Nacional de Esperanças, velocidade em destaque

Foto: Marcelino Almeida / FPA

Começou ontem à tarde, no Estádio Cidade de Coimbra, o Campeonato Nacional de Esperanças, que se desenrolará em duas jornadas, a última a acontecer hoje, 13 de junho.

Texto: Federação Portuguesa de Atletismo
Fotos: Marcelino Almeida / FPA

Campeonato Nacional de Esperanças

No final desta primeira jornada, coletivamente, o Sport Lisboa e Benfica (SLB), em masculinos, e o Sporting Clube de Portugal (SCP), em femininos, lideram a competição, marcada por corridas de velocidade muito disputadas.

Individualmente, destaque para a prova de 400 metros masculinos, que foi ganha pelo são-tomense Omar Elkhatib, do Sporting Clube de Portugal (SCP), com o tempo de 46,97s, recorde pessoal.

Sagrou-se, no entanto, campeão nacional Ericsson Tavares, do Clube de Atletismo de Seia, com a marca de 47,02s, também recorde pessoal, por Omar Elkhatib não ser português; e João Coelho, vice-campeão, com o tempo de 47,08s, confirmando ambos a marca de qualificação para os Campeonatos da Europa de Sub-23, que se realizam de 8 a 11 de julho, em Tallin, na Estónia.

Pedro Mirassol, do Grecas, quarto classificado, fechou o pódio nacional, com o tempo de 49,74s.

Nacional de Esperanças
Foto: Marcelino Almeida / FPA

Do lado feminino, sagrou-se campeã nacional de esperanças de 400 metros, Juliana Guerreiro, do SCP, com a marca de 54,32s.

Bárbara Medeiros, do Leixões Sport Club, e a júnior Cristina Ferreira, do GDE, classificaram-se, respetivamente na segunda e terceira posições, com os tempos de 57,10s e 57,73s.

Foto: Marcelino Almeida / FPA

Já a prova masculina de 1500 metros foi ganha por Isaac Nader, do SLB, com a marca de 3m52,14s, atleta que já tem marca de qualificação para os europeus de Sub-23 e que representou Portugal nos Campeonatos da Europa de Pista Coberta nos 1500 e nos 3000 metros, distâncias nas quais é campeão de Portugal em pista coberta.

Nuno Pereira, do SCP, classificou-se na segunda posição, com o tempo 3m52,57s; e, na terceira posição ficou Rogério Amaral, do Centro Popular de Trabalhadores de Sobral de Ceira (CPTSC), com o tempo de 3m54,05s.

Nacional de Esperanças
Foto: Marcelino Almeida / FPA

Rita Figueiredo venceu os 1500 metros já qualificada para os Campeonatos Europeus de Juniores

Do lado feminino, Rita Figueiredo, do SCP, venceu a prova de 1500 metros, com a marca de 4m29,82s, sendo que a atleta já tem marca de qualificação para os Campeonatos Europeus de Juniores, que se realizam de 15 a 18 de julho, também em Tallin, tanto nesta distância como nos 800 metros.

Na segunda posição classificou-se Camila Gomes, do SLB, com a marca de 4m30,63s.

Em terceiro lugar ficou a Sub-23 Beatriz Rodrigues, que assumiu a liderança da prova, mas acabou por ser ultrapassada pelas duas primeiras, terminando com o tempo de 4m31,67s.

Foto: Marcelino Almeida / FPA

De destacar ainda a prova masculina de 100 metros, com André Prazeres e Delvis Santos, ambos do SLB, a discutirem a vitória ao centésimo, levando André Prazeres, que já tem marca de qualificação para os europeus, a melhor, com o tempo de 10,56s.

Em segundo lugar classificou-se Delvis Santos, 10,57s e, em terceiro, Guilherme Santos, da Escola do Movimento, com 10,74s.

Nacional de Esperanças
Foto: Marcelino Almeida / FPA

Agate de Sousa venceu mas por não ser portuguesa não foi campeã

Do lado feminino, Agate de Sousa, do GAF, venceu os 100 metros, com o tempo de 11,81s, mas, mais uma vez por esta atleta não ser portuguesa, o título de campeã nacional de esperanças foi conquistado por Catarina Lourenço, do SLB, com o tempo de 12,00s.

Sagrou-se vice-campeã a terceira classificada Beatriz Andrade, do SCP, com o tempo de 12,09s.

No terceiro lugar do campeonato nacional de esperanças ficou a quarta atleta a chegar à meta, Patrícia Rodrigues, do GAF, com o tempo de 12,11s.

Etson Barros, do SLB, venceu os 3000 metros obstáculos, com o tempo de 8m49,74s, não sem Simão Bastos, do ACPV, ter uma palavra a dizer, aproximando-se bastante na parte final, acabando na segunda posição, mas apenas a oito centésimos do primeiro classificado.

No terceiro lugar ficou Samuel Rios, da ADRAP, com o tempo de 9m16,40s.

