Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Portugal Chess Tour com mais torneios e melhores prémios

O final do mês de agosto marca o início do novo circuito nacional de torneios de xadrez abertos, o Portugal Chess Tour. O Guimarães Chess Open, entre os dias 28 de agosto e 1 de setembro, é o primeiro de oito grandes torneios de partidas clássicas, aos quais se juntarão pelo menos nove opens em ritmo mais rápido. Ao ao longo de um ano, até agosto de 2020, teremos mais torneios no circuito, com uma distribuição global de 50 mil euros em prémios.

Portugal Chess Tour em Guimarães

Guimarães tem a honra de receber o primeiro torneio do Portugal Chess Tour e tudo se conjuga para que o novo circuito tenha um início de grande qualidade. O torneio vimaranense conta com 215 inscritos, de 15 nacionalidades distintas, num lote em que sobressaem sete grandes mestres e seis mestres internacionais.

Portugal Chess Tour

Depois de Guimarães, o Portugal Chess Tour no ritmo clássico terá paragens em Pombal (outubro), Figueira da Foz (outubro/novembro), Ferreira do Alentejo (dezembro), Lisboa (Open de Portugal, em janeiro/fevereiro de 2020), Coimbra (abril 2020), Gaia (junho/julho 2020) e Famalicão (julho/agosto 2020).

Os torneios de Guimarães, Pombal, Coimbra e Gaia terão sete jornadas, enquanto os da Figueira da Foz, Ferreira do Alentejo, Open de Portugal e Famalicão jogar-se-ão em nove rondas, podendo estes ser contabilizados para a obtenção de normas para grande mestre e mestre internacional.

Ao nível do ritmo de partidas semi-rápidas o Portugal Chess Tour comporta, para já, nove torneios de um dia, mas a Federação Portuguesa de Xadrez deverá incorporar mais alguns no circuito, dado que o prazo de candidaturas ainda não encerrou.

O circuito de 2018/2019 envolveu a participação de cerca de mil jogadores, de 50 países distintos, números muito satisfatórios, que, no entanto, a FPX espera ver largamente ultrapassados no Portugal Chess Tour de 2019/2020.

Também a nível da qualidade é espectável um crescimento notório, pois alguns torneios deverão atrair a presença de jogadores do top 100 mundial.

Texto / Fotos: Federação Portuguesa de Xadrez

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta