Privacy Policy Page
Privacy Policy Page
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Taça de Portugal marcou o regresso do Calendário

A Taça de Portugal marcou o regresso do Calendário Competitivo de Triatlo 2020.

Num dia de muito calor, os triatletas regressaram finalmente às competições, com a participação na 2ª etapa da Taça de Portugal, uma prova de estrada na distância sprint que se realizou na zona ribeirinha Aquapolis Margem Norte.

Taça de Portugal

2ª. Etapa da Taça de Portugal marcou o regresso do Calendário Competitivo de Triatlo 2020

Foi uma competição sem roda, cuja realidade foi facilitada pelo conceito de partida em formato rolling start, com vagas constituídas por quatro atletas.

Os triatletas trabalharam para o resultado num ciclismo com um percurso duro com duas subidas difíceis e três retornos com inclinação.

A corrida foi realizada num percurso essencialmente plano, composto por piso de alcatrão, terra batida e paralelos, Este último segmento foi marcado pelo calor que se fez sentir, elevando o grau de dificuldade da competição.

É possível que alguns atletas não tenham alcançado os resultados expectáveis por se encontrarem sem experiência competitiva há muito tempo, sendo que este retorno às provas ajuda a tornar o real potencial na concretização de resultados.

Por outro lado, depois de alguns meses sem provas, foi notória a vontade de competir, assim como o empenho no cumprimento das regras exigidas pelo momento de pandemia que atravessamos.

José Estrangeiro – CNATRIL

Resultados coletivos masculinos

Os resultados coletivos estiveram de acordo com as expetativas, com o atleta do OutSystems Olímpico de Oeiras, Christophe De Keyser, a concretizar uma grande prestação, assim como Erwin Vanderplancke, do Sporting Club de Portugal. José Estrangeiro, do CNATRIL, alcançou a 4ª. posição da geral conquistando o terceiro lugar por equipas.

A vitória masculina pertenceu ao OutSystems Olímpico de Oeiras, que esteve em força com um numeroso grupo de atletas, com Christophe De Keyser com a marca de 00:53:29, Oliver Gorges, com o tempo de 00:56:23, Tiago Lopes, com 01:04:00 e Bruno Caetano que totalizou 01:05:04.

Na segunda posição desta segunda etapa da Taça da Portugal ficou o Sporting Clube de Portugal, com Erwin Vanderplancke, que fez 00:54:11, André Dias com 00:59:59, Filipe Marques com 01:02:18 e o júnior Arnaud Thys com 01:02:51.

O CNATRIL foi terceiro na classificação com José Estrangeiro, que fez o tempo de 00:58:13, Mário Santos, com 01:01:12, Ricardo Lanceiro com 01:06:53 e Gonçalo Mendes com 01:07:36.

Tuxa Negri – CNATRIL

Resultados equipas femininas

O CNATRIL venceu também a competição feminina com Tuxa Negri com o tempo de 01:11:44, Raquel Rocha com 01:11:52 e Diana Mariño Lourenço com 01:14:11.

Na segunda posição ficou o Alhandra Sporting Club, com Ana Filipa Ferreira que fez em prova o tempo 01:06:07, Inês Anastácio, com 01:15:17 e Ana Filipa Sampaio com o tempo de 01:17:08.

O terceiro lugar foi conquistado pelo OutSystems Olímpico de Oeiras, com Andreia Ferrum, com 01:10:30, Maria Rodrigues, que conseguiu a marca de 01:15:45 e Carina Tomás com o tempo de 01:19:25.

Helena Carvalho – Sporting Clube de Portugal

Resultados Absolutos Taça de Portugal

Helena Carvalho, do Sporting Clube de Portugal, alcançou uma muito boa prestação o que lhe valeu a vitória à geral feminina, com 01:03:38. Na segunda posição, também com uma boa prova, ficou Ana Filipa Ferreira, do Alhandra Sporting Club com 01:06:07 e Andreia Ferrum, do Outsystems Olímpico de Oeiras, foi terceira classificada com 01:10:30.

A competição masculina foi muito disputada contando com excelentes prestações, com a vitória de Christophe De Keyser, do Outsystems Olímpico de Oeiras, com o tempo de 00:53:29, menos 42’’ que Erwin Vanderplancke, do Sporting Clube de Portugal, que ficou em segundo lugar com 00:54:11 e Oliver Gorges, Outsystems Olímpico de Oeiras, que tinha participado na primeira prova teste em Montemor-o-Velho, e conquistou aqui o terceiro lugar com 00:56:23.

Taça de Portugal triatlo
Christophe De Keyser – OutSystems Olímpico de Oeiras

Neste retomar da atividade competitiva, Vasco Rodrigues, presidente da Federação de Triatlo de Portugal, deixou algumas palavras sobre as provas em Abrantes: «Quero agradecer a todos os triatletas que participaram neste fim de semana nas competições de Triatlo e Duatlo. O empenho e colaboração de todos os envolvidos, incluindo da equipa de staff e de arbitragem da FTP, revelou-se muito importante no retomar a atividade competitiva.»

É do conhecimento de todos da importância deste regresso às competições para revitalizar a modalidade. Deste modo, a FTP, em conjunto com os seus organizadores e parceiros, tudo fará para que as provas se realizem em segurança, viabilizando assim o restante calendário competitivo em 2020.

As provas Triatlo de Abrantes e X Duatlo Cross João Campos foram organizadas pelo Município de Abrantes com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal e em parceria com a Associação Aventurirequinte (Clube Triatlo de Abrantes).

Consulte todos os resultados.

Visualize também

Triatlo regressa gradualmente com provas exclusivas

Provas de longa distância, quando se vão realizar?

Texto: Federação Triatlo de Portugal

 

 

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta