Um Desafio? Uma Loucura? Ou Teimosia?

Um Desafio? Uma Loucura? Ou Teimosia? de Rui Bastos, atleta da Associação Ciclismo do Seixal, que representa também o projeto OPraticante.pt.

Na ausência de provas, resolveu atingir um dos seus objetivos para 2021, o palco foi a Serra de Arrábida e as suas belas estradas que circundam aquele Parque Natural.

Texto / fotos: Rui Bastos

Mas seria um Desafio? Uma Loucura? Ou Teimosia?

Cada treino que fez em estrada, fazia uma passagem obrigatória pela Serra Arrábida, servia para estudar cada km, cada dificuldade, cada subida e descida.

Pois quanto mais se passa num local mais o corpo vai memorizando o esforço necessário para movimentar a bicicleta. E assim se ia preparando para o que se tinha proposto.

desafio

Num percurso circular, em que cada volta tinha uma distância de 23,7kms com um acumulado de altimetria de 500metros.

O objetivo era tentar chegar aos 2000metros de acumulado.

Para isso tinha de fazer 4 voltas, 4 voltas circulares onde para além de ter de vencer o cansaço tinha também de vencer o Psicológico.

Com a ajuda do analista Mário Pereira, também ele elemento da mesma equipa, que forneceu todos os dados do trajeto era possível saber onde iriam existir as maiores dificuldades e os locais de repouso físico.

O percurso deu início ao lado da entrada da fábrica da Secil, depois de um aquecimento físico para que os músculos não fossem a frio, foi o momento de dar início então ao que estava planeado.

Com um dos momentos mais difíceis do percurso logo para começar.

A decisão por uma velocidade e cadência confortável foi a mais acertada, pois foram muitas horas em cima da bicicleta.

O momento mais duro do percurso.

A famosa subida da Secil, passando pela ex-7ª Bateria do Exército, que tem início praticamente a 6metros da altura do Mar e termina nos 318metros. Leva qualquer atleta a atingir pulsações cardíacas bem elevadas.

Motivadas pelo esforço físico e aeróbico continuo. Mas vale bem a pena a conquista desta fase do percurso, a vista panorâmica é única sobre o Rio Sado e Troia.

Depois o percurso era mais rolante e dava para descansar o corpo, algumas subidas mais curtas até se chegar ao ponto mais alto da Serra Arrábida em estrada.

Os famosos 403metros de altura, onde se encontra o miradouro mais concorrido de toda a Serra.

O regresso foi pela zona das praias, passando pelos tuneis que se encontram com várias pinturas alusivas aos animais que habitam o Parque Natural, regressando novamente ao ponto de partida.

A sua primeira paragem foi efetuada no final da 2ª volta, para reabastecimento de líquidos e sólidos, foi um género de pit-stop a formula1 para perder o menos tempo e não deixar arrefecer os músculos.

As seguintes foram sempre efetuadas volta após volta e assim o atleta escusava de ir carregado com alimentação e líquidos.

Se o objetivo era percorrer 4 vezes o circuito esse foi conquistado, mas porque não fazer 6 voltas?

A Teimosia e o querer deram energia para dar mais duas voltas ao circuito e assim o desafio terminou com:

Distância: 142,63kms Tempo Movimento: 06horas28minutos

Elevação: 3162metros acumulado Média velocidade: 22km/h

Consumo energia(estimada): 3.605kj 155W potência média estimada

Parceiros

Deixe uma resposta