Do lado feminino, sagrou-se campeã nacional de esperanças de 3000 metros obstáculos Laura Taborda, do SCP, com a o tempo de 10m40,89s, a fazer marca de referência para os campeonatos europeus sub-23.

Na segunda posição classificou-se Catarina Carmo, do CPPEA, que, apesar de ter caído ao transpor o penúltimo obstáculo, conseguiu sagrar-se vice-campeão, com o tempo de 10m48,45s.

Em terceiro lugar classificou-se Bárbara Neiva, da Run Tejo, com a marca de 10m50,34s.

Leandro Ramos, sagrou-se campeão nacional de esperanças

No lançamento do dardo, o recordista de Portugal, Leandro Ramos, sagrou-se campeão nacional de esperanças, com a marca de 73,57 metros, alcançada logo no primeiro ensaio, tendo ainda realizado um segundo lançamento acima dos 70 metros.

Em segundo e terceiro lugares classificaram-se, respetivamente, Ilírio Nazaré, do SCP, e o júnior Mário Pereira, do SLB, com as marcas de 63,46 metros e 59,45 metros.

No disco, Ivanilda Lopes, do SLB, foi a vencedora, com a marca de 49,65 metros conseguida ao segundo ensaio.

A júnior Eva Gonçalves, do Núcleo de Atletismo de Cucujães, e Inês Carreira, da Juventude Vidigalense (JV), completaram o pódio, nos segundo e terceiro lugares, respetivamente, com as marcas de 43,06 metros e 39,14 metros.

No salto em altura, venceu a júnior Milena Lucena, do Grupo Desportivo do Estreito (GDE), com a marca de 1,63 metros.

Na segunda e terceira posições classificaram-se, com 1,60 metros, respetivamente, Ana Leite, da Associação Cultural e Desportiva Jardim da Serra (ACDJS), e Elena Furk, do SCA-T.

O triplo salto masculino foi ganho por Rinelmo Sami, da Casa do Benfica de Faro, com a marca de 15,37 metros, no entanto, por este atleta não ser português, o título de campeão nacional de esperanças foi conquistado pelo segundo classificado, Tomás Dinis, do SCP, com a marca de 15,06 metros.

O terceiro classificado, Hugo Duarte, do Grecas, sagrou-se vice-campeão, com a marca de 14,76 metros.

Em terceiro lugar classificou-se Nuno Sénica, do CAS, com a quarta marca em prova, de 14,44 metros.

Carlos Pitra sagrou-se campeão no salto com vara

No salto com vara sagrou-se campeão Carlos Pitra, do SCP, com a marca de 4,50 metros.

Em segundo e terceiro lugares classificaram-se, respetivamente, Edgar Campre, do SLB, e João Araújo, do MAC, com as marcas de 4,40 e 4,30 metros.

No lançamento do peso sagrou-se campeão nacional de esperanças Emanuel Sousa, do SLB, com a marca de 15 metros alcançada no último ensaio.

Na segunda e terceira posições classificaram-se, respetivamente, Tomás Rodrigues e André Carvalho, ambos do SCP, com as marcas de 14,70 e 14,42 metros.

Mariana Bento, do SCP, venceu o salto em comprimento, com a marca de 5,91 metros.

Na segunda e terceira posições classificaram-se, respetivamente, Ana Rita Silva, do MAC, e Mariana Novo, da ACPV, com as marcas de 5,76 e 5,75 metros.

Já no martelo, Mariana Pestana e Ângela Silva, ambas do GDE, sagraram-se, respetivamente campeã e vice-campeã nacional, com as marcas de 56,83 e 50,36 metros.

Na terceira posição classificou-se Ana Granja, da ADRAP, com a marca de 45,62 metros.

Nos 4×100 metros sagrou-se campeã nacional de esperanças a equipa do SLB, com a marca de 41,80s. Em segundo lugar classificou-se a Juventude Vidigalense, com o tempo de 43,23s.

Em terceiro lugar terminou a estafeta do Maia Atlético Clube, com o tempo de 43,34s. Do lado feminino, venceu a estafeta do SLB, com a marca de 46,86s.

Em segundo e terceiro lugares, respetivamente, classificaram-se as equipas do SCP e da Juventude Vidigalense, com os tempos de 47,93s e de 48,44s.

Primeira jornada do Nacional de Esperanças terminou com os 10 000 metros marcha

Esta primeira jornada terminou com as provas masculina e feminina de 10 000 metros marcha.

Paulo Martins, do SCP, com o tempo de 44m54,63s, e Maria Bernardo, do Clube Oriental de Pechão, com o tempo de 47m41,42s, recorde pessoal, sagraram-se campeões nacionais de esperanças.

Os vice-campeões foram Rúben Santos, também do SCP, com o tempo de 45m47,94s, e Joana Pontes do LMA-L, com o tempo de 48m05,84s.

Na terceira posição classificaram-se Tiago Ramos (45m48,39s) e Raquel Pimentel (53m54,21s), do CFOD.

Os resultados completos podem ser consultados aqui.

Parceiros

Deixe uma resposta