Banner superior
Coluna Dto
Coluna Esq
Coluna Esq

Algarve Bike Challenge decide Portugueses VS Espanhóis

No 3º dia de prova do Algarve Bike Challenge e por conseguinte à “etapa rainha” adivinhava-se uma etapa mais rápida e mais técnica, mas logo cedo se notou que a Serra de Tavira seria um “osso duro de roer”.

Foto: ABC

Algarve Bike Challenge – Aprender o ABC através do BTT

O Algarve Bike Challenge é um evento consolidado no calendário internacional de provas de BTT por etapas. Apesar da sua duração ser de apenas 3 dias, o certo é que consegue atrair a participação de atletas dos 4 cantos do mundo.

Nos seus 6 anos de existência conta com mais de 20 nacionalidades já representadas e muitos são os que repetem a participação anualmente. O sucesso do Algarve Bike Challenge deve-se à combinação perfeita de vários fatores, a começar pela beleza da cidade anfitriã, Tavira, terra de ciclismo e que acolhe de braços abertos esta prova.

Foto: Paula Silva

O Prólogo noturno nesta histórica e apaixonante cidade não deixa ninguém indiferente e é o arranque perfeito para esta aventura que é o ABC.

As margens do rio Gilão levam os participantes desde o coração da cidade ao interior da Serra de Tavira em escassos quilómetros, tornando possível oferecer etapas com inicio e fim no centro da cidade e todo o seu percurso em trilhos de verdadeiro BTT, sem ter que se fazer vários kms em estrada e sem muitos cruzamentos e intersecções perigosas.

Foto: ABC

Trilhos de verdadeiro BTT descobertos pela Associação Clube BTT Conceição de Faro

Por outro lado a organização, a cabo da Associação Clube BTT Conceição de Faro, empenha-se em criar em torno do evento um ambiente de conforto, união e confraternização entre participantes, acompanhantes e organização e possibilita aos participantes inscreverem-se na prova escolhendo pacotes com alojamento e alimentação incluídos através dos hoteis Vila Galé em Tavira, bem junto à zona nevrálgica do evento.

Em 2019 o evento manteve as características que o tornam tão desejado sendo composto pelo prólogo noturno e 2 etapas maratona num total de 160kms sendo que os percursos foram algo diferentes face às últimas edições. Mantiveram a navegação por Gps e a participação exclusiva a equipas duplas.

As maiores diferenças foram ao nível da estrutura com o reforço dos serviços disponibilizados no paddock da prova.

O Algarve Bike Challenge contou com mais de 700 participantes, e voltou a ser o sucesso que habituou quem nele participa.

Foto: Edgar Costa

A Grande decisão Portugueses VS Espanhóis no Algarve Bike Challenge

Numa manhã, que logo aos primeiros raios de sol, se notava que o calor não ia dar tréguas, estava estipulada ter 75km / 1740 de desnível acumulado de subida, pela serra, onde haveria duas Feed Zone e uma Water Point, e onde se esperava um desafio entre portugueses e espanhóis.

Os participantes passaram por locais verdadeiramente espectaculares, Curral do Boeiros, Ribeira da Gafa, Matas nacionais, Parque lazer Rocha dos corvos, Eira pelada, Combaixa, Carrapateira, Cerro do Leiria, Malhada de Santa Maria Santa, Barranco de Vale de Murta, Vale de Junco, Picota, Cascata do Pego do Inferno, entre outros.

O percurso mesmo sendo realizado com auxílio do GPS, a organização fazia sempre a ressalva em locais mais perigosos.

Foto: Edgar Costa

Ainda bem que vim

Uma prova que ao passar dos km, ia mostrando a sua dureza, mas em contrapartida, as paisagens magníficas, iam aparecendo quando menos esperávamos, concentrados no trajecto, mas era como se um raio de sol nos belisca-se e no nosso interior matutávamos, “ainda bem que vim”, subidas longas, subidas curtas, singlestracks técnicos, trilhos com passagens estreitas, descidas rápidas, ravinas, descidas com singlestrack sinuosos e técnicos, existiu de tudo um pouco e no final da prova e com a cidade de Tavira à vista, o sorriso entre os participantes, entre o parceiro desta aventura, o abraço sentido quando ultrapassam a linha de meta e finalizam mais uma aventura, que só está ao alcance dos mais corajosos.

Foto: Edgar Costa

No final estavam a tão esperada medalha de Finisher e um verdadeiro banquete.

Nelson Mestre e Pedro Serra – BTT Salvada – Foto: Sandra Conceição

Nelson Mestre um dos participantes entrevistado

Em conversa com Nelson Mestre que fez dupla com Pedro Serra da equipa Secção BTT Salvada.
Para mim, para a 1ª vez que participei no ABC,  foram 3 dias espectaculares, foi uma experiência muito boa e acima das minhas expectativas no primeiro dia um bocado nervoso, uma vez que não fiz o reconhecimento do prólogo, mas não correu mal.
No 2º dia a expectativas que tinha criado, foram por mim concretizadas, estava bem, o corpo correspondia e bons abastecimentos sem nada faltar, top, e o Max no meio do mato foi espectacular, até arrepiava o pessoal.

