Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Rui Oliveira impõe-se com sprint poderoso

Rui Oliveira, ao serviço da Equipa Portugal, venceu hoje, em Estarreja, a Prova de Abertura – Região de Aveiro, primeira corrida da Taça de Portugal Jogos Santa Casa.

A corrida começou sob chuva forte, em Sever do Vouga, mas o sol apareceu ao longo dos 162,4 quilómetros que levaram o pelotão de 107 unidades até Estarreja. Uma fuga de doze elementos, iniciada ainda em Sever do Vouga, animou grande parte da viagem, mas foi completamente neutralizada nos derradeiros 20 quilómetros.

As equipas com interesse numa chegada ao sprint trabalharam para oferecer as melhores condições aos velocistas e foram estes que deram cartas numa chegada com os 500 metros finais atípicos: descida rápida, rampa pronunciada em subida e derradeiros 100 metros em falso plano ascendente.

Rui Oliveira demonstrou grande superioridade

Rui Oliveira demonstrou grande superioridade, batendo todo o pelotão. César Martingil (Sporting-Tavira) foi o segundo classificado e Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista), um dos fugitivos do dia, fechou o pódio. Iuri Leitão (Sicasal/Constantinos), oitavo na geral, foi o melhor sub-23.

A Equipa Portugal juntou o triunfo coletivo ao individual e a Sicasal/Constantinos foi a melhor formação de clube.

Foi uma vitória impressionante, tive companheiros de Seleção que me ajudaram bastante, rapazes que vieram do BTT a trabalhar com classe WorldTour para nós podermos ganhar no final.
Só tenho de agradecer a todos os companheiros.
Foi uma vitória que já procurava há muito”, frisou o primeiro classificado.

Saí a 100 metros para ganhar

Sabia que tinha de estar bem colocado.
Tinha de passar a parte técnica, a 3 quilómetros, na frente.
Todos ajudaram para isso.
No final, com o Ivo a guiar-me, sabia que tinha de arrancar tarde, porque era uma chegada dura, a subir, e saí a 100 metros para ganhar”, assim descreve Rui Oliveira a primeira vitória do ano.

Rui Oliveira

César Martingil começa bem época velocipédica

Dia de muita chuva a “abençoar” o inicio da época velocipédica em Portugal.
A corrida foi animada por uma fuga com cerca de 15 corredores que a 50km da meta ficou reduzida a 5. Com um grande trabalho da nossa equipa a fuga foi anulada a 10 km da meta final.
Foi uma chegada ao sprint bastante renhida com o nosso atleta César Martingil a ficar em 2º lugar.” foram as declarações do Clube Ciclismo Tavira

César Martingil

Luís Mendonça voltarei a tentar

Luís Mendonça na sua página do facedook escreveu “3° Lugar na prova de abertura… as condições atmosféricas estavam péssimas no arranque da corrida, o que me levou a acreditar que uma fuga poderia vingar…
Andamos uns 15 elementos na frente da corrida mais de 100kms, mas a falta de entendimento levou a que fossemos alcançados pelo pelotão…
Já trazia algum desgaste para ir ao sprint em pelotão massivo, mas tentei a sorte e acabo na disputa…
Não foi a desejada Vitória, mas ainda agora arrancou a época…
Voltarei a tentar

Enquanto primeira corrida da Taça de Portugal Jogos Santa Casa, a Prova de Abertura – Região de Aveiro deixou Rui Oliveira e Iuri Leitão no topo da geral de elite e de sub-23, respetivamente. A próxima competição pontuável é a Clássica da Arrábida, no dia 17 de março. Antes disso, de 20 a 24 de fevereiro, o pelotão nacional de elite mede forças com os craques internacionais na 45.ª Volta ao Algarve.

Classificação

Sever do Vouga – Estarreja, 162,4 km

1.º Rui Oliveira (Equipa Portugal), 3h51m08s
2.º César Martingil (Sporting-Tavira), mt
3.º Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista), mt
4.º João Matias (Vito-Feirense-PNB), mt
5.º Leonel Coutinho (Aviludo-Louletano), mt
6.º Francisco Rus (Aviludo-Louletano), mt
7.º Ivo Oliveira (Equipa Portugal), mt
8.º Iuri Leitão (Sicasal/Constantinos), mt
9.º Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), mt
10.º Pedro Paulinho (Efapel), mt

Texto / Fotos: União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta