São Silvestre dos Olivais tanto apoio em noite fria

Dia 30 de dezembro de 2016 marca o dia em que se realizou a 28ª edição da São silvestre dos Olivais, prova esta que acabou por contar com cerca de 1800 participantes, todos desejosos de darem a última corridinha do ano antes de ser dia de ano novo, e receberam da população dos Olivais um apoio enorme.

apoio São Silvestre dos Olivais 2016

Apesar do frio que se fez sentir, ao contrário do ano passado, não caiu nem um pingo de chuva, o que ajudou a tornar esta noite não só uma boa noite para correr, mas também uma boa noite para o convívio dos vários participantes.

A prova contou com uma corrida de 10 quilómetros e uma caminhada de 4 quilómetros aberta a população em geral.

apoio São Silvestre dos Olivais 2016
José Ferreira e Nuno Alves dos Ingleses F. clube

Uma prova de estrada diferente, com apoio caloroso do público

Esta é uma prova de estrada diferente porque apesar de ser inteiramente em alcatrão, a organização utilizou a geografia da localização para impor um “sobe e desce” incessante por toda a prova, acabando por quebrar qualquer monotonia.

Mesmo no final, a organização pregou uma partida aos participantes com uma subida bastante acentuada e longa que obrigou os participantes a subirem a Rua Cidade de Nova Lisboa.

Muito foi o apoio das pessoas que, espalhadas pelo percurso, foram incentivando os atletas que por ali passavam com palmas, gritos e até tambores.

apoio São Silvestre dos Olivais 2016

Tanto apoio do público numa noite fria

Incrível notar tanto apoio numa noite tão fria e perceber que estas pessoas quiseram sair a rua, para apoiar os atletas que correm na sua zona, quando poderiam facilmente ficar em casa, no seu sofé, no quentinho do seu lar a ver TV.

No que toca a marcação, foi o normal para uma prova de estrada. Contou-se com alguma presença policial para fechar certas estradas ao trânsito de automóveis, e até em certos sítios que pudessem ter um desvio. A tradicional tabuleta a dizer os quilómetros também esteve presente, assim como marcações no pavimento que indicavam a direção ou distância percorrida.

Susana Cunha do Linda-a-Pastora Sporting Clube
Susana Cunha do Linda-a-Pastora Sporting Clube

Susana Cunha do Linda-a-Pastora repete vitória

Susana Cunha do Linda-a-Pastora Sporting Clube voltou a ganhar a São Silvestre dos Olivais com um tempo de 35m53’. Esta foi a quarta participação da atleta que salientou o espírito desportivo e não competitivo na única São Silvestre em que participa. A Susana seguiu-se a atleta olímpica Vanessa Fernandes que concluiu os 10 km em 38m36’. A atleta do Sport Lisboa Benfica revelou que irá enfrentar o ano de 2017 com toda a garra e focada nos principais objetivos, os nacionais de atletismo, os crosses e as taças de clubes. Em terceiro lugar ficou Rita Mineiro, a atleta do CDUL e Campeã Nacional de Estrada fez um percurso em 38m58’.

Susana Cunha declarou: “Estou feliz por ter vencido esta São Silvestre novamente. Os treinos têm corrido muito bem. Esta prova é sempre espetacular pelo ambiente com um espírito desportivo único.

Pódios masculinos e femininos
Pódios masculinos e femininos

 

Eduardo Mbengani o vencedor masculino

Eduardo Mbengani foi o vencedor ao percorrer os 10 km em 31m32’. O atleta do Sport Lisboa Benfica participou pela primeira vez na São Silvestre dos Olivais e não estava à espera de um percurso tão difícil. A ele seguiram-se João Pereira do Maratona Clube de Portugal com um tempo de 31m33’ e Pedro Arsénio do Beja Atlético Clube com um tempo de 31m38’.

Eduardo Mbengani referiu: “Estou contente por ter vencido. Foi um pequeno teste para o Campeonato Nacional que é o principal objetivo do Clube, sagrarmo-nos Campeões Nacionais de Estrada por Equipas. Vim para testar a minha forma, que está acima do que esperava. Agora é manter e fazer um bom resultado também amanhã na São Silvestre da Amadora.

Eduardo Mbengani do Sport Lisboa Benfica
Eduardo Mbengani do Sport Lisboa Benfica

A equipa de OPraticante.pt esteve representada por Eduardo Figueira 450º geral / 21º escalão 20/34 – 47;51, seguiu-se João Figueira – 646º G / 19º 00/19 – 51;22, Carlos Figueira 840º G / 41º 40/44 – 55;16, Carla Figueira 1030 G / 37ª 34/44 – 59;27, e Filomena Correia 1222º G / 62ª 45/99 – 1:08;05.

 

Pedro Proença o padrinho do evento

O padrinho da prova, Pedro Proença que há duas décadas nela participa, o dirigente trouxe consigo mais de 40 Árbitros de Futebol Profissional para participar na corrida, voltou a sublinhar o carácter popular e festivo que se vive na São Silvestre Olivais.

olivais-pedro-proenca

Em tom de finalização, foi uma prova bastante boa e difícil que foi capaz de proporcionar a todos uma boa noite de diversão e desporto.

Texto: Eduardo Figueira
Fotos: Organização

Parceiros

Deixe uma resposta