Foto: Edgar Costa

No 3º dia fiquei na expectativa, pois não sabia como o meu colega ia recuperar, ele estava em baixo, aos poucos fomos recuperando até furar, a partir daí voltamos a recuperar, e foi sempre a abrir até ao Max, aonde tínhamos as nossas famílias à nossa espera, daí em diante foi sempre a gerir para terminar o grande evento que é o ABC – Algarve Bike Challenge, o nosso principal objectivo.

Foto: Edgar Costa

Senão houver nada contra para o ano regressamos ao grande evento que é o ABC – Algarve Bike Challenge. Quero deixar um agradecimento especial à nossa Secção BTT da Salvada, à minha esposa e filhos por me acompanharem nesta aventura, e em especial a Elsa Sevinete pelos treinos e concelhos.
Não importa o resultado, mas a aventura, terminamos num honroso 283º Geral e 155º Open Men.

Foto: ABC

Os vencedores

Em relação aos grande vencedores, temos dois grande campeões,  Hernani Sistelo Silva e Andrew Henriques  da equipa BTT Loulé que superaram a outra grande dupla espanhola Francisco Bonano e Jose Ruiz da equipa Sportbici-Buffscott e Juan Trujillo e Raul Sedano.

Já na categoria Open Men Master os grandes vencedores foram os portugueses Ricardo Gonçalves  e Filipe Coelho  da equipa Bikespot/ FCoelho , seguido do Antonio Brissos  e Filipe Salvado  da equipa BTT Loulé e Eurico Goncalves  e Carlos Soares  da equipa 5Quinas.Cc/Alumisoares.

Celina Carpinteiro e Charlotte Davies da equipa foram as vencedoras em Open Women, seguidas de Ana Bonilla  e Kathe Lindo  e Hanna Winberg  e Sandra Backman.

Bruno Magalhães  e Ilda Pereira vencedores da classe mista seguidos de Ana Antunes  e André Rocha e Isabel Rodriguez e Lucas Liroa.

Por nós esperamos ansiosamente pelo ABC 2020, esta edição foi mais um sucesso, os recordes são para superar, este ano foi novamente batido e em 2020 que continue.

A organização está de parabéns, está sempre a surpreender-nos em todos os aspectos, deixamos um agradecimento à mesma pelo apoio que deu ao nosso projecto OPraticante.pt e por nos receber de braços abertos.

Horácio Correia e David Valério que representaram a equipa de OPraticante.pt / Só vai quem quer

Dose dupla de OPraticante.pt

As duas duplas do Opraticante.pt foram formadas por Horácio Correia e David Valério em representação de Opraticante.pt /Só Vai Quem Quer, que obtiveram o 138º da geral – 90º Open Men – 09h52:20 e Rui Bastos e Luís Filipe José da equipa OPraticante.pt / SFOA Cycle Team, obtendo o 322º geral – 171º Open Men – 12h39:15.

Foto: Edgar Costa

Balanço do ABC – Algarve Bike Challenge

E Marco Fernandes director do evento, efectuou o balanço do ABC, após o términus da 3ª etapa  “Na 3ª e última etapa foi este ano percorrida mais a este, em terras que o ABC já não visitava desde 2015.
Num dia perfeito para o BTT, o percurso da etapa prometia muita adrenalina e diversão pois o último terço da etapa estava repleto de singletracks, muitos deles novos e criados para o efeito.
No entanto a etapa não foi de todo fácil pois após a passagem pela bela mata nacional da Conceição, os atletas entraram num constante sobe e desce característico da Serra de Tavira.
A etapa foi bem distinta da anterior, não apenas em paisagens mas em tipo de terreno.

Foto: Edgar Costa

50% de participação estrangeira

Nesta edição a organização procurou incluir mais singletracks e zonas técnicas no percurso embora todas elas acessíveis e cicláveis à grande maioria dos ciclistas.
A destacar a presença de cerca de 50% de participação estrangeira, o que comprova que o Algarve Bike Challenge é cada vez mais um evento internacional. A presença feminina aumentou face à edição transacta no entanto ainda é algo tímida e que será um dos pontos a tentar melhorar futuramente.

Foto: Edgar Costa

O balanço final foi deveras positivo, o feedback dos participantes foi de um evento consolidado com uma qualidade cada vez maior, em que muitos pormenores são planeados e pensados por uma organização experiente e dinâmica.

Foto: ABC

O Algarve Bike Challenge não se resume apenas à prova em si, há diversos serviços que são providenciados neste evento e que exigem planeamento e gestão.
Como exemplo, neste evento os atletas podem inscrever-se com pacote premium que incluí alojamento em hotel de 4 estrelas, mas no qual é necessário adicionar serviços como um bike park coberto com vigilância 24h e serviço de assistência mecânica.

Foto: Paula Silva

Visualize também os artigos sobre:

Prólogo – A mítica prova do Algarve Bike Challenge

2ª etapa – ABC com etapa 2 a ser a mais dura e exigente dos 3 dias

Sitio oficial do evento.

Página do evento.

[dividir ícone = “círculo” width = “medium”]

Texto: Horácio Correia
Fotos: ABC / Edgar Costa / Sandra Conceição / Paula Silva

Sobre o Autor

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta