição com 36 pontos, no 17.º lugar, igualando a prestação do ano transato.

O francês Benjamin Thomas conquistou a medalha de ouro com 158 pontos, o holandês Jan Willem van Schip fez segundo com 135 pontos, e no último lugar do pódio terminou o britânico Matthew Walls, com 117 pontos.

Amanhã será realizado o último dia de competição, em Berlim, começando com a participação de Maria Martins na corrida por pontos, pelas 13h00.

Apuramento olímpico em madison e omnium em jogo amanhã

A dupla portuguesa composta por Iuri Leitão e Ivo Oliveira irá participar na prova de madison masculino, agendada para as 14h00.

A prova será importante, sendo que pode dar apuramento olímpico tanto em madison como na disciplina de omnium.

bronze
Maria Martins – Foto: UCI

Maria Martins fez história e continua a ser o destaque português

Relembrar que no primeiro dia Maria Martins fez história no ciclismo português, conseguindo o bronze na prova de scratch do Campeonato do Mundo de Pista, em Berlim, Alemanha. É a primeira medalha do ciclismo feminino nacional em mundiais de elite.

E Maria Martins voltou ontem a ser destaque ao conquistar a quarta posição no concurso olímpico de omnium do Campeonato do Mundo de Pista, em Berlim, Alemanha.

É um resultado de grande relevo desportivo, tratando-se de uma disciplina olímpica e de estarmos em ano olímpico, quando o nível competitivo é sempre mais elevado.

[divide icon=”circle” width=”medium”]

Texto / Fotos: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

 

Parceiros

Deixe uma resposta