Selecionador Nacional “Uma medalha tem significado”

O Selecionador Nacional, Livio Medeiros, descreve a prova que valeu o bronze e destaca a importância da medalha conquistada ontem pelo internacional Diogo Marreiros em Patinagem de velocidade.

patinagem-de-velocidade

“Foi uma prova em condições muito específicas, por causa das condições climatéricas, feita de baixo de chuva”, começa Lívio Medeiros por ressalvar. “O Diogo Marreiros e o Martyn Dias não começaram bem, pela forma como estavam colocados à partida, mas depressa se colocaram melhor para fazerem a sua prova”, descreve. “O Martyn entretanto saiu de prova porque não se sentia bem e o Diogo prosseguiu. Fez um ataque numa volta para ir aos pontos, conseguiu – fez 2 pontos – e depois geriu muito bem. Ia gerindo a prova consoante ia acontecendo e, quando chegou à parte final, depois de muita luta com os adversários pelos pontos, até com uma fuga de um grupo a efectuarem alguns pontos, o Diogo, na última volta e partindo da 5ªou 6ª posição de um pelotão que estava em perseguição a um grupo de três patinadores, concluiu a volta com um sprint fantástico e passou em primeiro fazendo mais três pontos”, explica. “Fez um total de cinco e ficou com os mesmos de um atleta italiano, mas como o Diogo, na ordem de chegada, passou em primeiro, conseguiu ficar em terceiro lugar”, resume.

A medalha do Diogo Marreiros é capaz de ser o resultado mais sonante entre os resultados obtidos, dado que uma medalha tem o significado que tem, e obviamente que para nós é importante. Para a Patinagem de Velocidade em Portugal é muito importante e esperemos que tudo isto tenha boas consequências para a evolução da modalidade no nosso país”, deseja.

Pese esta ser a primeira medalha de Portugal, os resultados têm superado as expectativas. “As provas de estrada começaram ontem e nós temos conseguido resultados muito bons”, sublinha Livio Medeiros. “Até agora, já estávamos bastante contentes”, confessa mesmo.

“Em pista, o Diogo e o Miguel Bravo tinham conseguido boas classificações e ficaram em sexto lugar. O Martyn Dias conseguiu um 10º lugar. E, agora em estrada, o Nuno Pacheco também conseguiu um 10º lugar”, recorda, fazendo mais alguns destaques.

“O Nuno Pacheco e o Miguel Bravo são atletas juniores e conseguiram um lugar no Top 10 e o Ricardo Esteves, sénior, velocista, conseguiu passar à ronda seguinte dos 100m e alcançou um 16º lugar”, enumera. “São resultados fantásticos, porque estamos num Campeonato do Mundo”, frisa.

Parceiros

Deixe uma resposta