LUÍS COSTA E FLÁVIO PACHECO NO TOP10

Luís Costa

Luís Costa, na classe H5, e Flávio Pacheco, em H4, concluíram na tarde deste sábado as participações pessoais na etapa de Elzach, Alemanha, da Taça do Mundo de Paraciclismo, com duas prestações dentro do top 10.

Leia também

LUÍS COSTA NO PÓDIO DA TAÇA DO MUNDO

Texto: UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo

Luís Costa voltou a estar com os melhores

Depois do pódio conseguido no contrarrelógio, Luís Costa voltou a estar com os melhores na prova de fundo de hoje, encabeçando o segundo grupo de corredores, que perseguiu o quarteto que logrou deixar os demais para trás ao longo dos 51,8 quilómetros de competição.

O paralímpico português cortou a meta na quinta posição, a 2m19s do vencedor, o neerlandês Mitch Valize, que fez a dobradinha, após a vitória no contrarrelógio.

A 2 segundos chegaram o francês Loic Vergnaud e o neerlandês Tim de Vries, por esta ordem.

Luís Costa escreveu na sua página “5.º lugar esta tarde na prova de fundo da Taça do Mundo na Alemanha.

Ainda resisti aos primeiros ataques, mas a certo ponto não deu mais e 4 atletas ganharam algum avanço sobre o meu grupo.

A partir daí foi lutar até ao fim para entrar bem colocado nas últimas curvas e ganhar boa posição para alcançar o 5.º lugar na chegada ao sprint.

Saio desta 2.ª etapa da Taça do Mundo muito satisfeito por estar de volta às boas prestações.

Medalha de bronze no crono e 5.º lugar na prova de fundo é motivante para o próximo desafio, o Campeonato da Europa, daqui a menos de duas semanas, na Áustria.

Obrigado por todos os comentários de força e felicitações, atempadamente vou ler todos.

Flávio Pacheco

Flávio Pacheco conseguiu pontuar para o ranking internacional

Flávio Pacheco também conseguiu pontuar para o ranking internacional, graças ao oitavo posto na prova de 51,8 quilómetros.

E como não há duas sem três repito o top 8 mundial na prova em linha. Confesso que fui com algum receio pois a prova adivinhava-se muito rápida e dado a ser tão técnica que não é mesmo o meu forte.

Mas consegui superar esse “medo” e fazer uma corrida de trás para a frente e terminar com mais um excelente 8° lugar nesta taça do mundo.

Realmente o trabalho árduo que tenho desenvolvido está a dar frutos ☺️👌

Muito obrigado a todos que me apoiam…

Segunda feira estou de volta ao meu país para uma semana de pausa e regressar à Áustria no dia 23, para competir no campeonato da Europa até ao dia 30 do presente mês…” as palavras de Flávio Pacheco após a sua participação

Flávio Pacheco

Gastou mais 9m26s do que o vencedor, o neerlandês Jetze Plat, que bateu ao sprint o francês Mathieu Bosredon.

O terceiro, a 2m52s, foi o suíço Fabian Recher.

Correndo a título individual e não pela Seleção, Carlos Neves foi o 17.º classificado, a uma volta do vencedor.

Foi um bom desempenho dos atletas da Seleção Nacional. Conseguiram ambos pontuar para o ranking, o que é excelente.

O Luís Costa está de parabéns por ter conseguido um lugar dentro do que era expectável.

O Flávio também, porque acreditou nele próprio e superou-se”, analisa o selecionador nacional de paraciclismo, José Marques.

Portugal terá dois corredores em prova neste domingo, no fecho da etapa alemã da Taça do Mundo de Paraciclismo.

Bernardo Vieira, em C1, e Telmo Pinão, em C2, competem nas respetivas provas de fundo, a partir das 15h45.

Parceiros