Luís Mendonça vence ao sprint Prova de Abertura

Luís Mendonça

Luís Mendonça, da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, conquistou com um sprint soberbo a Prova de Abertura – Região de Aveiro, numa jogada de mestre ao atacar no momento certo, que o levou ao triunfo na corrida que deu o tiro de partida para o arranque do calendário nacional.

Texto / Fotos: EFAPEL

Página da equipa.

Luís Mendonça e a EFAPEL entram com o pé direito

O uruguaio Mauricio Moreira terminou no 13.º lugar da Geral. Sendo a prova pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa, Mendonça é líder do ranking dos corredores das equipas continentais.

A Prova de Abertura foi disputada ao longo de 173,1 km, que ligaram Aveiro a Anadia e contaram com um duo de fugitivos – Alberto Gallego (Rádio Popular-Boavista) e Pedro Miguel Lopes (Kelly-Simoldes-UDO) –, que se isolaram pouco depois da partida.

Chegaram a ter mais de dez minutos de vantagem para o pelotão, sempre comandado pela EFAPEL, que foi reduzindo progressivamente a diferença, ao impor um ritmo muito forte, acabando com a fuga quando faltavam apenas 13 km para a meta.

Já na cidade de Anadia, e com a meta instalada no topo de uma subida de 200 metros com grande inclinação, Luís Mendonça preferiu tentar a sorte em vez de esperar pelos últimos metros e atacou de longe.

Para o feito aproveitou a passagem pelo Monte Crasto, a 1500 metros da chegada, onde se isolou do pelotão, avançando no momento certo e não dando hipóteses à concorrência, vencendo de forma indiscutível.

Luís Mendonça
Foto: Pedro Vidinha

“Foi um trabalho de equipa extraordinário”

Foi um trabalho de equipa extraordinário”, disse, emocionado, Luís Mendonça.

Acreditaram em mim e todos foram com entrega ao longo de toda a corrida.

Houve uma entrega especial, tinha de tentar a vitória, com os colegas e o meu pai no pensamento, tinha de ganhar a corrida e entrámos com o pé direito”, continuou.

Sinto uma alegria como não sentia há muito tempo, espero que seja o início de muitas vitórias e o desbloquear de uma grande EFAPEL que se deseja neste 2021.

Sei que temos uma equipa com pujança para fazer coisas muito bonitas”, rematou o corredor.

Para Rúben Pereira, diretor desportivo da EFAPEL, “foi uma boa vitória, é ouro sobre azul ganhar a Prova de Abertura, que vem premiar o esforço coletivo.

Tivemos uma equipa muito unida, acreditámos desde o primeiro quilómetro que era possível, e de facto foi, mas aconteceu pelo apoio dos nossos patrocinadores e desta união, foi o grupo que levou o Luís à vitória, foi este grande trabalho desde ciclistas a staff e é sempre bom ter os nossos patrocinadores a receber-nos na linha da meta.

Desde o presidente da Câmara Municipal de Águeda, aos administradores da Anicolor, da ASD e da ZEKSA. Ganhar perante eles, é sempre uma grande vitória”.

Parceiros

Deixe uma resposta