ROSA MADUREIRA À BEIRA DO PÓDIO NA TAÇA DO MUNDO

Rosa Madureira

Rosa Madureira

A Taça do Mundo de Corrida de Montanha Valsir 2022 conheceu hoje mais uma etapa, no Montemuro Vertical Run (Gold Label), em Castro Daire, que recebeu cerca de duas centenas de atletas para a primeira corrida de montanha clássica da série e a primeira visita do Mundial a Portugal.

A vencedora da Taça do Mundo da World Mountain Running Association (WMRA) do ano passado, e atual líder do ranking mundial, a queniana Joyce Muthoni Njeru, foi a grande vencedora em Castro Daire, ao cortar a meta em 1h00m34s, deixando a segunda classificada, a finlandesa Susanna Saapunki, a 47 segundos, completando-se o pódio com a italiana Camilla Magliano.

Joyce Muthoni Njeru

Texto / Foto: Federação Portuguesa de Atletismo

Rosa Madureira brilha na Taça do Mundo de Corrida de Montanha

A prova, que começou em Parada de Ester, logo acima do Rio Paiva (434m), consistia em subida até aos 1317m (extensão de 10 km), foi inteiramente dominada pela queniana, que, no entanto, não superou o “recorde” da prova do ano passado, obtido por Joana Soares (56m13s), de acordo com a Wolrd Athletics.

A atleta do Jardim da Serra, da Madeira, esteve presente na competição deste ano, mas o “título” de melhor portuguesa vai para a veterana Rosa Madureira, brilhante quarta classificada na classificação geral.

Patrick Kipngeno

Em masculinos, o vencedor, destacado, foi o queniano Patrick Kipngeno, que cortou a meta em 50.46 minutos (recorde da prova), deixando o segundo classificado, o irlandês Zak Hanna a um minuto e 53 segundos de diferença.

O italiano Andrea Rostan fechou o pódio a 2m18s do vencedor.

Fora do pódio, o checo Marek Chrascina, medalha de bronze na Patagónia, no Mundial de 2019, ainda conseguiu derrotar um dos favoritos ao triunfo, o queniano Geoffrey Gikuni Ndungu, que terminou em terceiro a Taça do Mundo de 2021.

O melhor português foi o veterano Paulo Gomes, do Guilhovai, em sexto lugar.

Resultados completos.

Parceiros

Deixe uma resposta